MENU

27 de março de 2012 - 10:30Análises, Automobilismo, Colunas, Curiosidades, Estatísticas

Coluna de hoje – Perdendo o fôlego (e a cabeça)

A temporada de 2012 começa perigosa para a Red Bull. Bicampeã de pilotos e construtores, dominante na Fórmula 1 dos últimos anos, a equipe austríaca não parece ter o mesmo fôlego de antes. Olhando para a classificação do campeonato, os 42 pontos marcados não chegam a ser ruins, nem é pior do que o início de temporada de 2010, quando o time fez apenas 18 pontos em duas corridas e mesmo assim terminou o ano campeão. Porém, diferentemente daquela temporada, este ano a equipe não consegue andar na frente. Se há duas temporadas os rubrotaurinos dominavam, mas tinham problemas de resistência, hoje a situação é um pouco mais difícil. Resolver os problemas de um carro rápido que quebra é bem mais fácil que fazer um carro mais lento andar.

A edição da semana passada da revista inglesa ‘Autosport’ faz uma reveladora avaliação de performance dos carros de 2012. Comparando os melhores tempos de cada carro durante o GP da Austrália com os obtidos no ano passado, conclui-se que a Red Bull está cerca de 1,2% mais lenta. Já a McLaren está 0,7% mais rápida (para efeito de curiosidade, a Ferrari perdeu 1,5% e quem mais evoluiu foi a Williams, com 1,5% de melhora). Este cenário matemático demonstra bem a realidade: os carros de Adrian Newey já não são mais os melhores do grid. São rápidos, mas não dominam mais. Os resultados também falam por si.

Para se ter uma ideia, a Red Bull só liderou uma volta das 114 da temporada até aqui, num gap entre pit-stops no GP da Austrália. Ano passado, tinha liderado 109 das mesmas 114, e em 2010, 58 de 107. No grid, não conseguiu nenhuma primeira fila. Nos últimos dois anos, a Red Bull só tinha deixado de estar presente na primeira fila de uma corrida em uma ocasião: no GP da Itália de 2010. Em todas as demais 37 provas lá estava um touro vermelho, senão na pole, na segunda posição. Em 2012, no entanto, não conseguiu posição melhor do que o quarto lugar em duas provas.

Sebastian Vettel obteve um belo segundo lugar no GP da Austrália, mas esteve bem distante do pódio na Malásia. Bateu com Karthikeyan e teve um pneu furado, é verdade, mas não chegaria entre os três primeiros da mesma forma, pois era apenas um discreto quarto colocado até o acidente. Mark Webber, que chegou em quarto e repetiu a posição da Austrália, não deu trabalho para ninguém na corrida. Um touro manso.

Não é o fim do mundo, pois o carro parece próximo da McLaren. Não é uma desgraça como o F2012 da Ferrari, pode vencer com alguma regularidade, mas sem nenhuma facilidade. É preciso quebrar a barreira da vitória, mas como a Red Bull não está mais acostumada a ficar longe da ponta, um começo de campeonato ruim assim abala a confiança do time. A reação extremada de Vettel ao final da corrida, chamando injustamente Karthikeyan de idiota, escancara este cenário. Sempre equilibrado e de boa paz, o bicampeão revelou seu lado irritadiço e intempestuoso. Não é assim que conseguirá uma reação rápida. Ainda que tenha os talentos de Newey nas pranchetas e de Vettel ao volante, talvez seja preciso mais calma do que tomar um energético para voltar a vencer.

Comentários do Facebook

comentários

7 comentários

  1. Marcelonso disse:

    Capelli,

    Ainda é cedo demais pra sair metralhando. Por tudo que vimos Vettel fazer, ele ainda tem crédito. Segura essa tua lingua nervosa ai tche!

    abs

    • Capelli disse:

      Claro que tem crédito, inclusive digo isso no texto. Mas é claro que perdeu a cabeça, o que não aconteceria caso as coisas estivessem bem.

  2. Marcelonso disse:

    Capelli,

    Ainda é muito cedo pra sair metralhando. O campeonato nem começou direito, você corre o risco de chamuscar essa lingua…

    O

    Vai dizer que você nunca teve sua fase ruim, com vontade de socar aquele cara que cot

  3. Alex disse:

    Na minha opinião ainda é prematuro fazer avaliação definitiva principalmente pelas condições em que o gp da malásia foi disputado. Sobre o Vettel não vejo nada de mais. Ele já demonstrou irritação publicamente quando se chocou com Mark Webber em 2010, fazendo gestos sobre o companheiro de equipe.

  4. Vinícius Lucas disse:

    Vamos ver como ele se comportará esse ano, ano passado o Vettel se sobressaiu com o ótimo RB7 e o Webber foi mal, e com o RB8 pior, o Webber que anda melhor, acho que o Tiãozinho vai ter que suar muito mais e mostrar se tem mais talento do que já mostrou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>