MENU

2 de janeiro de 2008 - 11:53Curiosidades, Do Baú, História

Do Baú: Prost na Ligier


Demitido da Ferrari às vésperas da etapa final do campeonato de 1991, Alain Prost viu-se sem emprego para a temporada seguinte. As vagas das principais equipes já estavam todas ocupadas e o francês tinha duas alternativas para 1992: correr pela francesa Ligier ou tirar um ano sabático.

Convidado por Cyril de Rouvre, então dono da equipe, Alain Prost fez alguns testes com uma Ligier-Renault JS37 no começo da temporada, mas não gostou do que viu. Apesar de contar com motores iguais aos da Williams, o carro francês não era competitivo e Prost preferiu ficar descansando durante um ano, para retornar em 1993 numa equipe de ponta. Erik Comas e Thierry Boutsen, titulares do time, respiraram aliviados. Na época, dizia-se que Nelson Piquet também estava cotado para testar a Ligier, mas o acidente em Indianápolis o afastou de vez da Fórmula 1.

Cinco anos depois, já aposentado e tetracampeão, o francês viria a adquirir a Ligier, dando origem à Prost Grand Prix.

Comentários do Facebook

comentários

13 comentários

  1. marcosf1micheletti disse:

    Na época, o dono da equipe ainda era o Guy Ligier e não o Ciryl de Rouvre (que segundo diziam era testa de ferro de um peixão maior, o que veio a ser confirmado depois com o Briatore). O Alain testou o carro (tenho todas as matérias dos jornais da época) e achou o chassi uma bomba irrecuperável

  2. Anonymous disse:

    Não tá abrindo a foto!

  3. WBrandt disse:

    Lembro que o Prost chegou a treinar também pela McLaren 1996. Mas nessa oportunidade acho que foi só pra matar saudade…

  4. Anonymous disse:

    O JS37 foi um projeto de Frank Dernie que tem em seu curriculo carros sempre mais ou menos ,Lotus de 1989 que o Piquet guiou o Arrows de 97 do Hill ,como exemplos.
    Era agradavel de se olhar ,sem duvida ,mas não tinha aquela tecnologia embargada da Willians era um carro convencional .

    Jonny’O

  5. walter disse:

    Pois eu gostei desse baú: tinha me esquecido do ano sabático do Prost.
    Imaginem se ele fosse um apaixonado louco, como o Wilsinho Fittipaldi: virava construtor e não seria mais campeão.
    Mas ele era um burocrata, de altíssima técnica, dos melhores que houve, mas um burocrata.
    Então ficou parado um ano, para voltar muito bem e por cima, como fez.
    Mérito dele.
    Só tenho dó da torcida dele: como será que é torcer por um cara tão sem-tempero como o Prost? Deve dar sono.

  6. Crau disse:

    Capelli, as “Galerias” n constam mais no seu blogg? Legal a idéia do “Fundo do Baú” mas espero q continue com as “Galerias”..parabens pelo blog..

  7. Anonymous disse:

    Igual o Ralph Schumacher! Depois deste ano sabático ele irá voltar e será campeão!

  8. Anonymous disse:

    Esta não assim tanto do baú! Lembro-me de o ver em testes com a Ligier no Estoril, com um fato todo branco. E tenho ideia de que os tempos dele eram mais baixos do que os de outros pilotos da equipa… mas ja nao me lembro quem estava nos testes com ele….
    Abraço!
    Filipe (Lisboa)

  9. cassio disse:

    eu tenho uma foto do gary brabham testando a benetton

    se quiser e só entrar em contato comigo

    email:[email protected]

    cassio

  10. Anonymous disse:

    Oi Capelli! O carro não era assim tão mau… o Alain disse que com algum desenvolvimento a nivél aerodinâmico poderia ter algum sucesso (relembre-se que o Ligier tinha o melhor motor do plantel, o todo-poderoso Renault V10). E quem o convidou a testar o carro foi o Guy Ligier, não o oposto. Mas a grande razão porque o Prost não correu pela Ligier em 92 foi porque ele queria também comprar parte da equipa, e o Guy Ligier não a quis vender. Estes dados são tirados do livro “ALain Prost: The Science of Racing”, escrito por Pierre Menard, da colecção F1 Legends.

    Cumprimentos Capelli

  11. Renato disse:

    Mas agora fica uma pergunta (a velha teoria do “se”).

    Se Prost tivesse assumido a Ligier naquele ano? Será que a equipe não teria um salto de qualidade que lhe renderia uma sobrevida (que nem a vitória ABSURDA de Panis em Monaco-96 conseguiu?) maior que a ao fim da temporada de 1996?

  12. Kai disse:

    Gabriel, o Prost correu em 93 pela Williams e foi campeão.

  13. Gabriel Pedreschi disse:

    Ele correu em 93 com qual equipe Capelli?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>