MENU

6 de fevereiro de 2009 - 12:25Análises, Especulações

Últimos movimentos

Foto: GEPA Pictures/Divulgação Red Bull

Foto: GEPA Pictures/Divulgação Red Bull

Oficialmente, até ontem a Fórmula 1 só tinha uma vaga em aberto, a de companheiro de Sebastien Buemi na Toro Rosso. E hoje ela se fechou, com a equipe anunciando a permanência de Sebastien Bourdais. Ao que parece, não há mais vagas para a temporada 2009, que deve começar com apenas 18 carros no grid. Mas… será mesmo?

Creio que não. Analisando os movimentos de bastidor, tudo aponta em outra direção. Bernie Ecclestone já usou a imprensa para dizer que 18 carros é um absurdo e que a categoria terá 20 participantes em Melbourne, nem que para isso ele tenha que obrigar McLaren e Ferrari a alinhar um terceiro carro. Bruno Senna abriu mão de sua vaga na iSport para disputar a GP2 alegando que vai dar prioridade à Fórmula 1. Surgiria o brasileiro numa terceira McLaren ou numa Ferrari? Lógico que não.

Bruno sempre teve uma carreira muito bem gerenciada e sabe que, tendo iniciado tarde no automobilismo, perder mais um ano poderia ser fatal para suas pretensões. Ele precisa correr. Na conjuntura atual, ser piloto de testes na Fórmula 1 de nada servirá, pois praticamente não vai andar. Se rompeu seu acordo com a iSport, é porque sabe que vai correr.

E é aqui que entra o meu palpite. Bernie Ecclestone bancará a permanência da ex-Honda na Fórmula 1, que deverá ter Jenson Button e Bruno Senna ao volante. Vale lembrar que a fábrica em Brackley continua operando e que a Honda deixou verba para que a equipe pudesse iniciar o campeonato. Apenas depois da estreia é que ela precisará de um novo aporte financeiro. Mesmo com a crise, Bruno Senna chega à categoria apoiado por patrocinadores do peso como Embratel e Banco Santander. A Petrobras, com planos de lançar uma gasolina de nome “Senna”, pode participar da operação também. A menos que a crise financeira a obrigue a desistir do plano.

De toda forma, ainda há uma peça solta no quebra-cabeça, o tal terceiro carro. E é aí que entra a astúcia de Bernie Ecclestone. Ele tem total interesse em manter a categoria com 20 carros, mas faltam motores para a Honda. Com a ameaça do terceiro carro, ele tem maior poder de barganha com McLaren ou Ferrari. Afinal o que sairá mais barato para uma das equipes: colocar um terceiro carro para correr ou ceder motores a baixo custo para uma terceira equipe?

Em março, Bruno Senna e Jenson Button devem desembarcar em Melbourne para disputar o GP com um carro de motor Ferrari ou Mercedes. E a F1 deverá continuar com 10 equipes, porque assim o onipotente e onipresente Ecclestone deseja.

Comentários do Facebook

comentários

41 comentários

  1. LUIZ TEIXEIRA ( LULA ) disse:

    NO MEU VER O RUBINHO SERIA A MELHOR OPÇÃO PARA A ANTIGA HONDA, POIS O BRUNO ( SENNA ) NÃO SERIA CAPAZ AGORA NO COMEÇO DA CARREIRA DE DESENVOLVER O CARRO, FAZER ACERTOS ETC…

    DIGA – SE DE PASSAGEM NA TEMPORADA PASSADA O RUBINHO MARCOU MAIS PONTOS DO QUE O BUTON E MARCOU O ÚNICO PÓDIUM DA EQUIPE HONDA.

    ESPERO QUE O RUBINHO RECEBA ESTA CHANCE !

  2. julio Medaglia disse:

    E agora ein? Se o chefe vai bancar, acham q ele vai exigir mesmo o button?
    Ou nao esta nem ai, os novos donos escolherão quem quiserem, eu só vou pagar os motores pra vcs?
    ou o inglesote vai te q da um trato no veio, que nem o shummacher (já viram essa foto, do b. eclestone pegando os bagos do shummy, numa rodinha de pilotos?)
    Acho que sera o rubens e o senna – button caiu fora, os compradores serão brasileiros.

    Abraços!

  3. [...] Porém, parece que o Bernie Ecclestone, o dono dos direitos comerciais da categoria máxima, vai dar uma ajudinha à Honda para manter a temporada com 20 carros – por enquanto, só 18 estão [...]

  4. [...] de nota é o post escrito por Ivan Capelli há alguns dias atrás que delineava em detalhes o cenário que agora parece confirmar-se com a [...]

  5. Fabio Iomau Mauricio disse:

    Ou alguma surpresa está para ser divulgada e solucionar essa confusão criada pelo rapa fora da Honda, e crise mundial, ou o Sr. Ecclestone está para perder a mão da F1.

    Suas recentes invenções demonstram a senilidade inviável com que se apresenta para ocupar a função de chefe na organização do evento.

    Medalhas.
    GP’s Petrolíferos.
    Ganancia na administração das cotas de receita, gerando o descaso atual que mina a sobrevivência de equipes tradicionais como a Willians, por exemplo.
    Declarações imbecis, do tipo, “Hamilton um dia deveria pilotar para a Ferrari”. Não, deveria pilotar pra Honda Espólio F1/2 TEAM! Tsc, Tsc, Tsc.

    F1 nas mãos das equipes! Já!
    Aposentadoria Compulsória ao Bernie!

  6. Leandro Angelo disse:

    Sinceramente falando:

    Eu acompanho a F1 desde meus 10 anos de idade, hj com 37 dá uma boa base de referencia.

    Peguei uma época que a F1 sofria de excesso de carros, pois se havia carros e equipe demais, também havia falta de qualidade em 60% as equipes (apenas para referencia: Quando o Minardi surgiu em 1984/85, saudaram como promissora por ser mais organizada que os demais times do fim grid, o que se mostrou real pois o time durou quase 20 anos…)
    Sempre houveram equipes mais fortes e mais fracas, não se iludam vai continuar existindo, contudo sou à favor de competições plurais em todas as direções, onde o espetáculo é feito em muitos cenários (nisso sou à favor de um calendário que varie de 18 a 20 etapas) e muitos atores, mas desde que o nivelamento seja por cima.

    Alguém postou acima que o Tio Bernie engessou e asfixiou o crescimento da categoria em nome dos grande lucros, concordo integralmente com esse argumento, sonho com o dia de ver ao menos motores (para não sofrer do delirio de ver uma equipe inteira) Audi, Porsche, Chevrolet, Maseratti, etc, onde o quebra cabeça seria mais diverttido de montar.

    Equipes bem montadas mesmo que fosse de apenas um carro ou que fosse equipe-cliente, afinal foram de situações como essas que surgiram Williams e McLaren e motores como Honda e BMW se formaram em anos retrogrados.

    Mas esse quadro romantico ficou para trás, diante disso eu defendo a idéia de um F1 de até 26 carros sim, ainda que se fosse dentro desse quandro lamentável de apenas 9 equipes.
    A minha filosofia nesse raciocínio seria lógica, clara e objeitiva: Se o regulamento premia com descontos progressivos e dinheiro as equipes mais eficientes, por que não usar isso em prol do espetáculo? Para a Mclaren, Ferrari, BMW e Reanult, seria tão dispendioso assim alinhar 3 carros por corrida, uma vez que todas dispoem de carros reserva para alguma eventualidade? vamos aos argumentos.

    Se pegarmos as 4 melhores equipes do ultimo ano (no caso 2008) e por força de regulamento tiverem 3 carros, já teriamos 12 possíveis protagonistas nas brigas diretas de campeonatos e um total de 22 carros no grid. Os 3º carros poderiam até ter um padrão visual diferente, afim de aumentar a arrecadação de patrocínios.

    Os custos adicionais de logística, peças e Pit Crew poderiam ser reduzidos se os donos do circo aumentassem em 15% o repasse da arrecadação das vendas de direitos (TV, Internet, Produtos Licensiados), mas se por um acaso a equipe que abrisse mão do 3º caso, não poderia ter acesso a verba extra e passando o direito a equipe subssequente.

    Esportivamente: o pior dos 3 º carros seria descartado no mundial de construtores, mas válido para o de pilotos, o que evitaria jogos de equipes descarados.

    Teriamos um (imaginario) grid assim:

    McLaren
    1-Lewis Hamilton
    2-Heiki Kovalainen
    20- A Ser Anunciado

    Ferrari
    3-Felipe Massa
    4-Kimi Raikkonen
    21- A Ser Anunciado

    BMW
    5-Robert Kubica
    6-Nick Heidfeld
    22- A Ser Anunciado

    Renault
    7-Fernando Alonso
    8- Nelson A. Piquet
    23- A Ser Anunciado

    Toyota
    9-Jarno Trulli
    10- Timo Glock

    Toro Rosso
    11-Sebastien Buemi
    12-Sebastien Bourdais

    Red Bull
    14-Mark Webber
    15-Sebastien Vettel

    Williams
    16-Nico Rosberg
    17-Kazuki Nakajima

    Force India
    18-Giancarlo Fisichella
    19- Adrian Sutil

    O que acham? não seria mais divertido?

    Abs

  7. Bruno disse:

    Toda a solução para esse impasse seria bastante simples, se o Bernie Ecclestone colocasse pelomenos uma vez na vida a mão na consciencia e recuasse em alguns pontos…

    Hoje uma equipe para entrar no circo da F-1, além de vender a alma para o chefe tem que desembolsar 48 milhões de dólares só de saída. Com todo esse obstáculo, o limite do número de equipes em 12 (Já é baixo, e só vão participar 9 este ano, como tudo indica), e ainda mais no momento como esse em que a crise financeira tá apertando todo mundo (na F-1 e nas outras categorias), a idéia de uma nova equipe é praticamente improvavel. Se não me engano a última equipe “nova” (que não teve origem na compra de outra) foi a Toyota em 2002. Então este cidadão praticamente blindou a F-1, e muitas montadoras de sucesso em outras categorias (assassinada por Ecclestone por meio do seu cachorrinho de estimação, Max Mosley – Presidente da FIA), como a Porsche por exemplo que poderiam em potencial entrar no grid, acabaram perdendo o interesse. Ao invés de olhar pro seu próprio umbigo, e ceder um pouco, quer enfiar goela abaixo a idéia do terceiro carro da forma mais amadora possível para uma competição da importância da F-1, sem nada previsto no regulamento, sem saber como vai proceder esse terceiro carro (pode ser do mesmo modelo dos outros dois, vai receber pontuação nos construtores, etc… e tal). Pra mim é um daqueles velhos balões de ensaio pra testar a idéia, tá jogando barro na parede pra ver se gruda, é isso).

  8. Carlos Eduardo disse:

    Eu acho isso válido, e acho possível, até por que o Bruno demonstra ser muito inteligente, e bem acessorado como no post diz. Além disso, dúvido que o Bernie não gosta de ver um novo Senna na F-1, pra levantar ainda mais a audiência, e o seu bolso.

  9. Marcelo Faviere disse:

    Eu acho mais fácil é o Bruno ir pra Force India, e o Pedro de La Rosa ir pra McLaren no tal terceiro carro, enquanto o Button iria pra Ferrari.

  10. Bruno disse:

    Olha, isso não vai dar certo…

    Pra mim, vai ser mais ou menos aquela tentativa desesperada de colocar a sucata da Prost, com motor Hart usado pela Arrows de quatro anos antes (que se chamaria Dart, ou Bart, sei lá) em cima da hora para tentar alinhar na Austrália. Não se enfia de qualquer jeito um motor Mercedes ou Ferrari ou outro qualquer num chassi que não foi desenvolvido ou dimensionado pra ele (caixa de câmbio (hoje padronizada), suspensão, etc…), como se troca uma pilha de um radinho (Pelomenos creio não ter coerência). Pode até andar, mas vai ser ridículo. Sairia mais barato, pegar uma equipe da Gp2 e alinhar. Estamos a menos de um mês do início da temporada e nada sobre esta equipe foi definido, ainda mais com esta crise financeira, acho difícil aguém por dinheiro na jogada.

    A F-1 vai alinhar com 18 carros Sim Senhor. Infelizmente!

  11. Leandro Angelo disse:

    Será que nessa salada toda não entra a tal USF1?

    OK Capelli, pode me chamar de louco ou paranóico, mas dentro de 20/25 dias a tal equipe vai se pronunciar sobre o futuro.

    Soma-se a tudo o interesse do Tio Bernie nas terras do Tio Sam, ainda mais com gente do staff do Ecclestone e da McLaren envolvida…

    abs

  12. Luis Renato disse:

    Quero só ver se sua bola de cristal está funcionando….

  13. Onyas disse:

    A verdade é que se a F1 tivesse uma administração decente boas promessas como B. Senna, Di Grassi, Hulkberg, entre outros, estreariam em equipes pequenas neste ano.

    Mas a categoria ficou tão elitista e orgulhosa que dá gosto ver as equipes engolirem este recente “corte de custos” caladinhas. Como disse o Antônio, pra entrar na F1 hoje tem que ser um “comprador/Maluco/Doido/Xeique”, pois é uma brincadeira muito cara.

  14. Speeder_76 disse:

    Caro Capelli, de facto faz todo o sentido. Aliás, o Bruno Senna não abandonaria a GP2 por “dá cá aquela palha” (como dizemos por aqui), se não existisse qualquer carta na manga. O Di Grassi já “desistiu”, e o Button anda muito, mas muito caladinho… bem como o pessoal de Brackley. Portanto, o “tio” Bernie vai tirar dinheiro do seu próprio bolso para ter esses carros na grelha de Melbourne. Agora, resta saber:

    - com que nome
    - com que pilotos (Button e Senna é o mais provavel)
    - com que motor (Mercedes, talvez)

    E saber se duram a temporada inteira. Com Brawn e Fry como gestores, numa espécie de “management buyout”, vendo as opções corrida a corrida, um pouco como a Super Aguri.

    Se for assim teremos resposta no final do mês, senão antes.

  15. Ylan Marcel disse:

    Acho que Bourdais não vai ter grande futuro na F1. Vai passar uns anos por lá até ser dispensado. Mostrou em 2008 que não tem velocidade para ser piloto de ponta.
    http://www.motorizado.wordpress.com

  16. salame disse:

    o proprio bruno senna disse que nao tem nada renovado com santander e embratel.
    ele disse que ja procurou o santander e eles disseram que nao vao estar em 2 equipes ao mesmo tempo na f1. e que nao foi renovado nada para sua carreira pessoal ainda.
    e disse também que procurou a embratel e a embratel nao tem culhoes para bancar td isso.
    ele disse também que a historia que ele tinha 15 milhoes de euros é tudo conversa fiada. que se ele tivesse esse dinheiro, ele estaria em uma equpe ja

    isso ele disse no uol.

    abs

  17. Arthur Simões disse:

    Faz muito sentido,realmente.
    O Senna não ia largar tudo assim a toa.Com certeza deve ter uma carta na manga.

    A minha unica duvida é a seguinte.Se o carro vai ter motor Mercedes/Ferrari,não faz muito sentido a equipe se chamar Honda.ex. Honda/Mercedes F1 Team??

    Seila,isso é estranho.

    De qualquer forma.Se surgir essa nova equipe,ela sera apenas uma equipe “tapa-buraco”,saindo da F1 logo depois que poeira baixar.Ou vai ficar em definitivo?????

    É.Ainda tem muita agua pra passar por baixo dessa ponte…

  18. mac disse:

    GENTE O RUBINHO ESTA EM ORLANDO NO USA, ESTA GASTANDO A GRANA COM A FAMÍLIA NA DISNEY…

    O BICHO PENSA AINDA QUE É PILOTO QUE CORRE NO PELOTÃO DA FRENTE, HILÁRIO!

    RECUSOU CORRER NAS 24 HORAS DE DAYTONA PORQUE IAM PAGAR POUCO, QUEM ELE PENSA QUE É? OLHA O SCHUMMY CORRE DE KART E MOTO DE GRAÇA SÓ POR PRAZER. E O RUBINHO VEM COM ESSE PAPO DE CORRER POR AMOR NA F1…HA HA HA!!! ME ENGANA QUE EU GOSTO!!! MERCENÁRIO SIM!!!!

    “O RUBINHO TA JOGANDO NA SEGUNDA DIVISÃO E QUER SALÁRIO DO KAKÁ”

  19. mac disse:

    Ops…meu comentário foi para o Thiago!!!

  20. mac disse:

    Eu não ia falar mas vou falar! Eu não me aguento, difícil de segurar…rs

    Vc disse tudo sobre o Rubinho mercenário!!!!

    E outra, o Rubinho se lançar esse livro ele vai se auto-completar!

    Ele cagou na entrada, cagou no meio e cagou na saída não se aposentando e não aprende que dar mais uma cagadinha com esse suposto livro!

    E o Schumacher já deu um CALADÃO no Rubinho quando disse:

    “Rubinho reclama quando ganha e quando não ganhar!!!”…rsrs

    A verdade é uma só, se ele falar algo, pode sobrar pra ele depois, como é muito cagão só fica na ameaça…rsrs. Ele vai falar o que, que a Ferrari roubava, então todas as vitórias dele não valeu, o papo do Schumacher ser o numero 1 na Ferrari é velha, isso ele foi sempre desde 1996 ate 2006, só o Rubinho quem não sabia…rsrs

    Tem que fazer que nem o Piquezão!!!! NÃO PRECISA LANÇAR LIVRO NENHUM PARA SE JUSTIFICAR!!! LIGA A METRANCA(MICROFONE) E DISPARA PRA TODOS OS LADO! QUEM NÃO QUISER LEVAR “CHUMBO” QUE SAÍA DA FRENTE!!!! HA HA HA!!! PÁ, PÁ PÁ…SAI DA FRENTE!!!

    ESSE PIQUEZÃO É O CARA!!! QUANTA SAUDADE, AINDA BEM QUE AS VEZES ELE DA UMA DISPARADINHA BÁSICA NA METRANCA…rsrsrs

  21. Eduardo Casola Filho disse:

    Esse foi outro ponto interssante. O Rubinho sumiu, ele pode saber algo também que a gente não saiba, por isso espero a publicação dele para saber mais detalhes, especialmente sobre a época de Ferrari.

    Agora O Bruno deve saber de algo também para fazer este jogo e pode ser que ele largue em Melbourne ao lado do Button, agora o Jenson Button é outro que não dá mais para a Fórmula 1, já foi a época deletanto que na temporada passada levou um chocolate do Rubinho, legal seria se um empresário brasileiro bancasse a Honda e daí botasse Senna e Barrichello, aí seria bom demais, mas eu sei que é puro ufanismo, e o Tio Bernie quer ver o Button na categoria por mais tempo.

  22. Robson Moraes disse:

    Pai Capelli atacando novamente!

  23. Antonio disse:

    Legal o Bourdais ter ficado!
    Ano passado ele acabava com a monotonia de algumas corridas…

    Agora,…
    Honda powered by Mercedes?
    Honda powered by Ferrari?

    Hummmm,….Bom,… sei lá?!

    Fica um pouco difícil de acreditar que Ferrari, Mc Laren, Renault ou Toyota “emprestem/vendam/aluguem/façam leasing etc” equipamentos (Motor, ou seja lá o que for) ao espólio da Honda, bem como que alinhem um teceiro carro, porque hoje, das equipes consideradas grandes, somente a Sauber-BMW (Se é grande não sei, mas passou a minha Williams!!!) não tem “um braço” em outra equipe, porque no fornecimento de equipamento temos:

    Mercedes/Mc Lata –> Force India
    Ferrari —————–> STR
    Renault —————-> Red Bull Racing
    Toyota —————–> Williams

    Concordo em pensar que o “tio Bernie” será o síndico da Massa Falida da Honda, durante algum tempo, com os próprios propulsores da marca; para depois, tentar achar algum “comprador/Maluco/Doido/Xeique” que “toque o barco adiante”.

    O que fica chato é o Barrica ficar de fora logo agora que a brincadeira vai ficar mais divertida!!!!

    Abraço.

  24. Thiago disse:

    Cabe lembrar que o rubinho tá fora dessa história por que a propria honda o colocou de fora dessa história, fez teste com uma cambada e o deixou de fora.
    O presidente da Honda pediu desculpas a Button por deixá-lo a pé… nem sequer falou de Lentinho-pé-chinello…

    O fato é esse, Rubinho sumiu do mapa, e continuará sumido…

    Até lançar o tal livro pra queimar o schumacher, se é que existe alguma coisa…

  25. Thiago disse:

    Isso que não entendo, que piloto de F1 da ativa começou em uma equipe de ponta?
    Que eu lembre só o bem apadrinhado hamilton.
    Não sei daonde tiraram essa história de se queimar…
    Se fosse assim em 2008 nelsinho tinha se queimado e estaria fora da renault..
    O próprio Bourdais, sob essa óptica, se queimou esse ano , e teve vaga na STR…

    O que é dificil de admitir é que o Senna B é , depois de button, o mais provável herdeiro do espólio da Honda…

    Eu prefiriria o Di Grassi, mas….

  26. Edgard disse:

    Concordo com tudo que o Gaston Mazzacane disse, além de achar que a teoria dele é a mais coerente…enquanto lia os posts, pensava sobre o futuro do Barrichello, que simplesmente sumiu do mapa…então…
    Quanto ao primeiro-sobrinho, acho que nem os ‘manangers’ dele fariam algo do tipo, correndo o risco de queimá-lo de vez…

  27. Thiago disse:

    Barrichelo???
    Quem vai querer pagar o salário dele???E a troco de que, se em três anos de honda não conseguiu fazer um carro minimamente competitivo??? Grande acertador/desenvolvedor de carros? UMA OVA!!!

    Tá sonhando demais rapá…
    Preste Atenção: BARRICHELLO APOSENTOU DA FÓRMULA 1…

    Quem for fã que se acostume.

    Pra quem não é fã, como eu, é um grande alívio…

  28. Gaston Mazzacane disse:

    acordem, o B.Senna so teve 1 contato com um carro de F1
    não da mais tempo para amaciar o garoto

    se a “Honda” voltar será com Button e Barrichello

    se a vaca tivesse ido pro brejo realmente, Barrichello estaria esperniando e jogando merda no ventilador pra todo lado, o silêncio dele é mais revelador do que qualquer outra coisa

  29. “Bernie Ecclestone já usou a imprensa para dizer que 18 carros é um absurdo e que a categoria terá 20 participantes em Melbourne, nem que para isso ele tenha que obrigar McLaren e Ferrari a alinhar um terceiro carro”

    Quem diria, o mesmo Bernie que, no início dos anos 80, praticamente obrigou todas as equipes a alinharem nem mais nem menos de dois carros por corrida…

  30. Thiago disse:

    Quanto ao terceiro carro, acredito que seja blefe de Ecclestone, pois assim ele não teria de dar muitas explicações em relação às negociações da ex-honda depois de dizer categoricamente que haveriam 20 carros em melbourne…

  31. Thiago disse:

    Eu tava pensando justamente isso. O Bruno ( lei-se, seus “managers” ) não seria besta de sair da iSport se não tivesse algo paupável pela frente, por que se não der certo nem um nem outro ele sabe que praticamente dará tchau à carreira em monopostos. E sobre as especulações, tão escondendo tanto o jogo sobre essa negociação da ex-honda que parece melhor acreditar em especulações bem fundamentadas do que nas declarações dos envolvidos…

  32. Jobson disse:

    Justissíma a permanência do Sebastien Bourdais na Toro Rosso.
    Quanto a Fry-Brawn Racing ou Ecclestone Team, paresse que vão mesmo está na Austrália com os pilotos Button e Senna e quem sabe motores Mercedes-Benz.
    Posso está enganado mas, o interessante é que Mercedes-Benz nunca havia fornecido motores para mais de uma equipe(Mclaren). E agora poderão ser três equipes de uma vez só!!!!

  33. Mario disse:

    Faz sentido, mas continuo achando que não passa de especulação.

  34. Eduardo Casola Filho disse:

    Tanto o Senna como o Button vão ter que esperar o desfecho da negociação do espólio da Honda É a única alternativa para eles.

    E embora a Ferrari tenha negado, eu não duvido que se sair o negócio, o Tio Bernie mexerá seus pauzinhos, mas o mais provável que seja o motor Mercedes, isso se sair algo desse mato.

  35. MSS disse:

    Capelli ,

    Coincidentemente fiz a mesma “análise” no blig do Gomes … Cito ainda a total falta de atitude do Button para brigar pela vaga existente na STR como mais um indicativo de que o cara já estava compromissado …

  36. Felipe disse:

    Acho improvável o terceiro carro, tanto na Ferrari quanto na Mclaren. Já a volta da “Honda” com Senna pilotando ao lado de Button é bastante plausível, com motores Mercedes.

  37. Luiz G disse:

    …Faz sentido….

    Até porque, o jenson Button não se pronunciou sobre nada desde o fim da Honda….As conversas com Ecclestone já deveriam estar em andamento…

    A pulga que fica atrás da orelha é: Será que essa ex-Honda, com motor mercedez e uma equipe desestruturada, vai fazer frente, ao menos, a Force-India?

    E o Barrichello?…O que será deste?…

  38. Daniel disse:

    Segundo declarações de Stefano Domenicali, a Ferrari não irá fornecer motores a “Honda”. Resta apenas a hipótese Mercedes que é, alias, a mais provável. Nobert Haug chegou mesmo a declarar que se houver tempo suficiente para prepara tudo até Melbourne e se a “Honda” estiver disposta a pagar um preço justo, a Mercedes estaria interessada a fornecer motores.

  39. Rodrigo disse:

    Capelli.
    Como pode Ecclestone “obrigar” as 2 maiores equipes a terem um 3º carro ?
    Que eu saiba ele pode “convidar” , como ele já conversou e consultou a McLaren , “obrigar” creio que não.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>