MENU

7 de fevereiro de 2011 - 12:42Análises, Automobilismo, Novos carros

Mais Marussia do que Virgin

A Virgin Racing, debutante na Fórmula 1 no ano passado, teve há alguns meses parte de seu capital vendido para a Marussia Motors, uma daquelas fábricas de carros-esporte para milionários que existem por aí. Embora em seu nome completo o time tenha virado Marussia Virgin Racing (coisa que ninguém usa, ou você já viu uma Vodafone McLaren correndo?), a FOM continua tratando o time como Virgin.

Mas, na apresentação do MVR-02, hoje na Inglaterra, ficou claro que o time tem mais de Marussia do que de Virgin. Para começar, o tom mais formal da apresentação, diferente da pirotecnia virginiana. Richard Branson, o dono do conglomerado Virgin, uma espécie de Eike Batista britânico (fez muito dinheiro e agora tem como meta aparecer), nem deu as caras. E se o aparecido não apareceu, alguma coisa isso quer dizer.

Talvez a mudança faça bem à equipe. O ano de estreia foi pra lá de desastroso, tendo a Virgin ficado em último lugar entre os construtores. Zerada como as demais estreantes, mas atrás até mesmo da insalubre Hispania nos critérios de desempate. Um resultado indigno para um time que nascia sob o financiamento de um bilionário e que prometia revolucionar a categoria com um carro projetado exclusivamente de forma virtual, utilizando a Dinâmica de Fluído Computacional, sem túnel de vento.

O MVR-02 pode até não andar. Mas é bonitinho.
Foto: Divulgação/Virgin

O plano de de continuar utilizando somente CFD continua valendo para o MVR-02, já que túnel de vento é muito caro. As linhas do novo carro lembram um tanto a Toro Rosso, o que leva a crer que copiaram mal. Os pilotos responsáveis pela equipe em 2011 serão Timo Glock, que permanece, e o novato belga Jerome D’Ambrosio. O alemão é uma espécie de vale mais do que pesa: tem boa cotação, mas juro que ainda não o vi fazer nada de extraordinário. Já D’Ambrosio é uma aposta, um novato que traz dinheiro e espera-se que não torre tudo o que trouxe ao time em peças de reposição e novos chassis.

A grande meta é fazer alguns pontos, sair do zero e da lanterna. Deve conseguir, já que a Hispania, se correr, não deve ter a menor chance. Mas ainda é muito pouco para um time que surgiu prometendo renovar a Fórmula 1. Quem sabe a experiência em construção de carros trazida pela Marussia consiga renovar o próprio time, um primeiro passo para conseguir alguma coisa.

Comentários do Facebook

comentários

10 comentários

  1. highdownforce disse:

    Balbino,

    O belga cumpre todos os requisitos para se ter uma super licença.

    http://en.wikipedia.org/wiki/Jérôme_d'Ambrosio#Racing_record

  2. Fabricio disse:

    Capelli,
    Dê uma olhada no link e diga de onde veio a inspiração da bandeira da Itália na F150.
    http://disney.go.com/cars/?cmp=dmov_dpic_car_2_emc_020711g_pri_francesco#/characters/francesco

  3. Marcelonso disse:

    Capelli,

    Essa equipe só é melhor( ou seria menos pior? ) que a Hispania. Essa lorota de carro projetado virtualmente não cola!
    Só fizeram um bico diferente e pronto, acho que dessa vez usaram mais caixas de cereal!

    abs

  4. lucastex - f1 disse:

    Mais #Marussia do que #Virgin http://goo.gl/fb/TkGam #análises #automobilismo #novoscarros #jeromedambrosio #timoglock

  5. João Ricardo disse:

    Acho q a virgin vem para apagar as amargas ultimas colocações do ano passado mais nao ahco que seja um carro para disputar com ferrari red bull e mclaren acho que ela vai ficar ali em 10 nada mais q isso

  6. Alguma dúvida q a RGT vai chamar de Marussia ? // RT @ivancapelli: O lançamento de hoje, mais Marussia do que Virgin. http://bit.ly/g6TPTA

  7. Capelli disse:

    O lançamento de hoje, mais Marussia do que Virgin. No blog: http://bit.ly/g6TPTA

  8. Mais Marussia do que Virgin:
    A Virgin Racing, debutante na Fórmula 1 no ano passado, teve há alguns meses parte… http://bit.ly/hqoIRC

  9. Lucas R disse:

    A equipe promete. Vamos ver como se sairá na pista. Parece que o carro desse ano tem mais patrocinadores estampados na carenagem do que o do ano passado. Já é um bom começo.

  10. Rodrigo Balbino disse:

    Como esses pilotos pagadores obtém a Superlicença para correr? Os mesmos nunca apareceram nem nas categorias inferiores a F1…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>