MENU

2 de novembro de 2008 - 18:50Curiosidades, Estatísticas

Hamilton é 1º favorecido por nova pontuação

Lewis Hamilton conquistou o título mundial de 2008 com todos os méritos, mas tornou-se o primeiro piloto a ser beneficiado pela regra de pontuação instituída pela FIA em 2003. De 1960 a 2002, a Fórmula 1 habituou-se a premiar com pontos os seis primeiros colocados das corridas, com ligeira variação nos pontos do vencedor (em 1961 passou para 9 e em 1991, para 10).

Em 2003, contudo, a FIA decidiu privilegiar os oito primeiros colocados, provocando a mudança mais radical nas regras de pontuação da história da categoria. De lá para cá, a pontuação não tinha influenciado na definição de um título, até hoje. Se o campeonato atual fosse regido pelos tradicionais 10-6-4-3-2-1, Felipe Massa teria sido o campeão, com 83 pontos. Lewis Hamilton teria ficado em segundo lugar, com 80.

Como as regras atuais privilegiam a regularidade em detrimento da vitória, palmas para Hamilton e para a McLaren, que fizeram uma temporada exatamente como precisavam, conquistando o título mesmo sem terem vencido o maior número de corridas.

Comentários do Facebook

comentários

21 comentários

  1. Lucas Israel disse:

    Pra mim tem que se voltar à pontuação antiga!
    Ou então aumentar mais 2 pontos para o vencedor. Se bem que a pontuação da F1 tem um “charme” em relação as outras categorias. Afinal, antes de Schumacher, o único piloto que havia quebrado a barreira dos 100 pontos numa temporada foi Nigel Mansell em 92 com 108 pontos (Prost bateu na trave em 93 quando fez 99), ao contrário das pontuações de programa de auditório que têm a Indy, Moto GP, Nascar, Stock…

  2. Leonardo disse:

    Capelli
    Gosto de números, mas esse tipo de manchete me parece “distorcida”…
    Claramente, o Hamilton correu para chegar no lugar que precisava hoje, contrariando aqueles que achariam que ele se afobaria e cometeria uma besteira. Pelo contrário, ele quase perdeu o título pelo excesso de cautela.
    SE a pontuação fosse diferente e ele precisasse do resultado correria de forma diferente …

  3. Danilo disse:

    Na minha humirrrde opinião, esse sistema de pontos é ridículo. Na época foi uma tentativa de deixar a f1 mais competitiva de um jeito superficial.

  4. Lauro Moura disse:

    Situação exemplo

    Piloto A: 1 1 x => 20 hoje | 20 antes | 50 proposta
    Piloto B: 3 2 2 => 22 hoje | 16 antes | 32 proposta

    Sugestão:
    25 12 8 6 5 4 3 2 1 + 2 por pole e 1 por volta mais rápida

    Essa proposta acaba sendo meio que uma “ampliação” do sistema antigo só que contemplando mais pilotos do escalão médio e aumentando (muito) a vantagem de vencer. Os bônus da pole encorajariam os “aventureiros” a tentar táticas arriscadas e bagunçar o grid.

  5. Caro Capelli,
    Não fiz as contas, mas a pontuação tradicional não é 10,6, etc… essa só foi instituída em 1991. A tradicional era 9,6,etc que durou 30 anos, de 61 até 91.
    Abraços e sucesso,

  6. André disse:

    Se eu não estou enganado, em 2006 o Schumacher também teria sido campeão pelas regras antigas, não? Lembro-me de terem feito uma observação desse gênero.

    Eu acho que a solução era simples: 12 8 6 5 4 3 2 1.

    Por um lado eu concordo com o comentário acima de “dancem conforme a música” mas, realmente, acho que a primeira posição deveria ser mais favorecida. Ganhar é muito diferente de chegar em segundo ou em terceiro. Não é um simples degrau acima.

  7. Jeremias disse:

    Obrigado por responder à minha pergunta.
    Era o que eu imaginava mesmo.

  8. Filipe disse:

    É bom ter em mente que apesar da regra geralmente ser vista como anti-Schumacher a mudança de 6 para 8 pilotos marcando pontos também foi feita para compensar a turma do segundo escalão que nos tempos que os carros abandonavam toda hora chegavam muito mais facilmente no 4o. e 5o. do que conseguem hoje.

  9. Diego - Floripa/SC disse:

    Não concorda com esse esquema de pontuação. As regras são pra todos. Mas acho o 10-6-4-3-2-1 bem mais justo.

    Aliás Capelli, a FIA planeja alguma mudança concreta nisso para o futuro?

  10. escovão disse:

    nova regra? de 2002? vocês estão brincando, né?

  11. Wallace disse:

    Agora que Schumacher se aposentou, a FIA devia aposentar as regras anti-schumacher tbm.
    Capelli, no sistema anterior quantos pontos o Kubica teria? Pilotos como ele que raramente quebram mas so beliscam podios nao teriam espaço com a pontuação antiga.

  12. Klauss disse:

    Desde que implantaram esse sistema novo de pontos eu digo que seria mais interessante algo do tipo 10-7-6-5-4-3-2-1 do que o atual sistema de pontuação. Mas o pessoal da FIA não me escuta, fazer o quê… heuehuehuehueheuehue

  13. Bruno Oliveira disse:

    Que pena! A Ferrari e o Felipe foram avisados só agora, que o regulamento mudou ?

  14. Luis Skinner disse:

    Capelli, não seja parcial. Com o Kimi, no ano passado, aconteceu a mesma coisa.
    Abraços,
    Luis.

  15. Emmanuel disse:

    Dancem conforme a música, simples.

  16. ebiscaia disse:

    O Senna foi beneficiado pela regra em 88. Perdeu em pontos para o Prost, mas ganhou nos descartes.

  17. diogo disse:

    Capelli, quantas vezes na história o campeão do mundo não foi o piloto com maior numero de vitorias na temporada como aconteceu este ano?

  18. Fernando R disse:

    Capelli, só um lembrete: O Kimi deixou o Massa passar no GP anterior, correto? Se o Massa ganha hoje e o Hamilton chega em sexto, já imaginou o bafafá que ia dar?????? (rs)

  19. EdisPJ disse:

    Será que não está nos planos mudar isso, pra trazer a luta, a ultrapassagem, a coragem de volta? O vencedor deveria ter uma vantagem maior para o segundo colocado, daí os pilotos realmente lutariam pra vencer, não pra somar mais pontos ao final do campeonato…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>