MENU

12 de julho de 2009 - 11:25Análises

Positivo e negativo: Alemanha

Positivo: Felipe Massa e Nico Rosberg. Mesmo com carros inferiores, tiveram um desempenho acima da média em Nürburgring. O brasileiro conseguiu um ótimo pódio, enquanto Rosberg galgou 11 posições para somar improváveis cinco pontos.

Negativo: Brawn. Na pior corrida da equipe até aqui, conseguiu ficar atrás inclusive de Ferrari e Williams. Vai precisar buscar forças para reagir, a Red Bull tornou-se uma séria ameaça.

Comentários do Facebook

comentários

21 comentários

  1. Will disse:

    Gosto muito do Rosberg. Se ele for mesmo para a McLaren como se especula, pode ser um dos fortes candidatos ao título em 2010.
    Quanto ao Massa, ele dispensa comentários. É um excelente piloto.

  2. Júlio disse:

    Gostei da comparação feita pelo ELF_TL72, realmente o Barrichello parece o Charlie Brown, até na aprência, hehehe!!!

    Não sei se me irrito mais com as asneiras proferidas pelo Galvão, pelo Barrichello ou pelos seus fãs… toda corrida é a mesma ladainha…

    Ross Brawn favoreceu o Button? Claro que sim, qualquer diretor de equipe faria o mesmo! E qual o problema disso? Por que dão tanto piti quando a equipe favorece o Button? Ele é o melhor piloto da equipe, já venceu 6 corridas no ano, não fica dando declarações estúpidas toda vez que vê um microfone, claro que tem que ser favorecido!!!

    Me irrita essa idéia de que os pilotos tem que ser tratados com igualdade de condições sempre. Eles que mereçam ser tratados bem pela equipe, que façam sua parte na pista!!
    Me irrita ainda mais brasileiro achar que é o melhor do mundo em tudo o que faz, que quando não o é, é porque tem alguém sacaneando, isso é falta de respeito, é arrogância.
    Outra coisa que me irrita é ver a corrida tendo que aturar um narrador-torcedor, que já não tem a qualidade que algum dia teve, e que mais parece um moleque incentivando briga de coleguinhas de turma do que narrador de F1. Creio que ele não tem idéia (ou tem, e o faz de propósito) do que tem nas mãos e da quantidade de pessoas que o ouvem…

    Hoje estou meio ranzinza!!!

  3. ELF_TL72 disse:

    Barrichello me lembra o Charlie Brown. Vive chorando porque nada dá certo. Não consegue conversar com a garotinha ruiva, não ganha uma partida de beisebol e nunca conseguiu chutar a bola de futebol americano, porque a Lucy sempre sacaneia ele ao tirar a bola de seus pés.
    Barrichello é igual. Vive reclamando porque sempre é preterido, porque sempre tem azar, porque a equipe sempre sacaneia ele.
    Mas a verdade é uma só: ambos são sofríveis no que fazem. Apesar de terem razão de reclamar porque as vezes são sacaneados, que mesmo que não fossem, são tão azarados e atrapalhados que isso não mudaria muita coisa.
    Ou alguém acha que se a Lucy deixasse o Charlie Brown chutar a bola faria alguma diferença? Ao invés de perder de 40 X 0, seria uns 40 X 6… isso se ele acertasse o chute no gol.
    A mesma coisa é o Ruimbinho na Brawn. Ele é sacaneado? Até pode ser, mas mesmo que não fosse, é tão zicado que não faria qualquer diferença. Se perdeu alguns segundos no reabastecimento, não se esqueçam que não deve ter sido um tempo maior do que o que o Webber perdeu no penalty, e mesmo assim tomou lavada do australiano. Dava até para imaginar o Webber passando tão rápido por ele, fazendo ele ficar só de cueca, assim como o Charlie Brown nas partidas de beisebol.
    Se eu fosse o Ross Brawn, também não apostaria minhas fichas nele. Rubens é igual roupa velha. É bom para ficar em casa, mas na hora da festa você tem que usar uma melhor. E é o que todos seus patrões fizeram, já que nunca tiveram motivo para acreditar ser o Barriquebra alguém que não vai dar vexame na hora H. Ao correr tanto tempo do lado do Schumi, ao se sujeitar em fazer o papel de submisso, com certeza é visto pelos patrões como “escada”, como “suporte técnico”.
    Assim, temos o Charlie Brown no desenho animado e o Rubens Brawn nas pistas, pois quem nasceu para Charlie Brown jamais chegará a Snoopy…

  4. Alessandro disse:

    Gil de Ferran, vc pode até achar o Felipe Massa um piloto mediano; aliás, quando ele corria ao lado de Schumacher mais parecia mesmo um piloto mediano. Poucos acreditam em evolução de um piloto de F-1. Eu sou um deles. Por outro lado, não sou daqueles que passam um bocado de tempo esperando a superação de um piloto e por isso não acredito em bom desempenho do Nelsinho Piquet na F-1. Compreendo que o companheiro dele seja um grande piloto, bicampeão mundial. Entretanto, a diferença entre o brasileiro e o espanhol é enorme e isso é um fator determinante para afirmar que o Nelsinho não dá para ser um grande piloto de F-1.

    Por outro lado, Massa demonstra não só ser um grande piloto, como um piloto até melhor que Raikkonen. Se Raikkonen meteu 17 pontos em cima de Massa em 2007, em 2008 Massa deu o troco com 22 pontos a mais que o finlandês. Mas mesmo assim eu não acreditava que o Massa fosse muito superior ao Kimi. Talvez o Massa tivesse mais sorte.

    Já nesta temporada de 2009 não consegui enxergar em Kimi um piloto à altura do Massa. Em primeiro lugar, Massa tem largado muito bem em algumas corridas; o finlandês, porém, tem perdido posições na largada mesmo com o Kers. Ele não tem conseguido pista livre devido ao mau desempenho nas primeiras voltas, comprometendo o restante de sua corrida. Em Mônaco, apesar de Kimi ter largado na frente de Massa e de este ter perdido mais de 10s atrás de Vettel, Massa acabou fechando a corrida a apenas uns 02 segundos do Kimi. Kimi tinha pista livre à sua frente, pois os carros da Brawn à sua frente não eram fator limitante (havia uma lacuna de uns 3s entre barrica e Kimi).

    E então o que dizer de Massa X Alonso??? Para mim é difícil medir a força desses dois. Acho que nada melhor que os dois em uma mesma equipe para se tirar a prova dos nove.

  5. Francisco disse:

    Acredito em favorecimento da Brawn pro Button sim, desde o início do ano com a confirmação dele primeiro… o Rubens é um grande piloto, não se está na F1 a tanto tempo por acaso… Com as coisas como estão indo, vou torcer pela Red Bull, onde não há favorecimento e seus pilotos brigam abertamente… A atitude do Ross Brawn como desportista é desprezível (finge uma pane na mangueira aí pro Rubens…) E aos que criticam as ordens emanadas por superiores, que questionem seus respectivos cargos com autoexame de consciência antes de qualquer crítica… Massa é o cara!

  6. Luiz G disse:

    Quanto as críticas ao Barrichello, repito o que eu já disse uma vez:

    Barrichello se tornou o maior perdedor Brasileiro da história da F1.

    E não é porque ele não foi campeão, mas porque foi o que mais desperdiçou boas oportunidades.

    Durante 6 temporadas na Ferrari, por 5 anos ele teve um grande carro nas mãos….e só venceu 9 corridas????? Que FIASCO!!
    Não esperava que ele superasse o Schumacher, mas vencer menos de 4 corridas por temporada naqueles anos, foi um FIASCO!

    Agora ele está na Brawn GP e não venceu nenhuma ainda??…Não espero que ele vença o Button, mas que, ao menos, o incomodasse….Que ao menos, tivesse venecido uma ou duas corridas…mas nenhuma?? Que fiasco!

    Tudo bem que ele soube criar oportunidades para estar em equipes boas e deve ter seu valor como acertador de carros…mas como piloto, é um fiasco!

  7. Luiz G disse:

    É…A Brawn tá afundando….Já imaginaram o que acontece se o Barrichello deixar de acertar o carro do Button??

    Se o Button perder esse título, vai ser um vexame…

  8. Burdé (Adeus F1) disse:

    Exagero dizer que Massa não poderia bater de frente com o Alonso. Acho que em igualdade de condições isso seria possível, pois o brasileiro tem mostrado que sua “habilidade” em fazer seguidas besteiras (fora a inconsistência) de 2007 e do início de 2008 não faz mais parte dele como piloto… O rapaz realmente evoluiu, coisa que eu julgava um tanto impossível em 2006/07 por o considerar um piloto já formado.

    Na minha opinião Alonso não é “muito melhor” que Massa, até porque eles possuem características diferentes. Alonso é um piloto mais técnico, sabe acertar bem o carro e etc, mas seu ritmo de corrida não é tão forte quanto o de alguns pilotos do grid (como o do próprio Massa, o de Hamilton ou então o do antigo Räikkönën, pois o do atual da pena).

    Já o Massa… Eu não sei definir o que ele é atualmente muito bem, mas sua evolução é clara e mostra que ele hoje é um dos melhores pilotos do grid. O curioso é que antes era (ou ainda é) chamado de “Nigel Massa” por ser estabanado e por algumas vezes louco, porém acredito que, com um tempo, depois dessas demonstrações de consistência, frieza, arrojo, ritmo de corrida e etc, possa superar a desconfiança da torcida brasileira que dura até hoje e finalmente ser campeão… E de preferência em cima de Alonso para calar de vez os críticos.

  9. Cassius Clay Regazonni disse:

    Gil de Ferran,

    Não, eu não estou brincando, os números e a realidade refletem que Massa é o melhor brasileiro na F1 depois de Senna (mais vitorioso e único a liderar e disputar um campeonato até o fim).

    Além disso quem persegue Barrichello é a sua eterna incompetência em conseguir ganhar ou disputar um campeonato mesmo tendo o melhor carro.

    Massa segurou o Vettel mais de uma vez esse ano (talvez você não tenha visto).

    Você deve ser fã do Barrichello, por isso não consegue enxergar a realidade.

  10. Gil de Ferran disse:

    Independentemente de nacionalidade, é interessante ver a perseguição ao Barrichello. Nelsinho Piquet não recebe nem 1/10 das críticas dele… A razão é óbvia e corriqueira: um tem um nome famoso de apoio…

    Os que criticam o fato do Rubinho não peitar o Brawn devem fazer isso todo dia com os superiores hierárquicos no trabalho, não? Como diz o ditado, “do sofá tudo é fácil e todo mundo é macho”…

    Cassius Clay Regazonni só pode estar brincando com relação ao Massa. Coloca o Alonso na Ferrari para você ver o que acontece. Massa poderá até andar vez ou outra na frente, mas o espanhol é muito melhor. E acreditar na conversa do Galvão de que “Raikkonen foi campeão circunstancial” é um tanto relativo. Considerando 2007 pode até ser. Felipe deveria ter se imposto naquele ano, ele conhecia a equipe e o finlandês era o novato. Não o fez e perdeu uma chance, talvez única (pois com Alonso na Ferrari vai ser tão difícil quanto era com Schumacher, com a exceção dos privilégios).

    Mas reveja a temporada de 2003, onde Kimi andou com um McLaren visivelmente inferior e foi vice-campeão, graças à uma quebra do motor em Nurburgring quando ele liderava com folga. Naquela época era um ótimo piloto. Hoje não está nem aí.

    Massa melhorou muito, com certeza. Mas segurar o Vettel teve contribuição fundamental do KERS.

  11. Sidewinder disse:

    A questão não é patriotismo e nem rancor ao piloto. Acontece que ele mesmo disse que não obedeceria às ordens de equipe, caso fosse para favorecer o Button.
    Fazer o quê? Passar a mão na cabeça dele e dizer que ele é vítima de um complô da categoria há 17 anos?
    E não é por ser brasileiro que devo torcer sempre pelos compatriotas. A F1 possui equipes compostas por integrantes de múltiplas nacionalidades, diferente do futebol ou outro esporte olímpico. Quem gosta mesmo de F1, torce por aquele que faz por merecer na pista. Esta é a essência deste esporte.

  12. Concordo com o Raid. Não fosse o pit desastrado, Rubinho estaria no pódio. A Brawn diz que não, mas vem minando o Rubinho faz tempo. E, Capelli, não acho que a RBR seja uma ameaça: acho que já podem se dizer campeões de 2009. É cedo, eu sei, mas não creio que a Brawn consiga alcançar – e, mais, ultrapassar – os avanços da RBR. A confirmar – ou não – nas próximas corridas. Abraços!

  13. Cassius Clay Regazonni disse:

    Caro Raid,

    Eu teria respeito pelo Barrichello se ele alguma vez peitasse Ross Brawn e quisesse a vitória, ou seja, tivesse respeito pelos fãs, mas, ele faz por merecer sua posição de segundão e o meu desprezo, então, paciência.

  14. Raid disse:

    Vocês nem parece que são brasileiros. Tanto ódio ao Barrichello. Tem que se reconhecer que a Brawn lixou bem o Barrichello este fim de semana. 3 Pit stops? Avarias no equipamento de reabastecimento? Só que o pit stop do Barrichello foi 13” e o do Button 7”. O Barrichello tinha ganho a corrida se não fosse a azelhice da Brawn. E perde o lugar para o Button, porque a equipa assim quis.

  15. Geraldo disse:

    Barrichello, a VERGONHA do Brasil na actual F1

  16. Sidewinder disse:

    Muito bem, Regazonni! Hilariante a hipotética, mas bem próxima da realidade, o diálogo entre o Rubens e o Ross.

  17. Sidewinder disse:

    Impressionante ver como o Massa evoluiu nesta temporada, conseguindo ser muito constante que, outrora não era sua maior virtude.
    O Rosbergue já merecia há muito tempo uma chance numa equipe de ponta. Dá gosto de ver todo o seu arrojo, mesmo que tenha sido tão inconstante no passado recente.
    Hoje torci muito para o Webber vencer a prova só p’ra dar uma esquentada na disputa do mundial de pilotos.
    Agora francamente! Há tempos tento evitar críticas ao Barrichello, mas hoje, novamente ele comprovou que o servilismo está impregnado em seu caráter. Tento evitar escrever conotações pejorativas a ele mas, mais uma vez ele se mostrou um grande bundão perante a todos. Está certo que a Brawn precisa muito vencer o campeonato de pilotos mas ele, pelo menos hoje, poderia ter desobedecido as ordens da equipe.
    Ele não tem mais nada a perder e se ele quisesse provar alguma coisa a seus torcedores, essa teria sido a sua melhor oportunidade.

  18. Cassius Clay Regazonni disse:

    Olha,

    Quem ainda tem a ignorância de achar Barrichello capaz de algo em matéria de F1, ou gosta muito de ser enganado (os estelionatário chama esse tipo de pessoa de otário) ou tem paixão pelo piloto (o que eu perdoô, pois aí não é uma coisa lógica).

    Fica claro também o que definiu nosso grande Piquezão: “O sujeito pode até ser rápido em uma volta, mas na corrida, ele é lento, longe dos pilotos de ponta.”

    Outros enganados são aqueles que tem mania de desmerecer o grande piloto brasileiro desde Ayrton Senna, FELIPE MASSA!!!

    Quem ainda duvidava da competência de Massa pode começar a fechar a boca, porque, segurar uma Red Bull daquele jeito (e não é a primeira que ele faz isso esse ano) não é para qualquer um. Fora o baile em Barrichello. Hoje eu tenho absoluta certeza de que Massa é capaz de encarar qualquer piloto do grid em igualdade de condições. Alonso, Kimi (esse já era, Galvão disse a única coisa com a qual eu concordei em toda sua carreira, Kimi foi um campeão circusntancial), Vettel, Hamilton e Button não são superiores a Massa em nenhum aspecto, principalmente, no comprometimento com a equipe e capacidade mental. Ele pode ou não ser campeão, pois isso depende de ter um carro e equipe para tanto (ele já teve carro e não teve equipe por exemplo).

    Webber mereceu e já vinha merecendo há muito tempo, mas ainda sou mais Vettel.

    Vettel tem mostrado que só ganha quando larga da ponta, ou seja, não é um cara muito afeito a largadas e ultrapassagens, o que é uma limitação que ele tem de trabalhar, pois isso vai acabar tirando a possibilidade de título esse ano.

    Rosberg vai se firmando e deve ter uma boa chance ano que vem.

    Hamilton, como sempre, estragou suas chances pela falta de dosagem de seu ímpeto. É legal ter um piloto assim, mas prova que ele está mais para Mansell do que para Senna. De qualquer forma é um grande piloto.

    Alonso é outro cara que dispensa apresentações, fez o que era possível com aquela carroça.

    Piquet aceitou tudo o que a Renault escolheu para ele, inclusive essas estratégias ridículas de sair lotado de combustível, infelizmente, não tem tido personalidade para se impor na F1, porém, ao contrário do que se acredita, deve estar no grid ano que vem (muitas equipes e poucos pilotos com alguma experiência de F1), talvez seja melhor para ele ficar longe do centralizador Alonso.

    O Kovalento eu não vou nem comentar, mas como tem um pouquinho de cabeça, fez mais pontos que Hamilton.

    E o Kubica… ninguém sabe nnguém viu.

    Enquanto isso, nos boxes da Brawn GP…

    Ross Brawn: Tudo tranquilo Rubens?
    Barrichello: Tudo bem chefe.
    Ross Brawn: Satisfeito?
    Barrichello: Satisfeito chefe.
    Ross Brawn: Você é nosso segundão?
    Barrichello: Sim chefe, sempre fui.
    Ross Brawn: Porque você é tão submisso e nunca, sob nenhuma hipótese, chuta o pau da barraca, nunca?
    Barrichello: Sabe chefe, primeiro é porque eu adoro ganhar mu salário sem ter dor de cabeça, e, segundo, é que um dia meu filho pode escolher correr de F1, aí eu não posso brigar com você que sempre me fez ser o maior segundão da história da F1. Eu te adoro chefe, deixa eu lamber o seu saco?
    Ross Brawn: Não, isso não.
    Barrichello: Deixa chefe.
    Ross Brawn: O que seus fãs vão pensar Rubens?
    Barrichello: Ah! Chefe, é só eu dizer que era obrigado a fazer isso que eles acreditam, eles adoram acreditar nas minhas mentiras, tem 17 anos que eu só faço dar desculpas e eles ainda brigam quando alguém me critica. É que eu sou muito gente boa no twiteer, a aí a fila de puxa-sacos cada dia aumenta mais.
    Ross Brawn: Você vai ser campeão agum dia?
    Barrichello: Lógico. (pano rápido)

  19. Otávio Siqueira disse:

    Barriquelo engatou a ré de novo.

  20. jugger disse:

    A se comentar também a regularidade da Ferrari, fazendo m em TODAS as corridas do ano. Troféu trapalhões para os rossos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>