MENU

19 de maio de 2009 - 21:37Curiosidades, Estatísticas, História

Ferrari: tão ruim quanto em 1993

Foto: Reprodução/Forix

Foto: Reprodução/Forix

Cinco corridas, nenhum pódio. Esta é a marca negativa da Ferrari em 2009, algo que havia acontecido pela última vez no longínquo ano de 1993. Desde então, nunca mais a equipe italiana havia ficado tanto tempo sem chegar entre os três primeiros em um início de temporada.

Assim como neste campeonato, em 1993 a escuderia não tinha feito nada melhor do que dois sextos lugares nas cinco primeiras corridas. Interessante observar que, na mesma época, Jean Todt chegava para organizar a equipe e tirá-la da péssima fase em que se encontrava. Curiosamente, a Ferrari volta a um patamar parecido justamente no ano em que o francês deixou o time. Simples coincidência?

Comentários do Facebook

comentários

23 comentários

  1. [...] 2009, algo que havia acontecido pela última vez no longínquo ano de 1993. Desde. fique por dentro clique aqui. Fonte: [...]

  2. Luiz G disse:

    Segundo a Biografia de Gerhard Berger (“Na reta de chegada”), Alesi nunca teve muito sucesso na F1 por sua impaciência em lidar com as minuciosidades de um carro. Acerto, equilibrio, etc…

    Ele achava que devia passar ao engenheiro o que tinha de ser mehorado no carro e o engenheiro que desse um jeito……mas não era do perfil dele ficar até altas horas mexendo no carro para ganhar mais um milésimo numa única curva.

    Segundo Berger, o talento de alesi era excepcional, mas isto não era suficiente na F1 moderna. Além disso…Alesi não era exatamente um cara muito “sortudo”….

  3. Sidewinder disse:

    Certa vez, quando Alesi foi fazer teste numa equipe, acho que era a Benetton, o engenheiro da equipe comparou ele com Piquet. O engenheiro disse que quando o carro não agradava o Alesi, ele dava algumas voltas e desistia de tentar um melhor acerto. Já o Piquet, de acordo com o tal engenheiro, prosseguia com o teste até conseguir o acerto almejado.
    Talvez faltava ao Alesi a capacidade de acertar o bólido que os grandes campeões possuem.

  4. Ehehe na boa. Estas discussões (no bom sentido) são sempre agradáveis de ter. Eu bem sei que o Alesi era capaz do melhor e do pior. Tão depressa fazia uma volta fantástica como a seguir se encontrava encostado aos muros das pistas. Não era um piloto perfeccionista, não conseguia fazer 2 voltas iguais. Talvez eu goste bastante dele porque nas minhas corridas (virtuais eheh ) também seja um pouco assim. Mas também penso que com um carro diferente, ou com um Ferrari da altura de Schumacher, poderia ter ganho mais corridas. Só queria dizer que na minha opinião, não poderia ter feito muito mais com o material que lhe davam para as mãos.. Abraço

  5. Ah, João, perdão mesmo, faltou uma coisa em que concordamos:
    O V12 da Ferrari era MUITO legal.Que ronco. Tanto que o Schumacher foi testar (tenho uma materia da antiga revista Grid) logo que chegou só para saborear, já que sabia que seria substtuido pelos V10. Ele disse algo como: “Como podem abandonar um motor desses?”

    Rodrigo

  6. Oi João;
    Desculpe eu responder só agora, não foi intencional.
    Em primeiro lugar, obrigado pela chance da discussão, pois isso com certeza amplia nossos horizontes.
    Respeito a sua opinião e claro, seu ponto de vista.
    Talvez eu tenha usado de uma análise curta demais ao me referir ao Jean Alesi. Quero deixar claro aqui o meu respeito por ele e por todos que tiveram a felicidade de alinhar para um gp.
    Mas deixe por favor eu fazer a defesa de minha tese, é claro que não espero que você concorde, afinal nem todos tem o mesmo ponto de vista.
    O que eu quis dizer foi que veja bem, imagino ser um piloto completo, aquele que detém o maior número das caraterísticas que julgo necessárias para desempenhar bem seu papel: Força mental,preparação física, reflexos aguçados, percepção precisa para entender o carro e suas necessidades (saber acertar e desenvolver), motivação, sede de vitórias, capacidade de unir uma equipe em prol de um objetivo.
    Nesse caso, conecemos a carreira do Alesi, um cavalheiro, um boa gente, educadíssimo. Excelente pessoa. Mas era apático muitas vezes, muitos finais de semana apagadíssimos. Berger não foi uma ou duas vezes melhor que ele.Correr realmente deve ser ótimo, mas não é só sentar e acelerar, tem muita coisa a mais.
    Ele é sim bom piloto, como vários outros, mas sim, acho que ele não teria condições de fazer a história recente da Ferrari, mesmo que todos os outros mesmos profissionais que trabalharam com o Schumacher estivessem na equipe junto com o Alesi.
    Eu não vou ser longo, pois senão o Capelli me corre daqui heheheh, e você pode se encher também, só resolvi responder para justificar meu ponto de vista.

  7. Sim Rodrigo, apenas ganhou uma.. Mas quantas vitórias é que teve na mão e o seu Ferrari quebrou? Ainda me lembro de uma corrida em Monza em que Alesi estava na frente e Berger em 2º, prontos para fazer uma dobradinha histórica depois de muitos anos em jejum, e ambos os carros ficam pelo caminho.. No caso de Berger até foi a câmara do carro de Alesi que se soltou e quebrou a suspensão do austríaco. E não foi só nos EU que Alesi deu que fazer aos grandes nomes na altura. Na sua corrida de estreia ficou em 4º. Em 1990, nessa corrida em Phoenix liderou 25 voltas na frente de Senna, Prost, Mansell ou Piquet. Nesse mesmo ano ficou em 2º no Mónaco. (aqui fica um vídeo de Alesi na ruas do principado com o Tyrrell: http://www.youtube.com/watch?v=Vg3WCsDKZTg). Passando para a sua vitória em 1995, ela se dá na altura em que Jean Todt entra na equipa, e nesse ano, o carro já estava mais próximo dos restantes. Também foi o último anos dos gloriosos V12, com um som incrível, mas bastante mais pesados que os restantes V10 (mais um factor contra a equipa). Resumindo, não penso que a maior falha tivessem sido os pilotos ;) Cumprimentos.

  8. Leonardo disse:

    Alesi era um gênio, na sua medida.

    eu admiro muito o cara, se correu mais de 200 GP’s pra ganhar UM é pq gostava do esporte.

    como muitos dizem, era “o último romântico” da F1. não era á toa que ele guiava o nº 27…

  9. Oi João;

    Lembro sim de uma corrida se não me engano nos USA onde o Alesi deu um trabalhão ao Senna.
    Mas compare por exemplo, 41 vitórias a 1 vitória sendo essa porque quem estava na frente quebrou. Pior ,compare as vitórias do Schumacher pela Ferrari com essa mesma vitória.
    Não desmereço o Alesi, mas no meu ponto de vista ele foi eterna promessa.

  10. Ridson disse:

    http://historiasevelocidade.blogspot.com/

    convido a todos a darem uma conferida básica neste novo blog que criei, p/ comentar f1 e discutir História, da academia ao escolar…

    qto à Ferrari atual, a gestão é ruim, e o carro está se acertando ainda..falta confiabilidade.
    agora os pilotos são bons, o que ferra é a incapacidade da equipe de evitar erros infantis de estratégia.

  11. Rodrigo, vá dizer ao Senna que Alesi não dava nada.. Chegou para lhe dar muito trabalho quando chegou à F1.

  12. Edgar Guediguian disse:

    Capelli, poderia, gentilmente, tratar a respeito do assunto contido no seguinte link? http://br.esportes.yahoo.com/noticias/esportes-justica-francesa-rejeita-recurso-da-20052009-25.html

    Em resumo, trata-se [mais uma vez] de desacordos entre FIA e equipes, que poderá gerar uma debandada para 2010. Até onde isso vai parar? As chances de equipes como Ferrari e Renault caírem fora da competição são reais e são blefes para tentar forçar a barra junto a FIA?

  13. Bom, tem uma foto no post com o Alesi pilotando, não é mesmo? Não dava pra querer grandes coisas.

    Quanto ao Todt, acho ele realmente um diferencial, metódico, sensato,preciso, apesar de ser fominha, rude e deselegante por vezes. Ele soube juntar um bom time, com o Schumi, Brawn,Byrne e muita gente vai me zoar, o Stepney tb. Por vezes acho que alguns erros do ano passado poderiam ser evitados com ele, mas o cara fez algo muito errado, então…

    Isso da Ferrari já foi discutido a exaustão, a italianada tomou conta e não dá certo, algumas decisões não podem ser passionais. Erra mais nisso tudo o presidente, que deveria ter mantido o alto escalão ou no mínimo, ter feito um plano de transição mais serena.

    Mas não é só a Ferrari que se ressente da falta de pessoas chave. A McLaren também. Até ano passado e já ruminei (outros muitos também) por todos os bons blogs de F1 no Brasil (Gomes,Capelli e Ico para ficar nos que eu gosto mais), ela fez valer dados e desenvolvimento que ainda haviam passado pelo Newey e pelo Alonso. Vejam, em 2006 eles tinham um bom carro, mas não um bom piloto que o desenvolvesse e apontasse falhas de confiabilidade. Em 2007 todo mundo riu do Alonso e dos seis décimos, mas hoje eu percebo claramente que ele tinha razão. Em 2008 a diferença foi basicamente o controle de tração, coisa que um bom piloto (puro piloto) conseguia entender, e o Lewis ganhou.

    Desculpe misturar um pouco os assuntos. Mas basicamente quero dizer que você tem razão, e quis dar mais um exemplo para comprovar.

    Rodrigo

  14. Felipe Almeida disse:

    Capelli, tirando as rapidinhas de GP e as charges, vc só tem postado estatísticas. Quando é que volta com comentários e opiniões?

  15. Michel disse:

    Assino embaixo da opinião do Luiz G. Trazer o Alonso não vai mudar (quase) nada.

  16. rubrns filho disse:

    Não sou um conhecdor dos bastidores da F1, Ferrari; mas creio eu que estes dias foram de muitas simulações nas salas secretas de todas as equipes, e principalmente na sala da Ferrari, pois nenhum time gosta de estar na lista das estatísticas negativas.
    É um absurdo eles não sabiam nem se conseguiriam terminar a ultima prova.
    “TIME QUE ESTA PERDENDO SE MEXE”
    Muito bem SIDERWINDER E e EUDEMAR LAFORGA… .

  17. Luiz G disse:

    Como se vê, um bom time não se faz com um bom piloto, mas com uma boa estrutura.

    - Massa e Raikkonen são bons, mas não são nenhum Schumacher.
    - Domeniccali pode ser bom (será?), mas não é nenhum Jean Todt
    -Aldo Costa pode ser bom (credo), mas não é nehum Ross Brawn.

    Se o Alonso ou Masa quiserem ser campeões pela equipe, vão ter que reestruturar o time….quem sabe, chamam o Briatore?…hehehe

  18. Jùlio disse:

    Não é coicidência não… o que fez da Ferrari a equipe mais vencedora das últimas décadas foi o trio Brawn-Schumacher-Todt.

    A Ferrari começou a perder o foco quando saíram, de uma só vez, Schumacher e Brawn. Por sorte ainda tinha um carro forte, e contrataram um piloto rápido (Kimi), aproveitando a oportunidade e sendo campeão em 2007. Em 2008 a coisa escancarou de vez, depois da saída de Todt. A equipe ficou sem comando, sem rumo, sem foco. O Domenicalli é um bundão…

    Ou reestruturam a cúpula da equipe ou a situação será pior que a de 93…

  19. Sidewinder disse:

    Não adianta! Mesmo com Alonso, o atual staff da Ferrari vai continuar patinando no mesmo lugar. Tire como exemplo a Renault. Só o talento do Alonso, não consegue tirar a equipe do marasmo. Tem que mexer no núcleo base do time.

  20. Não sei o que pensa o Luca di Montezemollo, que não recoloca o Jean Todt, para colocar a Ferrari, novamente no caminho de vitórias, porque, se continuar nas mãos do Domenicalli, a Ferrari vai continuar se ferrando.
    Mas, o problema maior, é a saida do gênio mentor do domínio Ferrarista, o mão-de-ferro, Ross Brawn! Este sim é que era o cara!
    Com a saida de Michael Schumacher, a cupula da Ferrari, deveria ter renovado com o Ross Brawn, e contratado o Fernando Alonso. Com este dois, não estaria passando por este vexame todo!
    Parece que em 2010, o Alonso, vai pilotar para a Ferrari, que parece que precisa de um piloto do nível dele. Veremos que com o Alonso lá, o Domenicalli não continue a fazer as besteiras que vem fazendo, pois do contrário deve ser demitido imediatamente.

  21. ELF_TL72 disse:

    Concordo com o Leonardo. Era bonita. Mas como il Comendatore dizia: “machina bella è quella che vince la corsa”.
    Então, quando será que a atual Ferrari va ficar bonita?

  22. Julio disse:

    Capelli, só uma correção, Jean Todd deixou o comando das pistas no meio de 2007 (ele continuou na empresa em funções administrativas, longe da Gestione Sportiva), quando a Ferrari foi campeão de pilotos e, 2008 foi campeã de construtores, sinceramente, não vejo ligação, Ferrari e McLaren estão no fundo do pelotão não porque são incopetentes, ou trapalhonas, e sim porque a FIA criou um regulamento dúbio, onde umas entenderam de uma maneira e outras de outro, criando uma enorme disparidade, vale lembrar, que até a Brawn chegar com seus difusor duplo, nos testes da Espanha, os melhores resultados eram o da Ferrari…

  23. Leonardo disse:

    tá, a Ferrari de 93 era ruim, mas era bonita…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>