MENU

12 de junho de 2008 - 23:40Curiosidades, Do Baú

Do Baú: Ralf na Sauber?


Pelas imagens acima, é possível constatar que Ralf Schumacher fez um teste pela equipe Sauber, com o C19, modelo utilizado pela equipe na temporada de 2000. Certo?

Errado. Trata-se, na verdade, dos primeiros testes de Nick Heidfeld pelo time de Peter Sauber. O alemão, recém chegado da Prost, conhecia em Jerez de la Frontera a equipe com a qual disputaria a temporada de 2001. Porém, teve um problema com seu capacete e acabou indo para a pista com um casco de seu conterrâneo Ralf Schumacher.

Curioso reparar que Heidfeld está, até hoje, no mesmo time. Permaneceu três temporadas na Sauber, teve passagens breves por Jordan e Williams, até cair novamente na mesma equipe, agora sob o nome de BMW. Batido por Kimi Raikkonen em 2001, acabou marcando passo na carreira. Agora em 2008, batido facilmente por Robert Kubica, pode estar encaminhando um melancólico final de linha na F1.

Comentários do Facebook

comentários

28 comentários

  1. Pedro Miguel disse:

    Boas amigos do Brasil!

    Introduzindo um tópico um pouco à parte, devo lembrar que, se Ralf nunca conduziu um Sauber, o outro Schumacher, o verdadeiro (lol) guiou mesmo um dos carros suíços, ao abrigo do acordo que a Ferrari e a Sauber tinham de partilha de motores. Só não me lembro é do ano…

    Lembro-me sim que a Sauber recolheu mais dados naquele dia do que em todos os outros dias de testes com os seus pilotos titulares.

    Abraço de Portugal
    Pedro

  2. Anonymous disse:

    A sauber correu de mercedes em 1993(Ilmor) e 1994.

  3. Anonymous disse:

    Quando a Sauber surgiu, não era ela a cotada a pegar um apoio da Mercedes?

  4. Suguita disse:

    Verdade…. O que Heidfeld tem de subestimado, Kimi Raikkonen tem de superestimado. Até quando um companheiro o derrota, como fez Heidfeld na Sauber em 2001, a mídia dá um jeito de diminuir a conquista em cima do iceman, com esse argumento de pouca experi~encia antes de entrar na F1.

  5. Dr Gilmar disse:

    É Capelli, quebrou a cara hein..

    Foda nossos jornalistas, sempre só enchergam o presente e nada além disso, pra eles se fulano foi mal hoje então já é um fracasso, independente se foi bem nos anos anteriores ou se só guiou cadeiras elétricas..

    Parece que apenas Schumacher, Senna e atualmente Raikkonen, são dignos de elogios…O resto é tudo “medíocre, mediano, dispensável”.

    E é com esse pensamento “galvão buenístico”, que disse durante a transmissão dos treinos do GP do Canadá, que “Ickx e Tambay não fazem a mínima falta pra história da F1″, que nosso jornalismo vai mostrando cada vez mais sua prepotência e falta de respeito com o trabalho árduo que um cara que anda há mais de 300km/h assume..

    Acho que a imprensa brasileira é a única do mundo que acha que é uma coisa “intelectual” ter apenas visão crítica das coisas..

  6. Filipe Furtado disse:

    Capelli, então faltou mesmo você ter sido claro no seu post sobre ele ter sido batido pela vaga na McLaren. Inclusive, acho que vale o parentese em defesa da opção da McLaren que o Raikonnen foi mesmo mais consistenteque o Heidfeld na segunda metade da temporada.

    Agora, o fim melancolico é um belo exagero, né? O cara é quinto no campeonato (mesma posição do ano passado). Apesar de vir deixando bastante a desejar em treinos, ele vem sendo muito consistente nas corridas. Inclusive se a McLaren dispensar o Kova pelos desempenhos pifios eu não me surpreenderia se ele acabasse pegando a vaga na McLaren dentro da lógica de um segundo piloto experiente para ajudar no desenvolvimento do carro que muitos insistem que a equipe precisa.

  7. rob disse:

    Tenho que concordar com os comentarios exposto aqui.
    Ano passado nick fez uma bela temporada, com direito a ultrapassagem mais bonita do ano em cima do espanhol.
    Mas o capelli não comentou isso no seu post.
    Só nao se esqueça que ainda faltam Onze GPs pra Heidfield se recuperar.
    E Na minha visao esse ”fim melancólico’, nao existe.

  8. Anonymous disse:

    O Heidfeld é muito desprezado, infelizmente. É subestimado demais pra um piloto que nunca teve equipamento competitivo até 2007 e sempre ficou na frente dos companheiros de equipe.

    Dessa vez, ele poderia ter ignorado as ordens da da equipe e vencido se quisesse, bastava ficar mais algumas voltas prendendo o Kubica, mas o profissionalismo prevaleceu. Ano passado, quando ele deu um banho no polonês, foi apenas um “bom desempenho”. Chega a parecer que ignoram os bons momentos dele, como a ultrapassagem sobre o Alonso no Bahrein ano passado e a melhor volta dele no mesmo circuito esse ano.

  9. Carlos LARZ disse:

    Faço coro: Heidfeld bateu Kimi na Sauber!! É o piloto que leva minha humilde torcida.

    Realmente esse ano, não se entendeu tão bem com o carro como no ano passado. Além do fato do Kubica, na minha opinião, ser o melhor piloto do grid. Mas, para ver como Nick é bom, ano passado ele colocou o talentoso polonês no bolso. Não é para qualquer um.

    Fico chateado pq qdo Nick faz coisas grandiosas, é apenas um bom desempenho, isso qdo ganha crédito. Agora, basta não ir tão bem, que já é piloto em crise.

  10. Elio disse:

    Para Capelli, você errou, não queira consertar com esse argumento pífio de “mas Raikkonen só tinha 19 corridas de F-Renault”. Não interessa, Kimi podia ter só uma corrida de monoposto, o que interessa é que no lugar onde o pau comia solto, que era na equipe, Heidfeld foi superior e ponto. O quê Heidfeld podia fazer? Voltar no tempo e correr apenas dez veses de F-Renault?

    Bem típico de brasileiro menosprezar um piloto prestigiado lá fora, se fazem isso com o Rubens, quanto mais com um alemão..
    Acho que em nenhum lugar do mundo, nem na finlândia o Kimi é tão paparicado como no Brasil, é incrível a maneira como ele tem pinta de gênio entre nossos entendedores

  11. Anonymous disse:

    Anotado, e vamos cobrar depois caso venha a mudar de opinião.

    Lauda

  12. Anonymous disse:

    “Kubica não terá prioridade”, revela Theissen
    Warm Up
    12/06/2008 – 16:34

    Após a vitória de Robert Kubica no Canadá no último domingo (8), Mario Theissen afirmou que a BMW Sauber não tem planos de priorizar o polonês, agora líder do campeonato, no restante da temporada.

    O discurso é contrário ao comentário feito por Kubica. “Estamos liderando o Mundial de Pilotos, por isso espero que a equipe me dê 100% de apoio para continuarmos na frente até a última corrida”, afirmou o piloto.

    “Não vamos mudar a nossa estratégia nas próximas corridas”, destacou Theissen, em entrevista ao site da revista “Autosport”, nesta quinta-feira (12).

    “Ambos os pilotos terão acesso aos mesmos equipamentos e receberão tratamento igual por parte da equipe. Então, dependendo do que cada um fizer no treino classificatório, decidiremos nossa tática para a corrida”, explicou.

  13. Daniel Médici disse:

    Alexandre,

    Nem a F3000, nem qualquer outra categoria de base imediatamente inferior à Fórmula 1 formou campeões.

    Desde quando esse tipo de categoria existe, a partir de 1967 com a Fórmula 2, nenhum de seus campeões repetiram o feito na Fórmula 1.

    Lewis Hamilton pode ser o primeiro, já que foi campeão da GP2…

  14. Alexandre Salvador disse:

    O Heidfeld foi mais um piloto da extinta F-3000 que caminha para não ser nada na F-1…vocês já pararam pra pensar nisso ? Deve ser por isso que a F-3000 virou cinzas…

  15. Anonymous disse:

    Igual o Piquezinho!!! Facilmente batido pelo Alonso e por todos os outros do grid, incluindo Force India e outras maravilhas. Vai ter que voltar pro Piquet Sports, quem sabe na Stock Car!!!!

  16. Fábio Mandrake disse:

    Capelli, o Ralf testou uma Mclaren em 1995 tenho até a foto desse teste.Quanto ao Heidfeld eu o conheci pessoalmente em interlagos o cara é mto gente boa além de ser um nanico, bem pra mim até o Kubica é de altura normal…rs.
    O Heidfeld acho que somente agora teve um companheiro forte mesmo pois fiz uma pesquisa sobre isso.
    Alesi na Prost em 2000 já em fim de carreira.
    Kimi em 2001 na Sauber e o finlândes era novato em corridas pois comomvocê mesmo citou só fez 19 provas no automobilismo até então.
    Massa em 2002 na Sauber, Felipe fez mta besteira em seu ano de estreia e Nick já tinha experiência dentro do time.
    Glock em 2004 na Jordan, era novato e fez apenas 4 provas.Pantano na Jordan no mesmo ano, foi totalmente batido.Webber em 2005 na Williams foi um dos que fez mais pontos que Nick, também pq correu mais na equipe que ele, pois o alemão saiu antes do fim.Villeneuve em fim de carreira no ano de 2006 já na BMW e por fim Vettel que apesar de todo o talento, correu apenas 1 gp pela BMW em Indianápolis substituindo Kubica que deu aquela porrada na corrida anterior.Mas na corrida foi Vettel que pontuou para a equipe bávara.É um grande piloto e torço pra que consiga sua merecida vitória esse ano ainda.

  17. Cristiano disse:

    Capelli, o pessoal esqueceu o mote do tópico, mas enfim… também vou mudar de assunto, um pouco…

    Quanto à BMW-Sauber, se o alemão assinou pra ser 2º piloto, e a equipe não vai abrir mão do polonês, essa boato do Alonso será que não passa de boato mesmo? E aquele papo do Kubica de que gostaria de trabalhar com o Alonso?
    Ou Kubica na Renault? Volta Kovalainen? Briatore na área, vai ter tumulto na dança dos cockpits?

  18. Jose disse:

    Então Capelli, vc usou o termo “ser batido”, mas pelo menos no meu entender, ele foi preterido, sendo que os resultados de ambos foram bons para os padrões de Sauber, e inclusive como disseram até pódio teve.

  19. Capelli disse:

    Pessoal,

    sim, é fato que Nick fez mais pontos que Kimi em 2001. Mas o finlandês chamou muito mais a atenção e tal situação se configurou, sim, numa derrota de Heidfeld.

    Ele era piloto da Mercedes, estava sendo preparado para assumir a McLaren e terminou levando uma rasteira. Não só pela força que Mika Hakkinen deu ao compatriota, que realmente houve, mas principalmente pelos resultados pouco convincentes correndo ao lado de um novato que tinha apenas 19 corridas de monoposto na carreira até então.

    Sobre a relação Kubica/Heidfeld, anotem: no GP do Canadá o alemão assinou seu contrato de segundo piloto. Por isso, no meu entender, encaminha um melancólico fim de carreira.

  20. Mr Stripes disse:

    é, mas se ele vencer uma corrida vai ostentar o recorde mais vergonhoso da F1: mais tempo para vencer: tem mais de 120 GPs na carreira

  21. Anonymous disse:

    Comentário mais infeliz que você fez no blog Capelli. No ano passado quando esse mesmo piloto detonou o “gênio” polonês ninguém colocou a posição deste em cheque, agora por conta de problemas que teve em três corridas nesse ano, que nada tiveram a ver com sua pilotagem, ele caminha para um “fim melancólico”. Desde 2000 falam esse tipo de coisa desse rapaz e até agora ele continua firme e forte na Fórmula 1 e cada vez mais respeitado no meio. Ainda temos 11 corridas pela frente e muita coisa a acontecer, principalmente ele recuperar terreno sobre seu badalado companheiro de equipe.

    Lauda

  22. Anonymous disse:

    Eu, particularmente falando, acho que o Nick Heidfeld, em se falando d epilotagem, parece com o Sávio, ex-jogador do flamengo. O sávio tinha futebol para estourar e virar super-craque, mas não passou de promessa. Com o Nick também foi a mesma coisa. Pintou como grande piloto, mas na hora do vamos-ver, não compareceu.
    Aliás, acho que está começando a ter uma escassez de talentos alemães. Tanto na F1, como no futebol. Os craques e promessas da seleção da Alemanha são poloneses naturalizados (klose e o Podolski). Na F1 Sebastian Vetel pintou como promessa e até agora nada. Os irmãos Schumacher se foram. Nick parece que está parando.
    Abraço a todos.
    Paulo Santos/RJ

  23. Jose disse:

    Apoio os comentários anteriores, Heidfeld apesar de não ser nenhum fenômeno, sempre foi bom piloto e esse ano não se entendeu com o carro. Lembro que durante a fraca pré-temporada da BMW, era ele quem mais criticava o carro.
    Em relação a ser batido por Raikkonen tb discordo, o finlandês foi sensação da temporada por ser novato, mas os resultados, com maior consistência foram de Heidfeld.

  24. Aderson disse:

    Era claro e evidente a decepção e tristeza no semblante do Heidfeld.
    Desde o momento que ele saiu do carro até a ida ao podio, podia se ver que ele estava muito chateado por não ter sido o primeiro piloto a dar a primeira vitoria a equipe BMW e sim seu companheiro de equipe, que de piloto de testes/reserva a posição de N° 1 na equipe foi num piscar de olhos.
    A equipe BMW nega, não há previlegios ao Kubica, mas ele foi o que melhor se adatou a esse carro da BMW e tem conseguido resultados fantasticos, enquanto Heidefeld fica lá tras.
    E agora, apos a primeira vitoria da equipe, Alonso anuncia que até o fim de Julho vai anunciar seu futuro.
    Coitado do Heidfeld….

  25. Jonatas disse:

    O felipe furtado tah certo, o Heidfeld fez mais pontos que o Kimi em 2001, foi preterido na McLaren onde tinha apoio da Mercedes muito mais por dedo do Mika Hakkinen do que por capacidade maior do Kimi Raikkonen que foi contratado para substituir o compatriota (tenho isso gravado em fita cassete numa reportagem do Globo Esporte no fim de semana do GP de Monza daquele ano, seguinte ao fatídico 11 de setembro), foi melhor que o Massa em 2002, fez temporadas medianas em 2003 e 2004, mas a frente dos seus companheiros de equipe, bateu o Pizzonia para ser piloto titular da Williams em 2005, fez pole-position, teve momentos bons na temporada, inventou um problema pra pular fora da Williams qdo a mesma rompeu com a BMW, foi para a equipe bávara q comprara a Sauber no ano anterior, e em 2006 colocou o Villeneuve no bolso. Tomou um susto com o pódio do Kubica em Monza naquele ano, mas em 2007 foi o melhor disparado do resto (exceção a Ferrari e McLaren). Agora pq o kra num tah numa das melhores fases, o Kubica tá muito mais casado com o carro do que ele, o cara tá “encaminhando para um final de linha melancólico na F1????”.

    Pára véiu, volta com as charges vai…

  26. Elio disse:

    Capelli, desculpe mas você errou feio.

    O Heidfeld marcou três pontos a mais que o Kimi em 2001 na Sauber. Além do mais, conquistou até um pódio em Interlagos. Kimi foi preterido pela Mclaren, pois teve uma mãozinha de seu compatriota Mika Hakkinen, Heidfeld com toda razão, ficou puto.

    Ah, e curioso também que o Heidfeld conquistou em cima de Massa quando ambos eram parceiros na Sauber, os mesmos três pontos a mais que conquistou em cima do Kimi.. Ou seja, Massa e Kimi tiveram a MESMA desvantagem dentro da Sauber perante Heidfeld..

    Logo, não sei o que aqueles corneteiros do Massa vivem dizendo que não sabem o que ele fez na Sauber pra merecer ir pra Ferrari.. Oras, fez a mesma coisa que Kimi fez pra merecer ir pra Mclaren: Tomou três pontos do Heidfeld..

    VALEU!

  27. Lvcivs disse:

    Bah, o Heidfeld é o único piloto na história a andar com um F1 moderno no Nordschleife em Nürburgring!!

  28. Filipe Furtado disse:

    Capelli, o Heidfeld fez 12 pontos contra 9 do Kimi em 2001, inclusive conquistando o único podium da Sauber naquela temporada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>