MENU

18 de março de 2012 - 6:09Análises, Automobilismo

Se o carro é ruim, o piloto não

O cenário se anunciava praticamente como o Inferno de Dante para a Ferrari na Austrália. Pior grid de largada da história na primeira corrida do ano, treinos decepcionantes, pilotos brigando com o carro e saindo da pista. E a obscura perspectiva se comprovou para Felipe Massa, mas isso é assunto para outro post.

A Ferrari, apesar de nitidamente não ter feito um bom carro – já tem gente o chamando de “O Biarticulado de Maranello” -, tem Fernando Alonso ao volante. E ele faz a diferença, como se viu hoje, chegando em quinto lugar após largar da 12ª posição. A equipe não era capaz de chegar nessa posição, o carro não era capaz desse resultado, mas Alonso foi capaz de executar tal proeza. Bem ou mal, a Ferrari do espanhol foi o primeiro carro depois das dominantes Red Bull e McLaren. Isso é muita coisa.

Com o material que tem nas mãos, Alonso foi demais. Foi para cima na largada, ganhou posições rápido, conseguiu manter um ritmo estável de corrida, não errou, e tomou pressão da Williams de Pastor Maldonado até o final, um carro que nitida e surpreendentemente tinha mais ação, e suportou bem. O quinto era o máximo possível, talvez até inatingível, mas ele chegou lá.

A Ferrari vai ter que trabalhar muito para ter alguma chance de vitória neste ano, mas a resposta do bicampeão, nas pistas, dá o estímulo que a equipe precisa para crescer. Não vai ser fácil, mas com Alonso na pista as coisas ficam menos difíceis.

Comentários do Facebook

comentários

8 comentários

  1. George McCrae disse:

    São Fernando Alonso, santo das Astúrias operando milagres na Ferrari!!!!

  2. Alonso foi magnífico, mesmo, brigando com carros nitidamente superiores, como as Red Bull e Mercedes, e mantendo um desempenho razoável até o fim, sem que o pneus se deteriorassem, coisa que seu companheiro, ano após ano, não consegue evitar. É uma pena vê-lo atrelado a uma equipe como a Ferrari de Domenicali, que parece tão perdida quanto aquela de 91-93. Alguma hora ele vai ter que entrar numa temporada como favorito, porque ele não é piloto pra vencer uma vez por temporada e pra brigar por pontinhos. O talento dele é grande demais para isso.

  3. Realmente, excepcional. Pior pra Massa, que tem seu pífio desempenho evidenciado pela ótima performance do espanhol.

  4. Murilo disse:

    Lamentavel ver um piloto dessa capacidade guiar uma carroça mal construida.

  5. Lucas R disse:

    Não sei como eu ainda me surpreendo. Eu não imaginava que o espanhol fosse conseguir tal proeza. Fez uma corridaça, suportou a pressão do Maldonado e ainda conseguiu induzir o piloto da Williams ao erro no final.

  6. Herik disse:

    Quem realmente gosta de automobilismo aprecia ver esse tipo de coisa: Um piloto genial fazendo barbaridades com um carro limitado. Foi assim com Piquet em 90 e Senna em 93.

  7. Daniel Ramos disse:

    O Alonso é um bom piloto,isso desde a época da Renault,não têm como negar,sabe pilotar e conservar os pneus como poucos da F1(só o Button faz esse trabalho melhor do que ele).E consegue fazer milagres com alguns carros,como ele fez com a F2012,que diga-se de passagem se mostrou um “carro de merda”,alguém errou,e errou feio,por incrível que possa parecer eles conseguiram errar mais do que as Ferrari de 2010 e 2011.

  8. Gilberto H disse:

    Lembrando que ele chegaria em quarto, nao fosse o safety car.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>