MENU

24 de março de 2012 - 12:01Análises, Automobilismo

Rapidinhas da classificação – Malásia

- Lewis Hamilton na pole, em mais um dia de domínio da McLaren. Jenson Button em segundo repete a dobradinha do grid da Austrália e faz acreditar que os carros prata não têm adversários para a corrida desta madrugada.

- No entanto, vai ser uma briga interna divertida de assistir. Pressionado, Hamilton precisa devolver o capote que levou na prova de abertura da temporada. Porém, a pista abrasiva de Sepang castiga os pneus e é preciso uma condução suave para que o carro possa desempenhar bem durante toda a corrida, que é longa e sob forte calor. Nessa, Button leva vantagem. Com os dois pilotos liberados para brigarem entre si à vontade, o GP da Malásia tem tudo para ser divertido.

- Michael Schumacher foi bem em todas as fases do treino e conseguiu colocar sua Mercedes entre as duas McLaren e Red Bull. Mérito para o alemão, mas não creio que poderá fazer grande coisa na corrida. Pelo que se viu semana passada, o W03 não é nada gentil com os pneus, que se degradam rapidamente. Um pódio seria uma vitória, uma situação altamente improvável.

- Atrás de Schumacher, largam Mark Webber e Sebastian Vettel. O bicampeão fez apenas o sexto tempo, mas larga em quinto graças à punição aplicada a Kimi Raikkonen por trocar o câmbio. O finlandês da Lotus seria o quinto, mas perdeu cinco posições e vai sair da décima posição.

- Porém, é bom prestar atenção na estratégia de Vettel. Ele é o único piloto dos que foram para o Q3 a fazer suas voltas com pneus duros. Abdicou de uma posição melhor no grid pensando na corrida. Se tudo der certo, deve fazer o último stint com pneus médios, quando todos os outros poderão estar utilizando compostos duros. Pode ser o pulo do gato.

- A Lotus é outra equipe que vem redondinha para esta corrida. Kimi sai em décimo (mas seria quinto) e Grosjean fecha a terceira fila do grid, ao lado de Vettel. É forte candidata a superar a Mercedes na corrida e pinta como terceira força do campeonato neste começo de temporada.

- A Ferrari foi aquilo que a gente já conhece: uma draga. Tirando leite de pedra, Fernando Alonso avançou ao Q3 e conseguiu o oitavo lugar no grid. E Felipe Massa já não foi tão mal quanto na Austrália. Caiu no Q2, larga em 12º, mas fez um tempo apenas três décimos mais lento do que seu companheiro de equipe. Pode não ser um bom resultado, mas não é nenhuma tragédia. Nada suficiente para que uma horda de tifosi furiosos invada Maranello empunhando tochas.

- Uma certa decepção, pelo menos de minha parte, com a Williams. Pastor Maldonado forçou, escapou da pista e não conseguiu avançar ao Q3, largando na 11ª posição. Bruno Senna foi dois décimos mais lento e sai em 13º. Porém, a Williams promete um ritmo de corrida melhor do que na classificação. Tem tudo para marcar pontos, é só ninguém bater na última volta.

- Um time que ainda não se achou na temporada é a Force India. Ficou pelo caminho no Q2, sem nenhum lampejo de brilhantismo como no ano passado, e vai ter Paul di Resta em 14º e Nico Hulkenberg em 16º. Bem diferente do ano passado, quando era figurinha fácil entre os dez primeiros. Perdeu o posto para a Williams.

- Medalhinha para Sérgio Perez, que colocou a Sauber no top 10 e vai largar em nono. Kobayashi, o mito, não foi nada brilhante e parte apenas do 17º lugar. Pelo menos é diversão garantida na corrida, saindo de trás para ultrapassar todo mundo.

- De resto, nota de dignidade para a HRT, que conseguiu ficar dentro da margem de 107% e vai conseguir estrear na temporada. Karthikeyan passou raspando, mas conseguiu entrar no grid por três décimos de segundo.

- Mesmo com a McLaren melhor, a corrida deve ser empolgante pela pequena diferença entre os carros. Na classificação isso ficou claro: do primeiro ao oitavo tempos (considerando o punido Kimi), menos de meio segundo de diferença. A F1 tá embolada e isso é uma excelente notícia.

Comentários do Facebook

comentários

6 comentários

  1. Tony Cazzo disse:

    Capelli,

    Seu blog é excelente, um show mesmo. Em se tratando de F1 pra mim, o melhor.

    Parabéns pelo retorno.

    Abraços

  2. Vinícius Lucas disse:

    Essa imagem com os tempos é ótima para fazer comparações, o B. Senna só anda perto do Maldonado no primeiro setor e depois fica para trás.

    E o curioso é que no último setor, Button e Webber são os mais rápidos, e são 2 pilotos que costumam guiar suavemente.

  3. Eduardo disse:

    Continuo achado o Massa um bom piloto…. o problema é que assim como Button e Schumi ele só consegue se destacar quando realmente tem um carro bom e equilibrado…. diferente de Alonso,Kubica e o proprio Barrica que conseguem tirar leite de pedra…. infelizmente o tempo vai passando e com essa vai ser a terceira temporada sofrendo com o carro !!!!!!! Sair da Ferrari ao meu ver seria lucro pra ele !!!!!!!

  4. Herik disse:

    Vettel vai usar os pneus mais macios quando a pista estiver com a temperatura menor. Aí poderá usá-los por mais tempo, em tese. Não dá para descartar uma vitória dele. Mas o favorito, na minha opinião, é Button.

    Quanto à Ferrari, baixada a poeira, creio não seja tão draga assim. Tudo bem que não é uma Brastemp, um carro vencedor, mas sua posição no grid tem mais a ver com a subida de Mercedes e Lotus do que a queda dos italianos. Comparando as diferenças de tempos entre Ferrari e os ponteiros acontecida no ano passado para agora dá para notar que é quase a mesma. Ou seja (diria Luciano Burti), a Ferrari ficou estacionada, não se aproximou. Enquanto isso uma turma grande entrou na festa e passou os vermelhos. De qualquer maneira, acredito que é carta fora do baralho para 2012.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>