MENU

25 de março de 2012 - 9:04Análises, Automobilismo

El fodón

Flavio Gomes costuma chamar Fernando Alonso de “El Fodón de las Asturias”, e não vejo apelido mais adequado. O que fez o espanhol hoje com o limitadíssimo carro da Ferrari foi um daqueles momentos raros na história da Fórmula 1. Tudo bem que a chuva tende a embaralhar um pouco as coisas, mas o bicampeão mundial foi absolutamente perfeito em todas as condições. Fosse na chuva, na pista úmida ou na pista seca, Alonso fez com que a Ferrari parecesse um bom carro. Não é.

Na coletiva, foi absolutamente honesto: “Essa vitória não muda nada. Continuamos atrás e termos que lutar muito para irmos para o Q3 nas classificações”, observou. E durante a corrida isso ficou muito claro. Alonso conquistou a vitória durante o período em que a pista esteve de molhada para úmida, utilizando pneus intermediários. Aproveitou-se do acidente de Button com Karthikeyan, do erro da McLaren no pit stop de Hamilton, assumiu a ponta e conseguiu abrir ali uma sólida vantagem. Conforme a pista foi secando, perdeu terreno para Sauber e McLaren, mas a diferença já era boa o suficiente para tentar uma vitória.

A Sauber de Perez, no entanto, tinha mais ação e fatalmente venceria a prova, não fosse sua escapada. Alonso teve sorte, mas é a típica sorte dos vencedores. É preciso se colocar em posição favorável para colher bons frutos quando a sorte aparece. E foi exatamente o que Alonso fez. Não entrou em desespero com a pressão de Perez, manteve um ritmo de corrida consistente – ainda que mais lento – e assim estava em uma situação sólida para vencer. É assim que se faz.

Fernando Alonso é um ponto fora da curva e o que se viu hoje em Sepang foi a essência de um gênio das pistas. O carro pode ser uma porcaria, mas se o piloto é bom, coisas incríveis acontecem. E hoje aconteceu. Líder do campeonato com um carro que mal consegue se classificar entre os primeiros. Supera o início de campeonato de Ayrton Senna em 1993, em situação parecida. Lembrando que aquela McLaren do brasileiro era um belíssimo carro, tinha apenas era um motor muito fraco.

Alonso é piloto suficiente para superar as deficiências do carro. Não vai brigar pelo título, mas vai fazer o que se espera de alguém que recebe um grande salário: ser superior em qualquer circunstância. Tivesse a Ferrari dois Felipes Massa em seus cockpits, estaria zerada no campeonato. Alonso vale cada centavo investido nele. É o fodão.

Comentários do Facebook

comentários

8 comentários

  1. Huller Moreno disse:

    Alonso é isso tudo mesmo, gênio, só que ele tem uma coisa que ajuda muito também… sorte. É El FODON CAGADON.

  2. Luciano Barbosa disse:

    Eu também não ia com a cara dele, seja pela passagem dele na McLaren (2007), seja pelo episódio de Hockenheim (2010). Reconheço que ele me fez tirar o chapéu para ele, pois sobressai nos momentos de dificuldade, ao contrário de Massa. Os anos de Minardi fizeram diferença no currículo dele porque, no mínimo, é a melhor definição do que o F2012 é como carro.

  3. ODAIR MARTINS disse:

    A vitória de Alonso na Malásia, e mesmo o segundo lugar de Pérez nos faz recordar daquilo que ultimamente a F1 tem nos privado: é que apesar das grandes máquinas e sua suas tecnologias praticamente aeroespaciais, é o homem ali atrás do volante que tem que determinar o espetáculo. Quando isto acontece, é mágico. E quem só conhece um pouquinho da história da F1 sabe do que estou falando. É neste contexto que o brilho de um Schumacher, por exemplo, desvanesce. É aí que lembramos de quem tem e teve verdadeiramente “braço”!
    Salve o Fodão das Astúrias, salve Pérez. É bom lembrar. Mesmo que por um instante!

  4. Gerhard Berger disse:

    Alonso foi grandioso hoje!

    Alonso pode ser um babaca, mau-caráter, explorador, espertalhão, político, duas-caras…o que quiserem….

    Mas é fato que o cara faz a diferença!…Um tremendo piloto!

  5. Marcus Zangari (@marcuszangari) disse:

    vou ser bem sincero, eu me sinto corrompido por esse asturiano.
    quando ele chegou na ferrari eu o via como um bom piloto, mas meio crápula e tinha no felipe massa minha torcida dentro da ferrari, ao longo desses 2 anos de contrato assim como o alonso conquistou a ferrari e os ferraristas, ele me consquistou!
    o cara é o el fodao mesmo!! nao tem pra ninguém no grid atual, lhe dessem bons carros nos ultimos 2 anos nao existiria Vettel!!
    genio

  6. Pode ser um crápula, mas não há como negar. O cara é Foda, é um gênio!

  7. Lucas R disse:

    Quando o Alonso assumiu a liderança na corrida, logo lembrei de Silvertone do ano passado. A vitória veio em circunstâncias muito parecidas com a corrida de Sepang de hoje.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>