MENU

6 de março de 2012 - 13:31Análises, Automobilismo, Novos carros

Lanterninha

E ontem acabou a temporada de apresentações dos carros da Fórmula 1 de 2012. Digamos que foi um fechamento até que generoso para um espetáculo que pareceu mais um filme de terror. Tanto a Marussia, apresentada pela manhã aqui no horário aqui do Brasil, quanto a HRT, apresentada à tarde, são bonitinhas.

A HRT tem degrau no bico como outras nove equipes, mas não é tão pronunciado e a pintura até que é bacana. Em que pese a ausência quase completa de patrocínios, as cores escolhidas para o carro – branco, bordô e dourado – são elegantes, ainda que pareça uma latinha de cerveja. Lembra também um pouco o desenho temporário que a Force India utilizou na pré-temporada de 2008.

Sobre o carro em si, não parece haver muita novidade além do bico, para se adequar ao novo regulamento. Há modificações na suspensão, mas o carro em geral é apenas uma evolução do fracassado modelo de 2011. Somado isso aos fracos motores Cosworth e a dupla de pilotos Pedro de la Rosa e Narain Karthikeyan, não dá pra esperar muita coisa da HRT na temporada. Será a lanterninha do grid, isso quando se classificar.

Comentários do Facebook

comentários

10 comentários

  1. Renan Mendes disse:

    è vai se mais um ano que a a HTR vai tar na rabeira, mas faze o que neh =\

  2. R.CASAGRANDE disse:

    Tá bom, o De la Rosa não é grande coisa, mas ele até que quebra o galho. Todo mundo anda falando mal dele, subestimando, mas a verdade é que ele é muito melhor que Liuzzi, Chandock, Kartkeyan, e o próprio Bruno Senna. Ele é o melhor piloto que a equipe já contratou até hoje. É o “melhor piloto ruim” da F1.

  3. Thiago disse:

    Considerando que os carros serão mais lentos agora que eram no ano passado, que eles nunca sequer chegaram a explorar o conceito escapamento-difusor e que davam conta de fazer tempo dentro dos 107% com tranquilidade, não creio que devam passar sufoco pra se classificar não. Bobear será até mais fácil que em 2011.

  4. Lucas R disse:

    Esse esquema de cores lembra a Force India quando começou na Fórmula 1.

    Mas esse tom de vermelho me lembra também algum carro de outra categoria que não me vem à mente agora qual é… Acho que era um carro da Indy que tinha um pintura parecida…

  5. Silas Rafael disse:

    Capelli, a galera do uol, fizeram um ctrl+c.
    Tem uma materia sobre os capacetes dos pilotos da F1.
    Uma outra questão é a respeito do porque na F1 o numero 13, não é utilizado?
    Referente a HRT, a mesma continua feia.

    • Capelli disse:

      Não foi Ctrl+C, não. É que o Getty Images liberou hoje um pacote com imagens dos capacetes. O 13 não é usado por superstição, pura e simplesmente.

  6. E o melhor foi a sigla da equipe significar uma técnica para mudança de sexo. Tudo bizarro nesta equipe.

    http://continental-circus.blogspot.com/2012/03/lingua-ou-as-siglas-podem-ser.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>