MENU

1 de novembro de 2008 - 16:25Análises, Curiosidades, Estatísticas

Depois de três anos, Toyota volta à 1ª fila

Foto: Divulgação Toyota

Foto: Divulgação Toyota

O segundo lugar no grid obtido por Jarno Trulli para o GP do Brasil foi muito comemorado pela equipe Toyota. Também, não é para menos. Desde o GP do Japão de 2005, com Ralf Schumacher, o time japonês não conseguia colocar um de seus carros entre os dois primeiros num grid de largada.

O resultado é a comprovação do renascimento da Toyota. Na Fórmula 1 desde 2002, gastando os tubos, a equipe não vem bem desde 2005, sua melhor temporada até aqui. Naquele ano, o time conquistou duas pole positions, subiu cinco vezes ao pódio e terminou o Mundial de Construtores em quarto lugar. De lá para cá, só decepções, brigas e cobranças, até a redenção em 2008.

Timo Glock foi segundo colocado na Hungria, Jarno Trulli foi terceiro na França e o time está em quinto na classificação geral. Não tem mais chances matemáticas de ultrapassar a Renault e terminará a temporada nesta posição, mas o segundo posto no grid da corrida em Interlagos é um encerramento perfeito para um ano de recuperação. Com a mudança de regulamento, pode ser uma equipe difícil de ser batida na próxima temporada. Apesar das seguidas mostras de ineficiência técnica e problemas políticos, a Toyota parece estar entrando no rumo certo. Bem diferente de sua rival Honda.

Comentários do Facebook

comentários

10 comentários

  1. marcelo disse:

    Salve Capelli,

    Pois é a Toyota fecha o ano com uma surpresa daquelas,e olha que Trulli pode estragar a festa de alguém por ae,tomara que seja do Hamilton.

    Capelli uma curiosidade,você que é a “enciclopédia viva da F-1″,na disputa entre companheiros de equipe,Alonso meteu um 18 X 0 em Nelsinho Piquet,isso de ficar zerado já aconteceu antes?Se não ,eis um recorde para o nosso glorioso Nelsinho Piquet.

    Valeu e parabéns pelo brilhante trabalho,passar por aqui é obrigatório diariamente,se tiver um tempo passa lá no meu blog
    http://www.blogdomarcelof1.blogspot.com

    abraço

  2. João Gabriel disse:

    Capelli, qual foi o resultado final na briga interna durante as qualificações?

    Acho que a vantagem do Hamilton também deve ser grande…

  3. Capelli, não sei se você reparou – e é possível que já tenha dito isso em alguma ocasião – na comemoração do Jarno Trulli quando deixou o carro. O gesto com a mão próxima à orelha é marca do atacante italiano Luca Toni, do Bayern de Munique, quando festeja seus gols. Gostei da homenagem.

  4. André Lucena disse:

    Piquet: Hamilton não passa da primeira curva!
    hauehuaeuhaeu

  5. Renan disse:

    O grande problema da Toyota é que sempre fez investimentos visando resultados à longo Prazo. Se fosse mais imediatista, como o resto das equipes, provavelmente seria uma equipe de ponta. Mas, Capelli, vale lembrar que não se pode esperar nada para o ano que vem. Com a mudança do regulamento, Ferrari, Renault, McLaren pode cair, Honda, Williams, Red Bull e Toro Rosso podem tornar-se equipes de ponta. 2009 ainda é uma incógnita.

  6. Aderson pereira disse:

    Tae a prova que (alguns) pilotos, considerados velhos para a F1, conseguem andar tão rapidos quanto os jovens.
    Tenho certeza que se Barrichello tivesse um carro decente andaria lá na frente tambem.

  7. Oz disse:

    2 coisinhas:

    1º – o Glock não foi segundo no Canadá, e sim na Hungria

    2º – Não acredito que essa seja a temporada de “redenção” da Toyota. Fizeram um campeonato razoável. Pra equipe que tem o maior orçamento da F1 ainda chega a ser um desempenho pífio comemorar um 2º lugar no grid.
    Eles tem que direcionar melhor os seus investimentos

  8. Jobson disse:

    A retomada da Toyota nessa temporada deve-se muito à Frank Dernie que já trabalhou na Williams-BMW nos tempos de Montoya e Ralf e foi o responsável pela evolução do time em 2003, onde por detalhes não venceu o mundial daquele ano.
    Fez muito bem a Toyota em contratá-lo pois todo equipe precisa de um homem forte
    um engenheiro experiênte, que tenha a autoridade de comadar a evolução técnica.
    Era isso que faltava à Toyota, que caminha na busca de sua primeira vitória.

  9. Pedro Ivo disse:

    Nada mais justo, creio eu. Ao contrário da Honda, a Toyota nos últimos anos tem sido mais modesta em suas promessas. Ou seja, fala as coisas medindo razoavelmente os efeitos. Lógico que está em débito grande com o q falou em sua estréia (pra quem n se lembra, em 2002 eles previam q em 2 anos estariam buscando as primeiras vitórias).
    Mas, acho que esse ano estão com uma dupla no mínimo razoável de pilotos. Trulli, de mediano pra bom, em repetidas vezes já conquistou pódios com a equipe. E Gock, mesmo que um pouco inconstante ainda, tem conseguido bons resultados também.
    Mantendo essa dupla pra o ano q vem, acho q será garantia de bons resultados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>