MENU

4 de maio de 2008 - 12:24Curiosidades

Cadê a brita que estava aqui?


Ótima observação enviada pelo Willian Freitas. Durante a largada do GP da Espanha, ele deu falta da caixa de brita da primeira curva do circuito de Montmeló, aquela mesma na qual Fernando Alonso foi parar depois do entrevero com Felipe Massa na corrida do ano passado.

É fato que a caixa de brita foi substituída por uma faixa de asfalto, mas nem de longe isso significa algum tipo de patriotada para favorecer Alonso. O caso é que a FIA vem estimulando cada vez mais a substituição da brita por asfalto nos autódromos. Com a eficiência dos freios atuais da Fórmula 1, a desaceleração pelo atrito com o asfalto, somada ao uso dos freios pelo piloto, garante um impacto bem menor nas barreiras de pneus ou muretas. E, ainda, não trazem o perigo de capotagem que a caixa de brita traz, fazendo o carro pular pra todo lado.

Por fim, os escapes de asfalto ainda têm a vantagem de permitir pintura de patrocinadores. A organização do GP e a Telefonica agradecem.

Comentários do Facebook

comentários

11 comentários

  1. Wilson disse:

    Chato prá caramba a retirada de caixas de brita, quer dizer que o cara pode errar a vontade que ele continua na corrida, além disso, o que fizeram com o GP da Alemanha, acabaram com a tradicional passagem pela Floresta Negra.
    São por essas e outras que a Fórmula 1 tá ficando uma merda.

  2. Anonymous disse:

    E ainda tem a vantagem de o piloto poder voltar à pista após a escapada.

  3. Rodrigo Vilela da Silva disse:

    Isso está acabando com a graça da F1. Não diziam que a categoria só tem pilotos TOP? Não é o que parece…

  4. Luiz Sergio disse:

    Felipe MASSA já está fazendo campanha para em vez de asfalto coloque argaMASSA em tudo.

  5. Gus disse:

    caixa de brita mesmo vai ficar só no cantinho da entrada dos boxes onde o hmailton atolo ano passado, como recordação de pra que a brita serve.

    Se os freios falharem? Pô, eu não sei, mas nunca vi TODOS os freios de um carro de F1 falharem. Pode estourar o diantero esquero, que seja. Mas tem freio nas rodas traseiras ainda, e na outra dianteira.

    Sem contar que a brita atola não só o carro de F1, mas a ambulancia(como na espanha!), o carro médico…

  6. Anonymous disse:

    O problema de se quebrar o freio no final de uma reta é terrivel. Aí pode ter brita, asfalto, concreto, penas de ganso, espuma, enfim, com qualquer material será difícil de parar o carro.
    Tem uma área de escape em spa-francochamps que o Ico classificou como estacionamento de shopping center.
    Mas essa parece ser uma solução sensata, pois já vi carro pasar de carro a avião em poucos segundos, após passear por uma caixa de brita.
    Abraço a todos.
    Paulo Santos/RJ
    PS: saudações rubro-negras

  7. Anonymous disse:

    mas, caso os freios falharem, nao é muito mais perigoso sair reto e entrar na barreira de pneus? Com brita, se o carro capotar é mais seguro do que sair reto e direto. Capotando ele vai diminuindo a velocidade. Batendo reto a desaceleração é muito maior…

  8. KlauSS disse:

    E além de tudo favorece quem gosta de andar um pouquinho mais que o carro… heuehueheuheue

  9. Priscilla Bar disse:

    O problema dessa curva por exemplo é que uma saída de pista nesse ponto provocaria um “montinho” que poderia levar o carro a capotar caso ele deslizasse,por exemplo,por isso eles optaram pelo asfalto mesmo.

  10. Bruno Lemos disse:

    Eu sempre reclamei dessas malditas caixas de brita, mas o caso apontado pelo herik faz mesmo sentido.

    Eu acho que em curvas que não são seguidas de grandes retas daria para substituir a caixa de brita pelo asfalto, porque permite até mesmo uma manobra de correção do piloto, mesmo em caso de falha dos freios.

    Agora naquele caso da grande reta final precedida de uma curva de baixa, se os freios falharem… o cara está com sérios problemas, uma caixa de brita ali ainda ajudaria em algo.

  11. Herik disse:

    Ok. Mas se o problema no carro acontecer justamente no freio? Se, no caso de Barcelona, o piloto vem sentando a bota na reta e, na hora de pisar no freio, este não funciona? Mesmo uma suspensão quebrada que não permite o contato correto do pneu com o chão.

    É um caso a se pensar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>