MENU

2 de abril de 2009 - 9:27Análises

Dois erros não fazem um acerto

Foto: Divulgação/Bridgestone

Foto: Divulgação/Bridgestone

A máxima é antiga e inspira-se no contrário das propriedades da multiplicação na matemática, que diz que “menos com menos, dá mais”. Mas é fato que na vida real dois erros não fazem um acerto e a FIA parece não prestar muita atenção nisso.

Hoje, a entidade mais atrapalhada do automobilismo mundial anunciou uma inversão nas punições no GP da Austrália. Jarno Trulli teve sua pena de 25 segundos cancelada e voltou ao pódio, recuperando seus seis pontos. Até aí, tudo bem, nada mais justo dados os novos indícios que surgiram durante a semana e que ajudaram a compreender melhor o acontecido. O problema é que, não satisfeitos, resolveram eleger um culpado. Um não, dois: Lewis Hamilton e McLaren foram “banidos” da prova e tiveram suas posições retiradas.

Por mais que a FIA diga que analisou as conversas de rádio, não acredito que nelas pudesse haver algum indício que a McLaren agiu de má-fé quando recomendou que Hamilton devolvesse a posição a Trulli. Teria o engenheiro dito pelo rádio: “deixa e trouxa passar e vamos forçar uma desqualificação”? Lógico que não. E duvido que haja alguma conversa que aponte, ainda que indiretamente, num direção assim. Seria uma estratégia tão absurda que não merece sequer ser comentada.

A McLaren errou, e feio, ao ter silenciado quando a Toyota foi punida. Se realmente Lewis e McLaren cederam a posição numa atitude de fair play, jogaram todo o jogo limpo para o espaço quando viram a adversária ser desclassificada e nada fizeram para esclarecer o caso. E talvez esta atitude contraditória, quase um fair-play-pero-no-mucho, é que tenha gerado a punição. Mas fica esquisito pra caramba desclassificar alguém por isso. Uma multa, uma advertência, ainda vá. Até porque todo o imbróglio só aconteceu porque nenhum fiscal ou comissário – contratados pela própria FIA – conseguiu entender o que tinha acontecido. E nem as câmeras de televisão – controladas pela FOM, parceira carnal da FIA – conseguiram flagar o incidente.

Em última instância, a McLaren paga pela incompetência da entidade em administrar suas próprias competições. Culpam a equipe por “conduta enganosa”, quando tudo o que aconteceu foi bastante evidente, com todas as dúvidas geradas apenas pelo problema de cobertura de televisão e de cegueira de comissários. Em 2009, de erros em erros, de menos em menos, a FIA vem se esforçando cada vez mais para multiplicar a confusão.

———————————-

Atualização: A FIA acaba de divulgar em seu site o áudio e a transcrição da conversa de rádio entre Lewis e a McLaren durante o GP da Austrália. Com ela, fica evidente que Lewis realmente devolveu a posição.

Louvável a transparência da FIA em divulgar esta evidência, mas ela não é muito diferente do que já se sabia. O que justificaria a punição seria o fato de Lewis ter negado aos comissários, em conversa posterior à corrida, que tenha deixado Trulli ultrapassar. O problema é que isso não está gravado e não foi divulgado. Transparência pela metade não resolve a questão como um todo.

Comentários do Facebook

comentários

21 comentários

  1. Lucas disse:

    cagadas, cagadas e cagadas….

    a formula 1 esta sendo destruida pela FIA…com isso outras categorias estao chamando muito mais atenção…a formula indy e a gp2 esta bem melhor…pelo menos as regras nao mudam a cada corrida…e todos conhecem as regras que nao dependem de interpretação, estao claras no papel…

  2. Alan McLaren disse:

    A minha dúvida é: O Tal do Whiting serve pra que?

    Não é brincandeira não, já não é a primeira vez que a McLaren tenta se amparar em algum argumento desse cara que chamam de diretor técnico da F1 e se ferra. Da próxima vez decidam no cara ou coroa que é melhor, 50% de chances de acertarem…

  3. João disse:

    Por que você não dá o braço a torcer logo de uma vez? Que transparência pela metade o que! Assume que você escreveu merda.

  4. Jonas disse:

    F1 está perdendo a graça. Sou Ferrari desde criancinha, nem torço para a mclaren mas atitudes assim faz perder toda a parte esportiva.

    Ainda bem que nem assisti o GP da Austrália, afinal o resultado final saiu só agora. Não vou me esforçar para assistir o da Malásia.

    Ganho mais indo pra balada e acordar de tarde.

  5. Roberto Zimmerman disse:

    A McLaren e Hamilton mentiram aos comissários na Austrália. Ponto. Essa é a razão da desclassificação. E mentiram descaradamente. Falaram uma coisa depois da corrida e quando viram que os comissários investigariam o acidente, mudaram sua história para tentar forçar uma punição ao Trulli. Ninguém está mais discutindo a ultrapassagem, o que levou a desclassificação foi a mentira.

    Whitmarsh foi massacrado pela imprensa quando as evidências foram divulgadas, a entrevista com ele é patética. Os repórteres perguntam uma coisa e ele responde outra. Hamilton, esperto, correu do autódromo assim que os áudios foram divulgados. Um repórter o avistou e tentou correr atrás, mas já era tarde.

    A opinião no paddock é que ficou barato pra McLaren.

    E existem imagens do incidente sim, a FOM já distribuiu para emissoras e agências de notícias a imagem on board no carro do Trulli. Se não apareceu no Brasil ainda, é culpa da Globo.

  6. RaphaelD disse:

    Voces não entenderão até agora o motivo da punição…

    Motivo explicado pela FIA…
    Ao final da prova foi feita uma reunião onde Sr. Hamilton e Mclaren foram chamados para depor no caso, foi perguntado para ambos se o hamilton deixou o trulli passar, ambos falaram que não, depois foi perguntado ao hamilton porque o Senhor ficou tão lento ao pornto do trulli passar voce, ae senhor hamilton falou que se confurdiu com o volante e estava destraido com o mesmo pois estava vendo a velocidade maxima permitida durante a safety car..
    Tendo em vista esse depoimento o senhores espertolinos da FIA não foram atras de mais nada e deram uma punição ao trulli..
    Ontem surgiu um video na internet onde mostra claramente o hamilton ultrapassando o trulli em safety car (diga-se de passagem ultrapassagem essa muito rapida), mesmo ele estando fora do traçado.
    Com essa nova evidencia o senhores espertolinos da FIA pediram as fitas de audio da conversa da mclaren e do senhor hamilton.
    Os senhores espertolinos da FIA, ouviram a senhora Mclaren deizendo claramente para o senhor hamilton deixar o trulli passar..
    Tendo em vista os fatos o senhores espertolinos da FIA segiram o regulamento da propria para, que fala que…
    O piloto ou equipe que mentir sobre qualquer coisa será desclassificado.
    Ora senhor hamilton mentiu e senhora Mclaren tambem, então logo ambos tem que ser punidos.
    Então está tudo certo, só faltou a FIA se punir por fazer besteira….

  7. felipe guimaraes disse:

    o hamilton pra mim eh mascarado. sacanagem devolver a posicao e ferrar (ou nao livrar) o cara depois.

    ele ta viciado em vencer e ja ta passando dos limites…
    imagine se a FIA nao pegasse pesado com ele ?!

  8. Onyas disse:

    É Antonio, eu já abandonei minha planilhas faz tempo, o negócio é ir no site oficial da F1 todos os dias para ver o que “aconteceu de novo” na corrida de 5 dias atrás…

    Não sou contra mudar o resultado de uma prova após a apuração de uma irregularidade, mas a freqüência com que isso vem acontecendo é algo desanimador para os fãs mais assíduos.

    Com isso, aos poucos, o esporte vai perdendo credibilidade. É necessário uma política de punições mais clara e simplificada.

  9. Antonio disse:

    DESISTO!!!!!!!

    A FIA QUER ME DEIXAR MALUCO!!!!

    Já encheu o saco esse negócio de punição.

    Nem vou continuar planilhando resultados, sabe-se lá o que vai acontecer…..É capaz de chegarmos à última prova com outra alteração de resultado desta prova.

    Abraço.

  10. Herbert Lacerda disse:

    O áudio não prova má fé e não prova que não houve má fé.

    Aparentemente mostraram-se confusos também sobre a regra do Satefy Car / Yellow Flag, sobre poder ultrapassar ou não o Trulli naquelas condições. Os dois se perguntam e argumentam o tempo todo se deveria ou não ter feito aquilo e/ou se deveria realmente estar em terceiro.
    A resposta da McLaren é: não sei, estamos verificando.

    Primeiramente houve sim um “fair play”, ou chamem como quiser. McLaren parece realmente ter pretendido evitar uma punição. As dúvidas e indagações da conversa depois, dão a entender que parecia especular-se que a devolução da posição poderia estar equivocada. Botando em miúdos: Hamilton não errou ao ultrapassar o Trulli, ele estava fora do traçado… com “problemas”. Inevitável a ultrapassagem!
    Trulli recuperar a posição ou não era o mais discutível, e foi o que a McLaren fez. Jogou com o regulamento que na pior das hipóteses o quarto lugar era garantido.

    Saindo o resultado da FIA o erro da McLaren foi esconder as evidências e posar de inocente. O erro foi esse, embora não pareça ter premeditado fazer propositalmente, deixou as circunstâncias agirem ao seu favor dando declarações (Hamilton) controversas ao que conversaram no rádio e ao que realmente pensavam sobre o assunto.

  11. Nickcs disse:

    Vocês não estão entendendo o motivo da punição. Não foi o fato em si, passar, deixar ultrapassar, etc, que foi a razão da desqualificação de Hamilton e sim a omissão dos fatos feita na reunião com os fiscais logo após a corrida. Essa omissão levou os comissários de prova à um julgamento equivocado, penalizando o Trulli. A FIA puniu apenas isso e justificou exatamente dessa forma:

    “The Stewards having considered the new elements presented to them from the 2009 Australian Formula One Grand Prix, consider that driver No 1 Lewis Hamilton and the competitor Vodafone McLaren Mercedes acted in a manner prejudicial to the conduct of the event by providing evidence deliberately misleading to the Stewards at the hearing on Sunday 29th March 2009, a breach of Article 151c of the International Sporting Code.

  12. pierre xavier disse:

    se no audio fica provado que não houve má fé (que era minha hipótese), me resta pensar que hamilton e mclaren estão sendo punidos por ter devolvido a posição ao trulli e depois ter se feito de boba na hora da desclassificação do italiano. de boba essa equipe não tem nada e por isso mesmo minha primeira hipótese era má fé na devolução da posição. agora vejo que a má fé veio depois, quando silenciaram.

  13. Athos disse:

    Justiça foi feita à Toyota, e em especial ao Trulli, que fez uma corrida espetacular, saindo dos boxes em penúltimo. Isto é fato.

    Mas discordo quando o Capelli expôe sua opinião, achando injusta a punição à Mclaren e ao Lewis. Na minha opinião (o bom deste blog é a democracia!), achei que foi uma atitude anti-desportiva da equipe/piloto, pois esconderam fatos, mesmo depois de terem dado uma entrevista aa corrida alegando que ocorreu a diminuição de velocidade durante o SC de forma orientada, para que a Toyota passasse. Acho que o que se pode questionar, é a penalização pesada de desclassificar o piloto. Porém, está no regulamento a penalização, e talvez esta seja a ideal para o caso.

  14. Edgar disse:

    Sério mesmo, o máximo que assisti do GP da Austrália foi o treino livre de sexta. Confesso que estou perdendo, com o perdão da palavra, o ‘tesão’ pela F1. Não estou com um pingo de disposição em assistir ao próximo GP, que pra nós ocorrerá num horário não tão ruim, nem aos demais. Mesmo depois de restabelecido certo equilíbrio no que tange à competitividade, especialmente após a era Schumacher, tá ficando sem graça acompanhar essa categoria, isso porque a “competentíssima” FIA está literalmente destruindo a F1. É um massacre de erros, intervenções de resultados, regras (muitas delas) absolutamente descabidas etc etc etc. Este espaço, que tem sido muito bem utilizado pelo Capelli para tratar de fatos históricos, curiosidades, bom humor, que tem evoluído dia-a-dia no que tange a qualidade na análise de corridas, equipes e pilotos, se vê obrigado a noticiar o monte de besteiras que a administração da F1 tem feito.
    Mais um desabafo, mas vai chegar uma hora que vou jogar a toalha e migrar minha atenção a outro esporte, dentro ou fora do automobilismo.

  15. Filipe Araújo disse:

    Perdidinhos eles, não?

  16. Zago disse:

    Capelli, primeiramente eu não concordei com a punição. Pra mim, bastava deixar o Trulli em terceiro e o Hamilton em quarto. Mas como a McLaren ficou calada, vendo o Trulli ser punido, não tomou nenhuma atitude, achei até justa a punição. E pelo visto, a McLaren tb, visto q nem pensa em protestar…

  17. KLS disse:

    Capelli, concordo inteiramente consigo!
    Mas já reparou que com esta punição, Ferrari, BMW e Mclaren, as três principais equipas do ano passado, estão zeradas após a primeira corrida! não deixa de ser interessante!!!

    um abraço!

  18. Marckezini disse:

    A FIA ta mais perdida que cego em tiroteio

  19. Felipe disse:

    Não consigo entender… são tantas regras idiotas que os fiscais se perdem quando precisam decidir alguma coisa.

  20. tonhito disse:

    é uma cagada da FIA, que vai alimentar um provavel chororo ingles, que vão dizer que estão perseguindo a mclarem e o hamiltom.

  21. Capelli disse:

    FIA acha que dois erros fazem um acerto. Lamentável. http://tinyurl.com/djx7k6

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>