MENU

1 de outubro de 2007 - 13:07Análises

O raiar da nova geração


O GP do Japão de 2007 pode ficar marcado na história como um divisor de águas na Fórmula 1. A geração de pilotos que está chegando é acima da média e a corrida de ontem tornou isso muito claro. Ou será mero acaso que os principais destaques da prova em Fuji foram pilotos estreantes?

Lewis Hamilton, disputando apenas seu 15º GP, venceu de forma brilhante e praticamente garantiu o inédito título de campeão na temporada de estréia. O segundo, Heikki Kovalainen, também faz seu primeiro campeonato na categoria. A dobradinha, aliás, é inédita. Foi a primeira vez na história que um GP terminou com dois novatos em primeiro e segundo lugar. Adrian Sutil, a bordo de uma Spyker, o pior carro do grid, fez uma pilotagem impressionante e foi recompensado com um oitavo posto, marcando o primeiro ponto de sua carreira e da equipe laranja.

E Sebastian Vettel foi outro caso à parte. Em apenas seu sexto GP de Fórmula 1, a bordo do segundo pior carro do grid, andou boa parte da corrida em terceiro, chegando até a liderar por três voltas. Bateu em Mark Webber durante uma freada inesperada sob Safety Car e tirou os dois da corrida. Fez a besteira do dia, mas perfeitamente compreensível pela pouca idade e experiência.

Diz-se que na chuva os carros ficam mais parecidos e o talento individual se sobressai. Diz-se, também, que nessas condições nota-se com mais facilidade quem é quem, pelos riscos assumidos, pela dificuldade de condução e pela imprevisibilidade da pista, que muda o tempo todo. Se ontem foi o dia de separar o joio do trigo, tivemos um bom panorama dos talentos que farão a F1 dos próximos anos. E o cenário futuro é muito bom.

Comentários do Facebook

comentários

22 comentários

  1. Anonymous disse:

    Vamos fazer “chover em todas as pistas do calendário de 2008″. É o único jeito de tornar a Fórmula 1 um pouco mais interessante.

  2. Wagner Luiz de disse:

    Capelli no meu entender o Kovalain e melhor piloto que o Hamilton, seus erros nas primeiras corridas era por ter que arriscar muito para poder fazer um carro ruim andar. já o Hamilton teve sempre o melhor carro, ele é um grande piloto, mas eu gostaria de ver como seria sua atuação com um renault por exemplo.

  3. Inácio Pereira disse:

    Não esqueçam do Kubica, que não é estreante, mas ainda é um novato!
    Também deu Show

    Já a brasileirada, continua na fila

  4. Felipe Maciel disse:

    Curiosa a observação, pena que o
    Rosberg não teve o melhor de seus dias, aliás ele ainda não provou nada debaixo de chuva, acho que não herdou os genes do pai pelo gosto de condições adversas.

  5. Anonymous disse:

    Dos pilotos em destaque, fico com o finlandês Heikki Kovalainen. O piloto da Renault deu tudo no seu equipamento, e defendeu muito bem a sua posição diante do compatriota Kimi Raikkonen da Ferrari nas voltas finais da corrida, quando a chuva apertou em Monte Fuji. Tomara que o piloto da Renault tenha equipamento para poder brigar com o pessoal da ponta nos próximos anos.

  6. Abrahão disse:

    Sim Sim.

    Colocaria o Massa e o Kubica nessa lista.

    Abraço.

  7. Gustavo disse:

    Go Sutil GO.
    Queria ver esse cara pelo menos num Red Bull, Renault, Williams ou BMW. Acho que ia apavorar. Mas na spyker, faz o que pode.

    A toyota eu nao entendo pq mantinha ralf (que vai sair de lá pra próxima temporada) mas Rubens e Coulthard nã oestão lá pra ganhar campeonatos(até porque duvido que qualquer piloto ganhasse com os carros que eles tem), mas estão nas suas respectivas equipes pra trazer todo conhecimento de anos e anos de fórmula 1. Acredito que se tivessem 2 novatos na honda, ela ia estar SEMPRE pior que a spyker. Ela só está AS VEZES pior que a spyker.

    issaê. Queria ver piquet e di grassi na F1 também. Bastante brasileiro no Grid pra gente se sentir bem =D

  8. Blog F1 Grand Prix disse:

    Belo texto, Capelli! Concordo com tudo o que você diz.

    Já viu essa pérola daqui? : http://www.youtube.com/watch?v=zkDPuOIgZu4

    Grande abraço!

  9. Marcos Antônio Filho disse:

    A geração é uma das melhores,fica a torcida para que continuem a evoluir(e o regulamento ajudar)para que tenhamos mais disputas como a do Massa e do Kubica

  10. Saco de Gatos disse:

    Teve um pódio inteiro com antigos pilotos de F-3000: GP do Canadá de 1995 – Jean Alesi, Rubens Barrichello e Eddie Irvine.

  11. Lester disse:

    Acredito que está mais para uma safra ruim hoje do que uma safra excelente dos novos pilotos, mas com certeza eles são melhores que muitos que se mantém na F1.

    Qual o sentido da Toyota manter dois pilotos que já provaram que são fracos como o Ralf e o Trulli? Por que as equipes mantém o Coulthard e o Barrichello, uma vez que eles não vão mais vencer campeonatos, são constantemente superados pelos companheiros que são experientes, competentes e mais motivados? Fisichella é outro que está a séculos e nunca conseguiu nada, mesmo com o carro campeão em 2005 e 2006. Wurz foi desenterrado como tapa-buraco e não fez nada. Pra que deixar esses pilotos e lhes pagar altos salários se o retorno é nulo?

    Essa geração da segunda metade da década de 90 foi fraca e não tem motivos para esses pilotos continuarem na F1. Desde 94, os únicos pilotos que realmente disputaram campeonato foram os campeões Schumacher, Hill, Villeneuve e Hakkinen, além dos não campeões Irvine e Montoya, que não ficaram muito tempo na F1.

    Que venham os novos então. Hamilton já se mostrou um campeão e Kovalainen, Rosberg e Kubica bons pilotos, melhores que esses supracitados que continuam na F1.

  12. Alexandre Ribeiro. disse:

    Excelente análise.E pelo que vimos ontem dá p/ ter uma grande esperança p/ 2008 porque imaginem essa nova safra de botas surgindo tendo que pilotar sem CONTROLE DE TRAÇÃO!!!Vai ser uma loucura.
    Ah,Capelli,a propósito,desisitiu das miniaturas???

  13. brunocap disse:

    em termos, R/T. esses 40s são ilusórios, visto que houve um safety car que anulou todas as paradas anteriores dos pilotos da ferrari.

    essas paradas do drivethrough e pelos pneus apenas jogaram as ferraris para trás do pelotão, mas sem prejuízos maiores – pois com a entrada do safety car, todos os carros se juntaram novamente.

  14. r/t disse:

    Quanto ao Massa, critica se quando é digno de critica, mas ontem ele foi muito bem, tivesse largado com pneus de chuva teria ganhado ou terminado em segundo na corrida, tranquilamente, afinal terminou pouco mais de 40s atrás tendo parado 2x a mais (uma o drive through, e outra em função dos pneus) que seus rivais diretos

  15. Felipe disse:

    Não tinha parado para pensar nesse destaque dos estrantes. Mas realmente faz bastante sentido. A disputa pessoal com o Kubica deu uma credibilidade ao Massa que estava faltando a algumas corridas, mas eu esperava um pouco mais dele. Chuva realmente não é o forte do brasileiro. De qualquer forma acho que podemos destacá-lo sim, como um grande nome da F1. Espero que nas próximas etapas (a brasileira, em especial), ele se destaque mais e mostre o bom piloto que é. E que na próxima temporada ele se destaque ainda mais!

  16. Zé Eduardo disse:

    Concordo com a inclusão do Kubica na lista. Não está no ano de estréia, mas acho que pode ficar na lista dos novos grandes nomes da F1.
    O Massa eu não incluo na lista pois não é mais estreante, e anda menos que o Kimi. Mas que o pega na última volta foi fantástico, isso foi.
    A FIA tem que rever a postura dela em relação aos acidentes. Por muito menos do que essa disputa com o Massa, o Kubica foi punido com um Drive Through pelo toque com o Hamilton, e o inglês disse que não o tinha visto. Acidente de corrida.

  17. Jean disse:

    Ainda bem q estao surgindo bons pilotos nesta nova safra, pq as anteriores truxeram um monte de roias barbeiros como Rubinho, Weber, Ralf, Montoya, Trulli, Fisichela etc etc.

    Espero q mudem logo algumas regras e pistas pra aumentarem as disputas.

  18. Eliseo Salazar disse:

    concordo mas acho que “Vettel estava a bordo do terceiro pior carro do grid” acho que a Toro Rosso é melhor que a Honda…

  19. Anonymous disse:

    E podemos dizer e incluir porquê não o Kubica e o Massa.
    Um duelo sensacional e ambos são bem jovens!

    Oswald K.

  20. Alexandre Salvador disse:

    Portanto, só pode ter corrida com chuva! Vamos mandar aqueles aviõezinhos que bombardeiam sei lá o que nas nuvens pra ver se cai água (isso é usado no meio rural). Ou então, numa solução mais barata, tacar baldes e baldes nas pistas. Pronto! Tudo pela emoção!

  21. [email protected] Pereira disse:

    O problema é que quando não chove, as corridas são extremamente chatas. Do que adianta ter os pilotos mais talentosos se as corridas são sempre a mesma procissão?

  22. Anonymous disse:

    Capelli,

    Acho que também foi o primeiro 1-2 de pilotos oriundos da GP2.
    Isso aconteceu alguma vez com a geração da antiga F-3000?

    Felipe Santos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>