MENU

17 de outubro de 2007 - 20:39Curiosidades, História, Vídeos

Outros tempos

Em reportagem para a BBC, Nigel Mansell revela a Murray Walker os “segredos” tecnológicos da Williams FW14, de 1991. Foi o carro-matriz do FW14B, que lhe daria o título mundial no ano seguinte.


Agora imagine se esta cena seria possível este ano, com tanta neura com espionagem industrial. Eram outros tempos… e nem tão distantes assim.

O vídeo foi dica do leitor Guilherme Daroit.

Comentários do Facebook

comentários

12 comentários

  1. Sidinei disse:

    Capelli, você que tem boa memoria … o Mansell está vestido da mesma forma quando foi cumprimentar Senna quando este foi campeão no Japão em 91. Mansell já estava fora da prova há varias voltas e quando cena desceu do carro pra comemorar com a equipe lá estava o Leão para cumprimenta-lo, se não me engano vestino o mesmo “sweter” e o mesmo boné. Alguém lembra?

  2. smirkoff disse:

    Olha, Capelli, só não se fazem matérias como essa hoje em dia por que não querem. Não há nada “secreto” nos carros de hoje que seja visível numa olhada dessas (a menos que alguém desmonte o câmbio na frente da câmera, ou o pessoal do túnel de vento fique demonstrando as soluções testadas). Tem revistas de F1 japonesas que publicam fotos dos carros abertos ao longo da temporada… mesmo essas capas da Williams em 92 eram só jogo de cena, uma vez que o segredo estava muito mais no software do que no hardware do sistema. A suspensão ativa da Lotus de 87 era bem mais complexa que essa…

  3. gustavo disse:

    desculpa, nem sabia oque era, mas que é engraçado, é!

    p.s: não da pra diminuir o numero de letrnihas de confirmação nao?

  4. InsideX disse:

    É sim o FW14B o próprio Mansell fala o modelo no começo do vídeo prestem atenção!

    Como tenho saudade dessa época e mais ainda dos F1 totalmente mecânicos. Como era bom os volantes redondos.

  5. Capelli disse:

    Pessoal, creditei como o FW14 porque é o modelo que Murray Walker fala na introdução da matéria.

    Mas faz sentido, porque o FW14 não tinha suspensão ativa. Só o 14B.

  6. dirceu disse:

    Esse carro era uma pérola tecnologica mesmo, mas na mão de Mansell virava ateh covardia, o cara ia nos limites desse equipamento…

  7. Érico Calixto disse:

    Eu também fiquei com a impressão que aquele é o carro de 1992, a não ser que o FW14B tivesse corrido já no fim de 91. Com a tecnologia disponível atualmente, seria uma boa reintroduzir a suspensão ativa.

  8. Fernando Horta disse:

    genial! saudade desse tempo…

  9. Fabio Almeida disse:

    Aquilo que tava com um pano preto por cima era o sistema de atuação eletro-hidráulico da suspensão ativa. Dá pra ver o cilindro-mestre e o computador. Foi o diferencial deles, sem dúvida.

  10. Rafael disse:

    detalhe para o volante com apenas 2 botões e o boné que parece um capacete de operário

  11. Herik disse:

    Pelo que fala Mansell, no início do vídeo, se trata da versão FW14B, o que é reforçado por um contorno de carenagem abaixo da suspensão dianteira.
    Mas isso pouco importa. FW14, FW14B e FW15 foram carros excepcionais que tiveram, em sua origem, a contribuição de Piquet ao desenvolver, por milhares de quilômetros, a suspensão ativa ainda em 1986.
    E Mansell não quis àquela época.

  12. Gustavo disse:

    “Look, this is top secret…”
    *levanta o pano que cobre o motor*
    “so you can just take a quick look at this, ok?”
    *cobre o motor*

    haha, mto boa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>