MENU

10 de dezembro de 2007 - 11:20Análises

Mais do mesmo


Não posso negar que a confirmação de Alonso e Nelsinho Piquet na Renault teve ares de anti-clímax. Depois que a equipe anunciou ontem que lançaria seu novo carro na Espanha, ficou nítido que a confirmação de Alonso era apenas uma questão de tempo. E demorou até menos do que o imaginado.

Embora com todos os caminhos apontando para a Renault, confesso que esperava mais do bicampeão mundial. Acreditei que ele tivesse o anseio de fazer algo diferente, de conseguir o impossível, de construir um time, liderá-lo rumo à sua maior conquista. Mas Fernando não quis. Optou pelo óbvio, retornou à sua zona de conforto e agora vai tentar fazer mais do mesmo. Ganhar com a Renault e com Briatore novamente. Puxa, que emocionante!

Não que a tarefa não vá ser árdua. O time francês perdeu muito terreno em 2007, fazendo a pior temporada de um time recém-campeão desde 1979. Mas o retorno para casa depois dos problemas na McLaren só deixaram claro que Alonso está acomodado e quer garantir a vitória sem muito esforço.

Justamente por isso, Nelsinho Piquet precisa abrir o olho. A sua estréia na Fórmula 1 é uma ótima notícia, mas as circunstâncias em que ela acontece, não. Depois de sofrer poucas e boas com Lewis Hamilton na McLaren, o espanhol certamente cercou-se de todas as garantias possíveis de que o brasileiro não irá lhe causar problemas.

Segundão assumido? No ano de estréia, tudo bem. Mas e em 2009, como será? Mudará de equipe? Peitará Alonso? Sairá da F1? A situação é delicada e a contratação de Alonso foi uma má notícia para Nelsinho. Heikki Kovalainen seria um companheiro muito melhor.

O finlandês, por sinal, deve ser confirmado pela McLaren em breve. Ou alguém acredita que Briatore deixaria seu pupilo sem emprego? Vale lembrar que Romain Grosjean foi confirmado como piloto de testes da Renault, o que significa que no banco Heikki não fica e que já tem alguma vaga assegurada. Meio sem querer, vai pegar o melhor cockpit vago para 2008.

Comentários do Facebook

comentários

19 comentários

  1. Taffa disse:

    Se fossemos raciocinar desta maneira, o Senna tambem foi um acomodado, pois ganhou 3 titulos na McLaren/ Honda com o Ron Dennis e quando o barco começou a afundar, se pirulitou para a Willians, que tinha o melhor carro na epoca…
    Alguem se esquece do comentário dele quando guiou a Williams pela 1º vez? “Puxa vida, bem na minha vez e ca%$ram no meu carro”…
    Ou seja, foi uma opção mais comoda tambem… Ao inves de partir para um equipe com menos chance, porem mais futuro, Senna preferiu trabalhar numa equipe com estrutura e chances de ser campeã no seu ano de estréia com ela…

    Bom, pelo menos essa é a minha opinião…

    Abraços!!

  2. Holy Diggio Bop! disse:

    Aconteceu tudo o que já estava desenhado em agosto, quando o caldo entornou de vez na McLaren. Alonso voltou para a Renault, como a parábola do “filho pródigo”, o Nelson Ângelo fez valer o contrato assinado e a influência do pai, e o Roman Groisjean, no artifício da “patriotada”, garantiu a vaga de piloto de testes. Na minha opinião, dois saíram prejudicados disso tudo, com a chance de um receber um belíssimo presente de natal. Os dois são Kovalainen e Di Grassi.
    O Kova foi literalmente “chutado” da Renault, mas pode receber a benesse de pilotar um carro bastante competitivo em 2008, a McLaren. Só que há a pressão para que o companheiro de Lewis seja um cara que não incomode, que trabalhe a favor do inglês, e o nome de De La Rosa ganha força até por causa do monte de patrocinadores espanhóis. Só esperando a decisão da equipe de Woking mesmo.
    Agora, o Di Grassi… o Di Grassi… sem patrocínio forte, sem um “manager” determinado, sem os holofotes da mídia, foi alijado da vaga da Renault pelo segundo ano consecutivo. Nessa hora, ele tem que tomar uma atitude de homem, porque se quiser chegar a Fórmula 1 (e acho que ele tem talento pra isso), não pode ficar esperando migalhas do tio Briatore o tempo todo. Aceita o flerte do Peter |Todt (que já vem de olho nele há tempo), assina com uma Red Bull da vida, e embarca na Fórmula 1 vindo de baixo. Pois se ele mostrar o mesmo desempenho da GP2, logo chegará a uma equipe de ponta.

  3. Capelli disse:

    Sem problemas, Imberbequim. Essa é a informação do site do Alonso, muito pouco precisa, por sinal. Se usarmos apenas o que está no site de Alonso, não teríamos ainda a confirmação da efetivação de Piquet, certo?

    A verdade é que a duração do contrato ainda não foi oficialmente confirmada, mas a informação que tenho é de que o contrato é de 3 anos, com opção de rescisão por performance ao final de 2008.

  4. ImberbeQuim disse:

    “Nuevo piloto de ING Renault F1 para el 2008″

    Desculpe ser chato, Capelli, mas é o que está escrito no site oficial do asturiano!

  5. Capelli disse:

    Imberbequim, o contrato é de três anos. Mas possui uma cláusula de rendimento que permite a Alonso rompê-lo ao final de 2008.

  6. ImberbeQuim disse:

    “Em 2009 como será?”
    Oras, Capelli, o Alonso foi contratado APENAS para 2008 (leia o comunicado!)…

  7. Anonymous disse:

    Kovalainen vai pra honda, rubinho vai pra mclaren, e vai disputar o titulo contra o coultard… esse ano vai ser o ano dos dois…

  8. Capelli disse:

    Pessoal, todos têm o direito a discordar de uma opinião. Mas desde que com educação, certo?

    Aristóteles, a questão da acomodação pode ser observada por um simples motivo: Alonso saiu da Renault e foi para a McLaren. Na primeira dificuldade que teve, criou caso com todo mundo, rescindiu contrato e voltou para a “casa dos pais”. Isso eu chamo de acomodação. Num momento em que ele teve a rara oportunidade de ir para onde quisesse, escolheu justamente a opção que lhe era mais confortável. Ele foi comodista.

    Não é nenhum demérito a ele. Mas eu confesso que esperava mais de um piloto que não precisa provar mais nada para ninguém. Ele já tem um nome feito e liberdade para atingir novos objetivos na carreira. Mas preferiu voltar para atingir os mesmos de antes.

    Me lembrou muito a ida do Mano Menezes para o Corinthians. Ele abriu mão de um salto na carreira, podendo vencer uma Libertadores e quem sabe disputar um Mundial pelo Cruzeiro, para tentar repetir no Corinthians o que ele já fez no Grêmio. É outro que optou por fazer mais do mesmo quando tinha uma chance de ouro nas mãos.

    Cada cabeça uma sentença, não é mesmo?

    Abraço,

    Capelli

  9. Charlis disse:

    Nelsinho confia na própria habilidade e sabe que precisa disso se quiser entrar de uma vez na F1. Ele não precisa de pessoas que não confiem nele, e nem da opinião delas. Sabe que vai dar certo.

    Quanto a Alonso, não está fazendo nada de errado.

    Só vi até hoje 3 pilotos que abriram mão de vencer pra ajudar alguma equipe, e foram Piquet, que em 82 poderia ir pra qualquer equipe de ponta, mas preferiu chapinhar na Brabham visando o futuro, Fittipaldi, que jogou a carreira fora pra ajudar a Copersucar, e Schumacher, que trocou a certeza da Benetton pela dúvida da Ferrari em 96.

    Alonso sabe que não tem tempo a perder pra repetir os passos de Schumacher, e tem concorrentes fortes e do seu nível, coisa que Schumacher não teve e pode aproveitar.

  10. Anonymous disse:

    O Aristóteles está certo. Quem somos nós para chamar alguém de acomodado? Acusar de fazer mais do mesmo? o Alemão ficou 10 anos na Ferrari, porque não ficou 5 e foi ganhar com a Minardi? O Massa vai somar 5 anos na Ferrari no final do contrato, porque não sai anos que vem e vai tentar mágica na FI? O Blog do Capelli é leitura obrigatória, mas se continuar falando bobagens, vai perder terreno.

  11. Aristoteles disse:

    Realmente eu adoro este Sr.Capelli.

    Alonso é acomodado?!? Será mesmo? Se assim fosse porque raio Alonso teria saido da Renault em 2006 para ir para a McLaren em 2007, quando em 2006 a equipa fracassou?!? Explique lá isso…

    Será que também está a dizer que Schumacher ter ficado 10 anos na Ferrari, por isso é um acomodado também? É que seguindo a sua linha de (i)lógica ele deveria ter saido para construir outra equipa…

    Porque raio Raikkonen não saiu da Ferrari este ano, para construir outra equipa? Deve ser acomodado tambem…

    Sinceramente, arranjar motivos patéticos para atacar o espanhol chorão, é sem dúvida patético…

  12. Mandruvá disse:

    Não tenho dúvida q a Renault vem forte no próximo ano pois Fernando Alonso tem a capacidade de acertar o carro. Tem expertize para isso e vai ter aval da equipe para mandar e desmandar. Quanto ao Piquet, acho q é o momento certo pra entrar e ser 2º piloto durante uma ou duas termporadas para depois ser o nº 1 de Briatore. Esse britore pode ser tudo, menos bobo… ele sabia q Piquet era melhor do que o Kovalainnen… mas sabia q o Nelsinho precisava de tempo pra se adaptar melhor ao carro e que, como todo mundo sabia, o carro não era bom… por isso arriscou: quando viu que o carro era mesmo ruim, deixou piquet de molho, entregou o filandez aos leões, e deu sua cartada para ter o filho do tri-campeão esse ano no carro laranja e azul. Se o carro fosse bom, ele mandaria o Fisichella passear e ficaria com dois novatos promissores pro próximo ano de desenvolvimento do carro. Como Alonso apareceu, ele destaca uma equipe forte, com promessas pro futuro do Piquet. Não se esqueçam que ele já fez isso com o Shumacher no início dos anos 90. É esperar 2 anos e ver Nelson Piquet Jr como primeiro piloto. Briatore: o Enxadrista da F1.

  13. André disse:

    Eu acho que ninguém tem do que reclamar. O Piquet Jr. conseguiu ser piloto titular pela primeira vez, é estreante e ainda tem que mostrar o seu valor. Sendo assim, ser segundo piloto para ele agora, e mesmo no ano que vem, é lucro. Ele pelo menos 3 anos de amadurecimento ainda. Eu acho que hoje em dia virou moda essa história de “piloto sensação” e já esperam grandes feitos de pilotos com pouca quilometragem.

    Quanto ao Alonso, do ponto de vista de um espectador, eu acho que o retorno à Renault foi no mínimo sem graça. Parece que o contrato é de 3 anos com a possibilidade de sair ao fim do primeiro. Assim, se a Renault não prometer, ele deve sair ao fim do ano que vem. Mas para a Ferrari? Duvido.

  14. Policia disse:

    quem fez esta montagem com as fotos de alonso e piquet?
    jah começa aih o alonso na frente do piquet.
    precisava deixar claro ateh na foto?

  15. Eduardo Soares disse:

    Não é tão ruim, pq alonso vai também ajudar o carro a melhorar, a renault melhoraria menos sem um Alonso para ajudar a ajustar as coisas. Bom seria se ele ficasse só 1 ou 2 anos lá e saisse fora, ou o Nelsinho, pq aprenderia com um bom professor e depois ficaria livre para ser no mínimo de igual para igual, lá, ou em outra equipe.

  16. Fernando disse:

    E não tão ruim quanto a Ferrari em 1980, mas melhor que a Renault 2007, só a Williams 1998 :)

  17. Anonymous disse:

    E o Lucas da graça sambou igual o Pechito ano passado….

  18. Doug disse:

    Acho que por essa nem o Piquet pai esperava..mas vamos ver o que o garoto vai fazer, se ja der pressao no Alonso ja vai ser bem divertido de ver…..

  19. PG disse:

    Poxa, não acredito que o Piquet pai deixou seu filho correr o risco de virar um novo Rubinho.

    Depois de tanto cuidado pra escolher o momento correto, vai acabar virando segundo piloto de uma equipe que já não anda bem das pernas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>