MENU

23 de março de 2009 - 13:38Curiosidades, História

Curiosidades do GP da Austrália

Foto: Divulgação/BMW

Foto: Divulgação/BMW

Abrindo a semana do primeiro ronco dos motores para a temporada 2009 da Fórmula 1, chegou a hora do aquecimento para o GP da Austrália. Para isso, nada melhor do que um apanhado de curiosidades acerca da prova de abertura do campeonato.

* O GP da Austrália será disputado pela 25ª vez, a 14ª no circuito do Albert Park. As primeiras 11 edições aconteceram em Adelaide, que encerrou os mundiais de Fórmula 1 de 1985 a 1995.

* Michael Schumacher é o maior vencedor, com 4 vitórias, todas em Melbourne.

* Entre as equipes, vantagem da McLaren: 9 vitórias em solo australiano, contra 7 da Ferrari.

* Desde que a corrida é disputada em Melbourne, em nove ocasiões o vencedor da corrida terminou a temporada campeão mundial. Em apenas quatro provas (1997, 1999, 2003 e 2005), o primeiro colocado não foi campeão.

* Há 16 anos um brasileiro não vence na Austrália. O último foi Ayrton Senna, em 1993.

* Felipe Massa estreou na Fórmula 1 no Albert Park em 2002, pela Sauber. Mas nunca conseguiu sequer um pódio no GP da Austrália.

* Outras curiosidades, edição por edição:

1985 – Última vitória de Keke Rosberg na Fórmula 1
1986 – Segundo título mundial para Alain Prost
1990 – GP de nº 500 da história, vitória de Nelson Piquet
1991 – Corrida mais curta da história da F1, interrompida depois de 14 voltas por causa da chuva
1993 – Última vitória de Ayrton Senna
1994 – Última vitória de Nigel Mansell, título mundial para Michael Schumacher
1995/1996 – Pela primeira vez, dois GPs de um país aconteceram de forma consecutiva. O GP da Austrália encerrou a temporada 1995 e abriu a de 1996.
1999 – Primeira vitória de Eddie Irvine
2003 – Última vitória de David Coulthard
2005 – Vitória de Giancarlo Fisichella, em sua estreia na Renault
2007 – Vitória de Kimi Raikkonen, em sua estreia na Ferrari

Comentários do Facebook

comentários

22 comentários

  1. hasemi disse:

    tiveram outras vezes com gps no mesmo pais, porem outros grandes premios, como eua leste e eua oeste seguidos nos anos 80, ou logo antes desses 2 gps da australia, houve em sequencia os gps do pacifico e do japao, em aida e suzuka, ambos no japao

  2. Leonardo Felix disse:

    Faltou falar que Damon Hill foi o vencedor de ambos os gp’s da Austrália de 95 e 96, os dois gp’s consecutivos, sendo assim o único piloto a vencer 2 gp’s disputados consecutivamente num mesmo país.

  3. Roberto Zimmerman disse:

    Por favor, precisão histórica. Todos os dados acima se referem apenas ao GP da Austrália desde que ele começou a fazer parte do mundial. Essa será a 63ª edição do evento. Os maiores vencedores entre pilotos são o Schumacher, 4 vitórias em 2000, 2001, 2002 e 2004 e o Lex Davison, também com 4 vitórias em 1954, 1957, 1958 e 1961. Entre as equipes também há empate com 10 vitórias para a McLaren (1970, 1986, 1988, 1991, 1992, 1993, 1997, 1998, 2003, 2008) e 10 para a Ferrari (1957, 1958, 1969, 1987, 1999, 2000, 2001, 2002, 2004, 2007). Essa mania de achar que a história se resume só ao campeonato mundial é um saco…

    • Capelli disse:

      Não é mania de achar. O post fala sobre o Mundial da Fórmula 1, logo, só são utilizados os dados referentes ao mundial. Precisão histórica é bastante diferente de preciosismo.

  4. Eduardo Casola Filho disse:

    A corrida de Melborne não é ruim não, tem sempre bastante emoção e é difícil bastante gente terminar, é raro uma corrida monótona em Albert Park!

  5. Pode dar margem a interpretação, já que não era o mesmo GP, mas a última corrida de 1980 e a primeira do ano seguinte foram ambas nos EUA. Ok, coisa de leitor chato. “GPs de um país” admite tanto a leitura correta quanto a não-tão-correta.

  6. Diego Camargo - Floripa/SC disse:

    Legal Capelli! Estou ansioso pela corrida. Abraço!

  7. maravilha so o maior fa de barriquelo estavatorsendo muito pra ele continuar na formola 1 gostaria muito de 1 dia cohecelos os 3 brasileiro. nego de sao bento do sul santa catarina.

  8. Gustavo AM disse:

    Uma coisa interessante é que em Melbourne todos os pilotos que venceram a corrida em anos pares foram campeões.

  9. Ver corrida em Melbourne é muito triste. Uma pista xoxa, mas depois dela vem Sepang e Sakhir, fazendo ela parecer fantástica.

  10. Hamilton disse:

    É verdade, André. Essa história eu conheço também. Como a corrida durou só 14 voltas o Nelson não teve o gostinho da despedida. E quando viu a bandeira vermelha junto com a quadriculada a ficha dele caiu: a carreira tinha acabado e a corrida nem tinha acontecido direito. Deve ter sido uma sensação horrível pra ele…

  11. Curiosidades do GP da Austrália http://migre.me/cHV #f1 [Blog do Capelli]

  12. Andre Dias disse:

    Legal.

    E foi em 1991 que Nelson Piquet participou de seu ultimo GP de F1. Diz a lenda que após a interrupção da prova o piloto pediu a sua equipe para sair uma vez mais para a pista. A Benetton solicitou mas a direção da prova não aprovou.

  13. Tuta disse:

    Excelente, Capellão, Excelente.
    Agora, Adelaide, que pista coisamaisqueriaquetuvisse. Pelo menos no GP2.

  14. Essa de 1995/1996 eu não sabia.
    Muito boas as curiosidades.

  15. F1 ao vivo disse:

    RT: @ivancapelli: Curiosidades da história do GP da Austrália. http://migre.me/cF8

  16. Rodrigo Dias disse:

    Foi em 1996 que o Mika Hakkinen ficou em coma depois de estampar o muro da curva que antecede a reta principal? Ou eu to viajando e não foi em Melbourne?

  17. diegom12 disse:

    Legal!
    e eu que nem sabia que o mansell tinha ganhado em 1994…. Que vergonha!!
    Prometo nao mais esquecer!

    Parabens pelo blog to sempre aqui!
    abs

  18. Capelli disse:

    Curiosidades da história do GP da Austrália. http://migre.me/cF8

  19. Hamilton disse:

    faltou uma curiosidade: o muro maldito da entrada dos boxes, em 1995. Somente no último ano em Adelaide é que fomos perceber que o lugar mais perigoso do circuito era a entrada do pit lane.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>