MENU

2 de novembro de 2009 - 10:42Análises

Rapidinhas: GP de Abu Dhabi

Foto: Paul Gilham/Getty Images/Divulgação Red Bull

Foto: Paul Gilham/Getty Images/Divulgação Red Bull

Rapidinhas nem tão rapidinhas assim, já que demoraram um dia para entrar no ar. Mas vamos lá, porque disseram que teve corrida em Abu Dhabi. Fiquei quase duas horas em frente à TV, mas juro que corrida eu não vi.

- Decepcionante é o mínimo para falar sobre o GP de Abu Dhabi. Uma pista ridícula, no qual o paisagismo chama muito mais a atenção do que a corrida em si. Será que é isso que Bernie Ecclestone quer para a F1?

- Corrida, não houve. Lewis Hamilton largou na pole, manteve-se à frente e só não venceu a prova graças a um problema de freios que forçou seu abandono. Sebastian Vettel, que vinha logo atrás, herdou a posição e venceu com facilidade.

- Mark Webber foi segundo, logo à frente de Jenson Button. O australiano não vinha com bom rendimento e deveria ter sido ultrapassado pelo campeão mundial de 2009, mas o circuito não permitiu. Button até que tentou na última volta, numa briga insossa saudada por Galvão Bueno como uma emocionante disputa. Tá certo, comparando com a corrida como um todo, Galvão tinha até razão para vibrar.

- Se houve algum sopro de disputa na corrida, foi nas primeiras voltas, quando Rubens Barrichello tentou ultrapassar Webber e perdeu parte do aerofólio dianteiro. Logo em seguida, foi ultrapassado por Button. Robert Kubica também teve uma boa briga com Jarno Trulli, culminando em uma bonita ultrapassagem. Dali para frente, não houve mais nada digno de nota.

- A se saudar, no entanto, a boa corrida de Kamui Kobayashi. O japinha deu um baile no veterano Trulli, largando bem atrás e chegando à frente do italiano, em sexto. Tem futuro, o rapaz.

- De resto, pouca coisa a destacar na prova. A patuscada de Jaime Alguersuari, ao errar de box e quase prejudicar a vitória de Vettel, reflete bem a ressaca que foi esta última prova da temporada. De tão chata, até os pilotos se distraíram.

- A classificação final do campeonato reflete bem a temporada. Button, gênio na primeira parte do campeonato e errante na segunda, terminou com o título por ter sido quem menos comprometeu. Sebastian Vettel, merecido vice-campeão, poderia ter brigado até o fim se fosse mais constante. O alemão tem potencial de campeão mundial, mas precisa amadurecer. Seus erros, no entanto, são plenamente justificáveis para alguém com apenas 22 anos.

- Rubens Barrichello, terceiro colocado, vai anunciar hoje que vai para a Williams. Chegará a 300 GPs e encaminhará um bonito final de carreira.

- Nos construtores, a única briga importante existente, entre McLaren e Ferrari pelo terceiro lugar, não viu mudanças. Nenhuma das duas equipes marcou pontos e mantiveram suas posições, com a McLaren terminando em vantagem. Vai correr com os números 5 e 6 no ano que vem. A Ferrari ficará com os 7 e 8, algarismos que nunca utilizou desde que a numeração fixa foi adotada pela Fórmula 1, em 1974.

Resultado GP de Abu Dhabi 2009

Comentários do Facebook

comentários

21 comentários

  1. PAULO SANTOS/RJ disse:

    Bruno, será que o Barrica pinta as madeixas???

  2. J. Alves disse:

    A falta que Massa fez à Ferrari… Se ele tivesse corrido todas, a Ferrari teria facilmente acabado em terceiro no mundial de construtores. Mas com os pilotos reserva inúteis não marcando nenhum ponto, ficou difícil para o Raikkonen levar a equipe nas costas sozinho — sem contar que ele nem deveria estar muito entusiasmado pra começar, de saída…

  3. Garrincha disse:

    Não achei a corrida tão monótona assim, como disseram. Teve umas boas ultrapassagens, teve erros engraçados, etc. Chata foi Valência. Aliás, não entendi os comentários (principalmente do narrador) de que seria muito difícil o Button ultrapassar o Webber. A pista tinha sim bons pontos de ultrapassagem, tanto que os pilotos mais rápidos pouco ficavam atrás de alguém mais lento.

  4. Bruno disse:

    É engraçada a TV. Quando o Pattrese corria, chamavam-no de “vovô” da F1. E olha que ele “apenas” correu umas 256 vezes. Agora, o Barrichello prestes a completar seu 300º GP, ainda é chamado de “Rubinho”… Vai entender.

    Outra coisa engraçada é o Barrichelo falar que assinou com a Williams no momento certo da carreira. Ele está uns 15 anos atrasado! Tenho certeza que ele faria melhor papel que Hill, Coulthard e companhia na década de 90. O problema é que ele agora não é mais jovem, a Williams não é mais um time de ponta e ele ainda vai ter um bom alemão como companheiro de equipe.

    Que 2010 seja um ano melhor para o Brasil, com a volta de Massa. Até porque o B. Senna não é nenhum fenômeno.

  5. Jonas Martins disse:

    Também acho esses circuitos desenhados pelo Tilke chatos e previsíveis. No entanto, curvas de 90 graus não são um problema de verdade, basta vermos as corridas de rua da Formula Indy, que possuem curvas de 90 graus aos montes, e os caras de pegam e se ultrapassam e se batem. O lance é o piloto ter vontade de ultrapassar, o engenheiro não ficar pensando em campeonato, e dar carros mais competitivos aos pilotos… O chato da F-1 de hoje é a pontuação, são os comissários que punem qualquer arrojo de qualquer piloto, é o Bernie Ecclestone que está esquecendo da Europa e da America do Norte e todos os seus circuitos tradicionais… Sem contar a transmissão e o Galvão Bueno, que não interfere em nada na competição, mas é um chato de galochas, hehehe, só pra não deixar de provocar…

  6. PAULO SANTOS/RJ disse:

    Vou te contar uma coisa: que corridinha chata. Parece que o “mago das curvas de 90 graus” está conseguindo acabar com a F1. Tirando o pega ente Button e Weber, a corrida deu um sono danado. Será que no ano que vem vai ser a mesma coisa? Um piloto ganhando seis corridas e já colocando a mão na taça? Vamos esperar que nas pistas de verdade ocorra mais emoção, pois as pistas das curvas de 90 graus é isso o que a gente viu: emoção ZERO.

    Abraço a todos.

  7. Bruno disse:

    McLaren correrá com 5 e 6 e Ferrari correrá com 7 e 8 desde que o Button permaneça na Brawn.

  8. R/T disse:

    Na transmissão se pode notar que o problema pintou logo depois que ele saiu dos pits, já atrás do Vettel que vinha virando voltas mais rápidas e parou algumas voltas depois, portanto sem esse oba oba em cima do hamilton, alias isso lembra bastante o que um jornalista de renome aí faz com o rossi na Moto GP, quando ele ganha, é merito dele, ele é o bom, quando outros ganham, é isso, é aquilo

  9. Lucas disse:

    Não há muito o que dizer de uma corrida onde não aconteceu absolutamente nada. Conseguiu superar com sobras o GP de Cingapura em monotonia. Mas ao mesmo tempo foi divertido. Sim, foi divertido ver a TV procurando alguma coisa para mostrar. Ficou várias voltas na câmera do Kobayashi. Acho que foi o carro que por mais tempo apareceu numa corrida em toda a temporada. Havia segundos de vantagem entre um carro e outro e deve ter sido uma das corridas com o menor número de retardatários: apenas três – e ficaram “atrás” somente do primeiro colocado.

    Eu apostava no Hamilton para vencer esse GP e acho que ele venceria se não fosse o problema que o levou a abandonar. De toda forma, a McLaren conseguiu levar o terceiro lugar nos construtores e vai ser interessante ver a Ferrari usando os números 7 e 8 na próxima temporada – quando foi mesmo a última vez que esses números foram parar no bico dos carros vermelhos?

    A disputa final entre Button e Webber foi interessante e serviu para trazer algo a mais na corrida, mas tenho minhas dúvidas se Button realmente ultrapassaria o australiano naquele momento. Button não precisava daquela posição e ficou a sensação de que ele apenas botou pressão no adversário.

    E já que tocamos no nome do Webber, por que não falar do Vettel. Uma corrida tranqüila, mas que valia o vice. As RBRs estavam em excelente forma e não acredito que Barrichelo pudesse superar Vettel de forma alguma, mesmo que não tivesse ocorrido o problema da largada. Mas, como disse o próprio Barrichello, o vice-campeão é apenas o primeiro dos perdedores.

    Que venha 2010!

  10. Dennis disse:

    Não consigui compreender pq vc, Fabio Seixas e Flavio Gomes implicaram tanto com esta corrida. Achei a corrida interessante , muito melhor q muitas corridas deste ano q foram bem chatas principalmente no começo do ano. Foi mais disputada por exemplo que a corrida do Brasil, onde o Webber desfilou. Tudo isso só pq virou “moda”, quase lei, criticar os circuitos novos? Desde q acompanho formula 1, há 25 anos, sempre vi corridas como as de ontem, para mim, é normal que seja assim, não entendo tanta “revolta”.

  11. Marcos disse:

    Engraçado foi o Rubinho ficar atrás do alemão novamente… rss

  12. Eduardo Casola Filho disse:

    Capelli, pelo que me lembro, o nº 7 é pior que o nº 8, como a Ferrari vai pegar este nº ano que vem, é melhor que deem este nº pro Alonso e o Massa fique com o 8, daí o brasileiro pode ter a sorte que escapou nestes últimos anos.

  13. Nikolas Spagnol disse:

    Numeração deve seguir a regra em vigor desde 1996, ou seja: 1 e 2 para a equipe onde estiver o campeão, e o restante pela ordem do Mundial de Construtores. As estreantes deve ser pela ordem de inscrição (inclusive a Sauber, já que a BMW vai sair fora e a Sauber, se conseguir, vai entrar como nova equipe, como ocorreu com a Brawn).

    Mas seria interessante deixar a Ferrari voltar ao 27 e 28, a Williams com 5 e 6, McLaren com 7 e 8, Renault com 15 e 16 e a nova Lotus com 11 e 12!

  14. Glailson disse:

    Capelli, como vai ficar a numeração das novas equipes??? Tu achas que será por sorteio, nome da equipe, inscrição??

  15. Luiz G disse:

    …E Rubinho acabou em terceiro. Isso me lembra uma música de 1989 da Banda “Ultra je a rigor”, que definiria essa temporada do Barrichello:

    “Terceiro”
    (Ultraje a Rigor)

    Todo equipado, preparado na linha de partida
    Daqui a pouco vai ser dada a saída
    Todo mundo nervoso e eu não tó nem aí (O importante é competir!)
    Então tá, vamo lá, nem vou me preocupar
    Já tá tudo armado pra eu me conformar
    Eu vou tentar só pra não falar que eu nem sou atleta
    Ia ser legal chegar junto na frente
    Mas iam falar que quero ser diferente
    Tá bom demais, pelo menos eu não saio da reta

    Por isso eu sempre sou
    Terceiro! Ôba-Ôba!

    Pra mim tá louco de bom!
    Marcando passo vou seguindo sem ser muito ligeiro
    Com cuidado pra não ser o primeiro
    É bonito, eu imito mas o pódium não é pra mim (Eu não sou a fim!)
    Se eu me esforço demais vou ficar cansado
    Já dá pra enganar eu ficando suado
    Se reclamarem eu boto a culpa no patrocinador
    Não botaram fé porque não ia dar pé
    Não ia dar pé porque não botaram fé
    De qualquer forma eu pego um bronze porque eu gosto da cor

    Por isso eu sempre sou
    Terceiro! Ôba-Ôba!

    Pra mim tá louco de bom!

  16. Sheldonn Rêis disse:

    Droga foi o segundo… o amigo acima conseguiu primeiro.

  17. Patrick Ferreira Vaz disse:

    É Capelli, o Barrichello largou na frente, mas tomou outro pau do companheiro…

  18. Sheldonn Rêis disse:

    Capelli outro lance bem interessante da corrida foi a ultrapassagem do Kobayashi no Button logo após o primeiro pit stop do inglês, foi um lance digno de aplausos em meio a uma “carrossel solnolento” que foi o GP de Abu Dhabi. Até parafraseio um amigo que me disse ontem: rapaz eu fiquei a manhã e o começo da tarde inteirinha na televisão e não vi corrida. O que será que aconteceu? E essa ironia, por mais irônica que seja (redundantemente falando) corresponde a verdade. Corrida de automóveis não se viu em Abu Dhabi. Lamentável.
    Ps: primeiro comentário denovo… estou ficando expert!

  19. Mário Bergamaschi disse:

    Discordo que Hamilton iria ganhar…
    Quando este abandonou, estava em segundo com Vettel em primeiro depois das 1ª paradas de ambos.
    Feito a troca de posições na primeira parada dificilmente as posições iriam se alterar, visto que nesse circuito não permite ultrapassagens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>