MENU

28 de setembro de 2008 - 11:43Análises

Rapidinhas – GP de Cingapura


- E a roda da fortuna do GP de Cingapura premiou, quem diria, Fernando Alonso. Do desespero de ontem ao ver seu carro parado na classificação ao êxtase de hoje com uma vitória histórica. Uma daquelas viradas que só o esporte é capaz.

- Mas a vitória de Alonso, é bom que se diga, deve-se não apenas a sua competência, mas também a um tanto de sorte. O Safety Car entrou na pista na hora exata para que o espanhol ficasse em boa situação e pudesse dar à Renault sua primeira vitória em dois anos.

- Luiz Alberto Pandini cunhou, há alguns anos, a máxima “Prefiro um GP de F 1 monótono de verdade a uma corrida emocionante de mentira”, que nunca foi tão verdadeira quanto hoje. A esdrúxula regra de fechamento dos boxes durante a entreda do Safety Car, implementada no ano passado, transformou as corridas em loterias. Fomos privados, hoje, de assistir a uma disputa palmo a palmo pela vitória entre dois aspirantes ao título. Em seu lugar, um show menor, um passeio de carros lentos segurando os favoritos. Isso pode ser show, mas esporte não é.

- A tal regra de box fechado é utilizada há bastante tempo em outras categorias de peso, como a Indy ou a Nascar norte-americana. Porém, sua implantação na Fórmula 1 não funciona da mesma maneira por um motivo bastante simples: o número de pit stops. Se nos ovais americanos cada carro faz quatro, cinco e até seis pit stops por corrida, na F1 são apenas dois ou três, às vezes um. O reflexo disso é a influência direta no resultado. Jogar com um pit stop vantagem entre quatro ou cinco não faz tanta diferença. Agora, quando o pit stop em questão pode ser o único da prova, a vantagem do beneficiado é ainda maior.

- De toda forma, é sempre positivo ver um piloto da qualidade de Alonso voltando a vencer, assim como ver a tradicional Williams emplacando um segundo lugar novamente, com Nico Rosberg. Porém, seria muito melhor que isso tivesse ocorrido dadas as circunstâncias em pista e não apenas porque o Safety Car entrou, fortuitamente, no momento em que lhes era vantajoso.

- Lewis Hamilton hoje, se não foi brilhante, foi extremamente eficiente, garantindo um terceiro lugar e fugindo à tentação de uma briga kamikaze com Nico Rosberg nas voltas finais. Lewis está amadurecendo e assumiu hoje o favoritismo ao título mundial.

- Felipe Massa, por sua vez, teve dois momentos na prova. Um excelente, dominando a corrida e dando pinta de que venceria com alguma facilidade. Mas outro péssimo, depois do erro da Ferrari de liberá-lo à pista no pit stop sem que a mangueira estivesse totalmente desconectada. O brasileiro voltou no fundo do pelotão, tentou uma recuperação, mas foi pífio. Saiu da pista, errou, rodou e chegou em 13º. Dificilmente teria feito algo muito melhor ainda que não tivesse errado, pois Kubica, que andava próximo, ultrapassou e não errou, chegou apenas em 11º. Mas ainda assim, tantas escapadas e poucas ultrapassagens não são dignas de quem quer ser campeão.

- Importante lembrar que, diferentemente do que se disse na transmissão da televisão, quem aciona a luz verde na saída dos pit stops da Ferrari não é o mecânico-chefe, mas sim um dispositivo eletrônico posicionado no bocal de combustível. Assim que o sistema detecta que a mangueira começou a ser retirada, o sensor envia um sinal informando o piloto que deve arrancar.

- Provavelmente a Ferrari aposentará tal dispositivo a partir da próxima corrida. Ainda que já esteja sendo utilizado desde o final do ano passado, os problemas causados pelas luzes já superam e muito os benefícios de centésimos de segundo que a inovação poderia trazer. Além do risco de incidentes como o de hoje, há também o problema de liberação do piloto à pista. Tal comando deve ser dado por um mecânico, que tem condições de observar se há outro carro passando pelo pit lane e só autorizar a saída do piloto quando houver condições de segurança. Hoje, Felipe quase bateu com Adrian Sutil novamente, tal qual em Valência.

- Aliás, aguardo entender os motivos do stop & go drive through aplicado a Felipe Massa pelos comissários. No sucinto comunicado pela TV, a punição ocorreu por “saída perigosa dos boxes”. Se o entendimento foi que a saída com a mangueira jorrando combustível foi perigosa, tudo ok. Agora, se a punição foi aplicada pela saída sobre Adrian Sutil, entendo que o brasileiro deveria ter sido penalizado também no GP da Europa. Os comissários precisam adotar um mínimo de coerência para evitar suspeitas recorrentes de favorecimento a A ou B por motivos políticos.

- Para terminar o dia de lambanças da Ferrari, Kimi Raikkonen bateu nas últimas voltas quando era quinto e perdeu a chance de marcar pontos. Por sinal, foi a primeira vez desde o GP da Austrália de 2006 que os dois carros italianos ficaram sem marcar pontos. A seqüência de 46 corridas na zona de pontuação foi a segunda maior da história da Fórmula 1, perdendo apenas para as 55 corridas nos pontos da própria Ferrari entre os GPs da Malásia de 1999 e 2003.

- Além da quebra de seqüência, a falta de pontos trouxe outro gosto amargo para a Ferrari: a perda da liderança no mundial de construtores. A McLaren, que já foi terceira, passa a liderar com 135 pontos, um à frente. Sorte dos italianos que Heikki Kovalainen consegue ser ainda menos eficiente que Kimi Raikkonen. Péssimo ano para os finlandeses.

- Outros destaques da prova: Timo Glock, com um ótimo quarto lugar para a Toyota, e Sebastian Vettel, quinto colocado com a Toro Rosso.

- Rubens Barrichello parou com o carro quebrado logo no começo, depois do Safety Car provocado por outro brasileiro, Nelsinho Piquet. O piloto da Renault rodou, bateu, viu seu companheiro vencer graças a seu erro e chegou aos boxes com a expressão de quem sabe que perdeu o emprego.

- Agora sete pontos à frente de Felipe Massa, Hamilton começa a encaminhar o título mundial. Basta chegar em segundo nas próximas três corridas que o título estará garantido. Se tiver cabeça e não sofrer quebras mecânicas, leva o caneco.

- Maranello vai ferver amanhã. Stefano Domenicali que se cuide.

Comentários do Facebook

comentários

58 comentários

  1. Luís Morais disse:

    Ah, o Coulthard não abriu pro Hamilton, é porque o escocês fecha a porta quando sabe que não vai perder a posição, e nesse caso, não tinha como ele resistir.

    Tanto, que exceto com o Nakajima em Monza, ele sempre esteve na frente agindo dentro das regras.

  2. Anonymous disse:

    esses comentários de velha ranzinza do pandini são pra acabar.

    se não tem ultrapassagem, onde é que já se viu, ninguém faz nada, que absurdo, ora tá um marasmo.

    se os caras buscam maneiras de trazer o imponderável ao esporte, é falso.

    ah, dá um tempo…

  3. Filipe Furtado disse:

    Capelli, pelas minhas contas o Heidfeld alcançou hoje o 25o GP seguido que ele completou o que teria batido o recorde anterior do Schumacher.

  4. Fernando disse:

    Ivan, boa noite!
    Sobre a análise da corrida, ela foi perfeita.
    Mas falar que o Massa foi pífio, depois da lambança nos boxes. Imagina você, correndo bem, sabendo que o Lewis estava a 3 posições atrás, abriria pelo menos 5 pontos de vangatem no campeonato. Você para no boxes, sai antes da hora por causa de um pirulito estragado volta nas ultimas posições. Acho que ninguem, nem mesmo o Senna ou Shummy,conseguiram manter a concentração para pelo menos recuperar, o impossível.
    Nesse ponto, acho que você errou no comentário. Mas isso é bom, gerou uma excelente discução aqui. Acho que o Felipe disse que abraçou o mecânico na TV, mas pessoalmente deve ter dado na cabeça do cara com o pirulito.
    Boa noite.

  5. Ricardo Nunes disse:

    Gosto muito dos seus comentários capelli, mas dessa vez ficou nítido na transmissão da Tv que o mecânico chefa da ferrari solta o botaõ que mantem a luz amarela piscando. Logo em seguida ele ve a cagada que fez e parta de novo ficando vermelho. Da pra ver isso tanto na cam do carro do felipe qto na outra camera que filma o carro de frente. Da uma olhada nele que vc vai ver. è o mecânico que está a frente de todos com a caixinha na mão

  6. Ever Rupel™ disse:

    armação da Renault!!
    Alonso vai a box e voltas depois PiquetJr causa a yellow flag!
    armação do Briatore barrigudo!

  7. romeu disse:

    Essa é apenas uma conduta esperada: que um brasileiro torça para que seu país vença no esporte. Logicamente ninguém é obrigado a isso. O que eu critico é que o número de torcedores contra o Brasil vem crescendo pelo fato desses formadores de opinião influenciar a massa que acredita estar informada.

    Depois de Senna, só tivemos aversões a pilotos de F1 brasileiros. Caso do Barrichello, Massa e agora o Nelsinho também.

  8. bob halley disse:

    Em resposta à: ” É evidente que todos devemos torcer para o Massa, pois ele representa o nosso país.”. Que papagaiada é essa? Nunca ouvi falar de tal obrigação. Explique-me, grato!

  9. r/t disse:

    Romeu, voce tem razão

    E ainda cabe mais uma nota;

    Desde a temporada passada, prece que tudo que hamilton faz é posto numa aura de talento, de arrojo, de superioridade, se um brasileiro vai e faz o mesmo, “não é mais do que a obrigação” criou se um “Hype” nojento em cima desse cara, quando que em termos de pilotagem e talento, no grid ele no minimo o terceiro, atrás de Alonso e Kimi, que fizeram muito, mas muito mais do que ele e com carros que não eram os melhores do grid, isso se não for o quinto atrás ainda de Kubica e Massa em algumas circunstancias

  10. romeu disse:

    E o Capelli a cada dia que passa vem se tornando cada vez mais parcial e seu blog está virando um celeiro de juizo de valor. O problema é que muitas pessoas se informam apenas por esse blog e formam opinião baseado no que o Capelli fala e, a partir dai, transmite a mesma idéia. É um meio de comunicação cruel num país onde muitas pessoas não procuram se informar em diversas fontes.

  11. Romeu disse:

    O problema é que muita gente odeia o Galvão Bueno e consequentemente odeia o Massa. É evidente que todos devemos torcer para o Massa, pois ele representa o nosso país.

    Acho que os esportístas que representam o nosso país vivem essa frustração de não terem seu trabalho reconhecido pelos próprios brasileiros. Não me impressionarei se algum dia a F1 deixar de ter pilotos brasileiros.

  12. Hugo disse:

    Agora eu pergunto: o que Hamilton fez nessa corrida de tão espetacular para ser campeão? Não foi arrojado pra tentar ultrapassar uma Williams em decadência, uma Renault tentando voltar ao que era… No entanto, Lewis não conseguiu ultrapassar nenhum dos 2 que estavam a sua frente. Quem largou em 2º deveria ter ganho o GP de Cingapura, com tantas coisas ruins que aconteceu com Massa (pit-stop ridículo, drive-throug, pneu furado). Lewis não ganhou e nem merecia ganhar.
    Alguém Lembra do Kimi ano passado? Tinha 17 pontos de desvantagem para o próprio Lewis, e só tinha 20 pontos em jogo.
    Ainda restam 30 pontos e a diferença de Hamilton são apenas 7.
    Só a Ferrari pode tirar o título de Felipe (lembrando Austrália, Hungria, Cingapura…). O título de Massa está nas mão da equipe, assim como os do Schumy (que diga Eddie Irvine, Barrichello, Massa).
    Felipe vai conquistar o título com chade-de-ouro, vencendo o GP do Brasil!

  13. Hugo disse:

    Já não é de hoje que vejo comentários de jornalistas brasileiros falando mau dos pilotos brasileiros. Na era Schumacher parece que não tinha nenhum piloto correndo… só o Schumi que era venerado pelos tais jornalistas tupiniquins! Agora é a vez de Hamilton ocupar a mente dos que se dizem jornalistas nesse país de blogueiros.
    E assim como foi Barrichello, assim está sendo Massa e Nelsinho (que é um novato), e assim será com Lucas di Grassi e Bruno Senna. Escrevam isso para não esquecerem: as próximas vítimas dos comentários maliciosos dos nossos jornalistas: Lucas e Bruno.

  14. Bruno McLaren disse:

    É, imagina se o Senna ficasse se lamentando porque o carro deu uma apagada na largada do GP do Japão de 88… Imagina se o piloto de um Boing fica pensando na briga que teve com a esposa e não consegue se concentrar e pousar o avião… Não adianta, Massa não tem perfil de campeão. Pode até ser um dia, assim como foi Hill, mas será muito mais circunstancial. Ou alguém acha ele melhor que Alonso? Vettel?

    “Ah, mas nessa pista não dá para passar…”. Tsc, tsc, tsc…

    Muitos, após a corrida de Monza, diziam que queria ver o Vettel na McLaren, que aí o Hamilton não ganharia nada… E se o Alonso estivesse na Ferrari? Já era campeão com um pé nas costas e Zacarias jamais veria nem a cor do carro do espanhol…

    Quando é brasileiro que joga duro é taxado de “arrojo”, “lutador; quando é estrageiro (e se for adversário direto de brazuca então) é “sujo”, “desleal”… Vai entender…

    E tem cara que acredita no Galvão ainda: “Coulthard abriu pro Hamilton”. Hahaha! Em Monza todo mundo abriu também… Tenha dó!

    Capelli, não liga não. Hoje em dia é proibido criticar ou ter uma análise diferente da do senso comum ou da mídia. Encare os xingamentos como elogios, pois são isso que eles representam. Continue com sua personalidade e análises imparciais…!

    Desculpas, pachecada, mas Hamilton será campeão. E sem tapetão!

  15. Capelli disse:

    Ao questionamento sobre publicação de comentários: eles não são moderados, a manifestação é livre. Apago apenas aqueles que contenham palavrões, grosserias ou ofensas. Logo, nenhuma reclamação quanto a “Capelli não publica meus posts” faz qualquer sentido.

  16. bob halley disse:

    Vamos parar com o xororô, Zacaretes! Hamilton vai ser campeão, aceitem isso. E podem até chamar ele de “sujo”, acho que tem mais racismo nesse adjetivo do que observação fria e automobilística. Hamilton é sim um piloto arrojado, que por isso mesmo às vezes exagera e erra, mas se foi ele que me fez levantar do sofá várias vezes esta temporada, está mais do que claro que merece o título. Massa é o novo Barrichello do Brasil, quando ele não roda sozinho e coloca a culpa no carro, a equipe dá um jeito de jogar ele lá pra trás (e lá ele fica, chateado, ehehehhe). LEWIS HAMILTON CAMPEÃO 2008, por puro MÉRITO.

  17. Fernando Kesnault disse:

    Capelli, uma regra mais ridícula e inconcebível é a de não se ter uma equipe de mecânicos para efetuar o pit-stop para cada carro da equipe, tendo um piloto que “esperar” que o outro efetua a sua troca e reabastecimento, é ridículo…(com tanto dinheiro que se gasta na f-1 essa regra é incompatível).

  18. Anonymous disse:

    1 – Felipe sofreu um drive through e não um stop & go.

    2 – Ele chegou em 13o, sim, mas esqueceu do pneu furado? Foi pelo pneu furado que o Kubica o passou. Não tinha como fazer nada de diferente, o Hamilton só foi 3o porque os outros tiveram que parar, os dois únicos que tiveram vantagem com o safety car, chegaram a frente.

    3 – Ele só rodou porque foi atrapalhado por um retardatário.

    Não foi tão bizarro assim, vide que qualquer carro com o mínimo de potência possível segurava qualquer um ali, ou a Toyota era mais carro que a Ferrari do Kimi?

    Tenho que comentar ANONIMO, porque vc não publica meus comentários.

  19. Marcelo ALvarenga disse:

    Aí, de F1 pode entender mas de concentração e lado emocional,nadinha,talvez por nunca ter competido nem em jogo de bola de gude.O cara estava na frente,correndo para ganhar ou na pior das hipóteses chegar a frente do Hamilton e vem um festival de cagadas,seguido de uma punição,será que a motivação e a concentração era a mesma???Com certeza ele não conseguiu se fazer acreditar que caso ele fizesse um grande pilotagem,nem a melhor de todos os tempos chegaria na pontuação.Não deu e não vejo demérito nisto.Ë mais compreenssível do que este comentário de que é muito pouco para quem quer ser campeão,o que ia adiantar??Ia dar moral para próxima corrida??Ia ser mais respeitado???P..nenhuma.Luta seria inútil,sei que é melhor morrer lutando,mas na puniçÃo ele já estava morto.

  20. Romeu disse:

    Capelli, o Massa não recebeu um Stop and Go, ele recebeu um Drive Through!

    E o rendimento do carro dele caiu no segundo set de pneus por conta do furo no pneu, e depois por causa dos penus mais macios que não era ideal pra pista. No mais o rítimo de corrida dele era muito bom. Dizer que Hamilton foi eficiente e Massa pífio é uma ignorância levando-se em conta os acontecimentos da corrida.

  21. Anonymous disse:

    “O brasileiro voltou no fundo do pelotão, tentou uma recuperação, mas foi pífio. Saiu da pista, errou, rodou e chegou em 13º. Dificilmente teria feito algo muito melhor ainda que não tivesse errado, pois Kubica, que andava próximo e não errou, chegou apenas em 11º. Mas ainda assim, tantas escapadas e poucas ultrapassagens não são dignas de quem quer ser campeão.”
    Com um pneu furado?

  22. Fabrizio Salina disse:

    Se o Piquezinho ficar pro ano que vem, corroboro a opinião do “MIKI”…Aí sim, Briatore resgatou os tempos de Benetton…

  23. Miki disse:

    Que tática espetacular da Renault,pegou o NElson Menor para bater e colocar o safety car na pista, para Alonso voltar a vencer,afinal isto ele merece muito.Em tempo Piquezinho concordou por dois motivos,um para ajudar a equipe e outro p/ ele ser, dos brasileiros,o nome da corrida,mas a falha da Ferrari roubou isto dele.Nem nisto ele está dando sorte.
    Agora o mínimo que ele pode fazer é realmente ser um pouquinho mais humilde,ou então um pouco menos arrogante,depende do ponto de vista.

  24. Franco disse:

    Concordo com a análise do Capelli. Na minha opinião, um piloto que deseja ser campeão, precisa “no mínimo fazer o máximo”. Se nas condições do Felipe, o máximo possível a fazer era ultrapassar 3 ou 4 e mesmo assim morrer na praia, que morresse no mínimo tentando!

    E por estas e outras que prefiro o estilo kamikaze do Hamilton e acho que ele merece o título deste ano, mesmo com os error e “jogos-sujos”.

    r/t, desta vez o Lewis usou um pouco a cabeça e sabiamente não se arriscou. Vc acredita mesmo que no lugar do Felipe ele não teria dado um “jeitinho” de sair da rabeira?

  25. r/t disse:

    capelli, pifia foi a corrida do hamilton cara !

    Felipe estava no auge em termos de performance, enroscou aquela peça no fundo do carro, de 0,5s mais rapido ele passou a ser 0,2 s, tomou aquela palhaçada nos pits obra dos lixos italianos, depois o drive through, e aquela pita antecipado pelo pneus furado (isso sengundo o eng. da equipe, que o pneu alterou a geometria da suspensão) por mais frio que se seja somado ao desgaste fisico, não dá !

    E quanto a ausencia de ultrapassagem o hamilton sujo passou quantos ? Passou uma RBR com um babaca chamado couthard que simplesmente não resistiu e abriu ainda

    Já ele tinha a frente uma BMW com Kubica, que alias tambem caiu pro fim do pelotão e terminou apenas 2 posições a frente

    Algo que precisa ser entendio, a Ferrari enquanto manter esse monte de italiano buro sovai ganhar titulo no erro dos outros como foi na temporada passada, outro erro explicito deels é essa historia de entrem os 2 no pits, leva muito mais tempo pro que está atrás (Raikkonen, que pelo ritmo poderia ter terminado a frente de hamilton) fazer a parada e sair

  26. Anonymous disse:

    capeli, pifia foi a corrida do hamilton cara !

    Felipe estava no auge em termos de performance, enroscou aquela peça no fundo do carro, de 0,5s mais rapido ele passou a ser 0,2 s, tomou aquela palhaçada nos pits obra dos lixos italianos, depois o drive through, e aquela pita antecipado pelo pneus furado (isso sengundo o eng. da equipe, que o pneu alterou a geometria da suspensão) por mais frio que se seja somado ao desgaste fisico, não dá !

    E quanto a ausencia de ultrapassagem o hamilton sujo passou quantos ? Passou uma RBR com um babaca chamado couthard que simplesmente não resistiu e abriu ainda

    Já ele tinha a frente uma BMW com Kubica, que alias tambem caiu pro fim do pelotão e terminou apenas 2 posições a frente

    Algo que precisa ser entendio, a Ferrari enquanto manter esse monte de italiano buro sovai ganhar titulo no erro dos outros como foi na temporada passada, outro erro explicito deels é essa historia de entrem os 2 no pits, leva muito mais tempo pro que está atrás (Raikkonen, que pelo ritmo poderia ter terminado a frente de hamilton) fazer a parada e sair

  27. fabrizio Salina disse:

    Parábens pela análise completa!
    Entretanto, não concordo que o Massa teve desempenho pífio. Fazer uma pole sensacional, ver sua corrida ser detonada por circunstâncias patéticas, ser punido, sair de líder pra último do pelotão… convenhamos, ele fez o que pôde! Basta ver pela variedade dos vencedores deste ano, que a Ferrari é o melhor carro, mas não se impõe de modo discrepante.
    Agora, só resta ele se inspirar no Kimi do ano passado, no Alonso de ontém depois do treino: tudo parecia perdido, mas o imponderável sempre gosta de flertar com o automobilismo.

  28. Herik disse:

    O maior problema desta regra ridícula do Safety Car é que as equipes só têm um time de trabalho nos boxes. Nas outras categorias cada carro tem sua equipe de mecânicos para troca de pneus e abastecimento. Na F1 não é assim e sempre prejudica o segundo carro da equipe. Tanto que Raikkonen perdeu possições por aguardar Massa sair dos boxes.

    Mas o que tinha mesmo que acontecer é mudar um monte de coisas no regulamento: carros se classificam com acerto próprio e pouca gasolina, cada usa o pneu que quiser, acaba com essa porcaria de reabastecimento, liberar o desemvolvimento dos motores… bom, volta com a F1 de até 2002.

  29. Capelli disse:

    r/t, leia direito… eu falei que a corrida dele teve duas fases. O desempenho pífio foi na segunda.

  30. ted ruxpin disse:

    O fato é que o Zacarias tá acabado agora. Fosse o Senna tinha passado todo mundo depois da cagada do pit.

  31. r/t disse:

    capelli, não seja ridiculo

    falar que o desempnho dele (Massa) foi pifio e não ultrapassou, é no minimo tendencioso

    ele fez um belissmo tempo de classificação, vinha com quase 5 segundos de vantagem, abrindo 0,5 s por volta até a volta em que pegou aquele detrito e ainda assim manteve ritmo bom, depois não pode fazer nada

    piada

  32. andre disse:

    parece que o blog do capelli está sendo invadido por leitores do nível do blog “voando baixo”. mas vamos ao que interessa:

    quanto ao desempenho do massa: depois do desastroso pit stop, acho totalmente justificável a má performance. imagina vc perder uma corrida por causa de um erro bisonho desses. é muito difícil colocar a cabeça no lugar. muito difícil. achei foi muito ele ter conseguido terminar a corrida. dessa vez o felipe está perdoado.

    quanto ao alonso, ele tinha carro para estar no pódio de qualquer forma. teve sorte sim, mas ele estava bem e o carro também. vitória merecida.

    kova e kimi: decepcionantes. lewis: fez o trabalho dele.

    piquet: pra onde vai o brasileiro no ano que vem?

  33. r/t disse:

    Sinceramente, é de deixar qualquer um assustado a burrice e a capacidade intrinseca de fazer merda que os italianos tem, aliás, como bem mostraram Schumi, Todt, Brawn e Byrne, a italianada burra precisa ser tutelada por estrangeiros pra fazerem as coisas bem feito

    Serve como exemplo fora da F1 a Lamborghni, que era uma zona, foi comprada pelo grupo Volks, que majestosa e merecidamente chutou a italianada do comando e conseguiram que a marca progredisse em termos tecnicos e de mercado sob o comando dos germanicos

    Esse “semáforo” é uma copia tão malfeita de um recurso que as equipes de GT tem nas corridas de longa duração, nem pra copiarem algo bem feito prestaram

    A Scuderia precisa urgente parar de xenofobia e dar um pé no rabo dessa italianada que está no comando, e pegar alguem tipo o David Richards, pra botar ordem na zona italiana, Richards comandou a BAR na temporada de melhor desempenho da curta história da equipe, se voces lembram

    E ainda vale recordar que o Rubens já tinha manifestado que não achava bom o retorno da italiana ao comando da Scuderia, e aquele jornalista, o bauer, da Motorsport Aktuell na época, na temporada passada, havia criticado duramente os italiano e o pessoal o atacou, agora passado esse tempo, nota se que tanto Rubens quanto o jornalista tinham razão

  34. Anonymous disse:

    O capelli é burro!!!

    Vejam em: http://tazio.uol.com.br/f-1/textos/5024/

    O próprio felipe diz o acionamento da luz é humano!!!!

  35. bob marley disse:

    Zacarias tá acabado agora. E ta provado que ele é um Jacques Villeneuve da vida, só ganha corrida se largar na frente e não tiver que se esforçar muito! Se mudam a cor da grama ele se perde!!!

  36. Anonymous disse:

    O capelli é um otário!!!

  37. Felipe Maciel disse:

    Capelli, acho que a Ferrari já aposentou o sinal nesta corrida mesmo. Reparou no último pit stop do Kimi? Eles usaram o pirulito vermelho…

  38. Anonymous disse:

    O QUE VC ESCREVEU ONTEM NÃO VALEU PRA NADA HOJE!!

  39. Anonymous disse:

    É sério que a luz verde da saída do pit da Ferrari é acionada por um sensor no bocal da mangueira de combustível? E se der problema na troca de pneus e a mangueira for retirada antes de completar a troca, o que acontece?

  40. João Carlos de Pinho disse:

    Capelli, tenho dúvidas se é mesmo correta essa informação de que “Assim que o sistema detecta que a mangueira começou a ser retirada, o sensor envia um sinal informando o piloto que deve arrancar”. Pense bem: se for assim, o que acontece se o reabastecimento já terminou e, por qualquer motivo, uma das rodas ainda não foi trocada?

    Outra coisa que achei estranho é que as imagens mostram nitidamente que a luz do “pirulito eletrônico” ficou verde e, imediatamente depois, voltou a ficar vermelha. Pode até ser que o estado “vermelho” após o “verde” já fosse dirigido ao carro de Raikonnen, que estava atrás. Mas, para mim, pareceu mais uma intervenção humana (“Pode ir, Mass… Não! Não sai, não!”), semelhante ao que aconteceu com Coulthard mais adiante na corrida, quando o mecânico do pirulito convencional liberou a saída mas voltou atrás ao ver que a mangueira estava presa ao carro.

  41. Capelli disse:

    Tempest, o Kubica estava na mesma situação e fez quatro ultrapassagens, uma inclusive sobre o Felipe.

    O brasileiro só conseguiu ultrapassar o Bourdais e, a muito custo, o Fisichella no final.

  42. GONZO disse:

    Cspelli . Vc e um idiota e patético mesmo !!

  43. Anonymous disse:

    acho que o massa teve problemas com o segundo set de pneus dele…

  44. Fabio Almeida disse:

    Fim das esperanças de Massa campeão mundial. Não acho que Maranello vai ferver, eles tão querendo mesmo é Alonso e Vettel já no ano que vem. Santander e a TV Alemã (RTL) pagariam as multas, respectivamente.

  45. Tempest disse:

    Tb não entendi vc comentando sobre o Massa, sr. Capelli. Por sinal, vocês mesmo se contradiz: “numa pista quase impossível de ultrapassar”. E queria que o Massa tivesse feito 9 ultrapassagens para conseguir 1 ponto?

  46. Guilherme Rodriguez disse:

    Acredito que tanto o blogueiro quanto os comentadores que reclamam da regra do Safety Car o fazem pois Massa não obteve benefício algum, como é costume acontecer. Façam os cálculos, se quiserem, mas Alonso também teria vantagem mesmo que a regra fosse a antiga. Ele perdeu vinte segundos de vantagem com o segundo SC. os pilotos abasteceriam juntos e voltaria a maioria para trás. Sejam espertos: de fato Rosberg recebeu vantagem, recebendo a punição de propósito. Mas Alonso mereceu a vitória. Claro que se fosse o Massa ganhando as críticas seriam outras… ao mesmo tempo, para despistar, criticam o Massa injustamente, até ontem ele era bom o suficiente para ser campeão, hoje não é mais. É Capelli, agora é mais fácil jogar pro lado do Hamilton, que passa a ser um piloto espetacular, do que continuar na torcida por Massa. Realmente lamentável. Mas talvez os erros de Hamilton no início do ano façam dele alguém que não tem marca de campeão também.

  47. Delta Alfa disse:

    Sinceramente, n sei qual renovação foi a pior: a do Kova ou a o Kimi.
    A Mclaren tinha q arranjar um jeito de trocar essa lesma do Kova.
    Outra coisa…:Será q a FIA n quis ver a furada de chincane do Alonso tirando vantagem na 1ª volta, ou havia um pacto entre os pilotos liberando isso?

  48. Anonymous disse:

    Ah, só para não passar batido (sem trocadilhos): Raikkonen, novamente, fez a volta mais rápida. Curioso como o finlandês vem fazendo uma temporada muito ruim mas quase sempre faz o giro mais rápido. Com essa já são quantas, Capelli?

    Vitor, o de Recife

  49. Kik0 disse:

    De qualquer maneira parabéns ao Alonso.
    Pois eu prefiro mil vezes um GP de F1 emocionante de mentira que um GP de F1 de verdade e monótono, pois já trato a F1 como entretenimento e não como esporte… foi-se o tempo em que havia equilíbrio (de verdade) e quem corria era o piloto e não o carro, como hoje em Cingapura, circuito que exige demais do piloto e nem tanto do carro.

  50. Gustavo disse:

    “O brasileiro voltou no fundo do pelotão, tentou uma recuperação, mas foi pífio. Saiu da pista, errou, rodou e chegou em 13º. Dificilmente teria feito algo muito melhor ainda que não tivesse errado, pois Kubica, que andava próximo e não errou, chegou apenas em 11º. Mas ainda assim, tantas escapadas e poucas ultrapassagens não são dignas de quem quer ser campeão.”

    Já colocou a charge antes? Pq pelo amor de deus, comentário tão ridiculo quanto a Ferrari hoje. “Não é digno de quem quer ser campeão!?”…ah da licença…pra mim o que ele tá fazendo nas últimas provas, ontem na classificação essas sim são dignas de quem quer ser campeão. Olha Capelli, você escreve muito bem, mas tem hora que você parece o Raikkonen, dá um apagão e fala uma besteira dessa. Baita pista complicada de passar, tinha que passar 9 carros pra conseguir um ponto. Como se o cara só tivesse feito cagada.

    E sobre Nelsinho, quero ver quem vai falar que o Rubens é o pior de todos, como adoram pintar aqui no Brasil.

  51. Anonymous disse:

    Estou enojado com a transmisão da Rede Globo hoje, algéum pode me explicar que coisa ridicula foi aquela no final da corrida?

    Quem é Burti para falar daquele jeito de um piloto campeão mundial?

    Hoje a coisa beirou ao ridiculo, uma total falta de respeito com os telespectadores.

  52. Delta Alfa disse:

    Xupem, Zacaretes
    O tribunal rouba 6 pontos, Nelsinho(amigo do Zaca) devolve. E, com a vantagem de se ter uma corrida a menos agora.
    Mas, n deixem de agradecer ao velhinho da Red Bull. Sem ele, o ferro teria sido maior.
    Nos vemos no Japão.
    Abs
    O Polêmico

  53. Mateus disse:

    Correção: Massa estaria com 97 pontos, 13 sobre Lewis.

  54. Tempest disse:

    Errar é naturalmente humano e aceitável.
    Persistir no erro é assinar o diploma de burrice: se já viram que esse mecanismo quase deu o maior problema quando Felipe quase bateu em Sutil em Valência, deveriam ter repensado sobre uma forma de melhorá-lo. Avisados eles foram.

  55. Anonymous disse:

    Eu já sabia !!!! (piquet Bater apos pit alonso)
    Antes da corrida eu pensei nessa possibilidade, pq era o unico jeito do Alonso ir pra frente do pelotão….Dito e feito…Alonso para no box e logo depois o nelsinho bateu de forma bisonha….lógico q combinaram antes pq pelo radio seria muito na cara…o unico jeito de saber se foi de proposito eh pela telemetria…

    Quero saber a opinião de todos qto a isso ??

    Ps.: não torço para o massa e muito menos pro hamilton e menos ainda pro Alonso…

  56. Mateus disse:

    Hungria e Malásia vão fazer MUITA falta, Massa com os 20 pontos desses 2 GPS estaria com 98 pontos, 14 pontos sobre o Hamilton, se ganhasse na China e no Japão, aquele abraço, mas as sensações estranhas estão dominando a F-1…

    Volta Ross Brawn, volta Jean Todt!

  57. Anonymous disse:

    Capelli,

    Já aconteceu de 4 pilotos da mesma nacionalidade chegarem entre os 6 primeiros?

  58. Luís Morais disse:

    Também acho ridícula essa regra do Safety Car, mas ela não foi feita para evitar alguns acidentes quando os carros ficarem mais lentos, ou algo do tipo?

    E o Barrichello e as duas RBR, se não tivessem problemas, acho que tiraria bons pontos do Hamilton… Mas é um SE, e isso não da pra discutir ou opinar, apenas imaginar.

    E acho que o Di Grassi ta com vaga na Renault ano que vem. Na vaga de quem nem preciso dizer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>