MENU

17 de janeiro de 2008 - 11:28Análises

Entendendo o retorno de Alonso


Os testes desta semana em Jerez terminaram ontem e Fernando Alonso, retornando à Renault, ficou com o melhor tempo dos três dias: 1min19s50. O bicampeão foi aos microfones dizer que o resultado foi encorajador, que está feliz, etc etc. Mas, na prática, Alonso sabe o que este tempo significa: absolutamente nada.

Enquanto Ferrari e McLaren testavam seus novos modelos, visivelmente buscando confiabilidade (cada equipe simulou cerca de 7 GPs nestes três dias), a Renault, com carro velho, tinha como objetivo basicamente a adaptação de Fernando Alonso. O espanhol rodou pouco mais de 2 GPs completos no período e, no final da primeira sessão, saiu para buscar tempo. E conseguiu.

Ninguém gosta de ficar atrás na F1 e é praxe nestes testes de inverno que, no final do dia, os pilotos coloquem pneus macios, pouco combustível e saiam a buscar o limite do carro. E entenda-se limite como limite mesmo, estando o carro dotado de recursos muitas vezes fora do regulamento, apenas com o intuito de ver o quão rápido ele pode ser e, é claro, gerar algumas manchetes positivas.

E não há muitas dúvidas de que o objetivo da Renault foi exatamente este. A volta de Alonso por si só já é notícia. E uma volta com um grande tempo vira manchetes. Para um time que passou um ano inteiro na obscuridade, um retorno triunfal de um campeão motiva a equipe, satisfaz os patrocinadores e deixa a torcida feliz. Mas nada além disso. Fico com a opinião de Lewis Hamilton, que quando perguntado sobre o temporal de seu ex-companheiro de equipe, respondeu:

“Era com o carro antigo? Que bom para eles…”

É sabido que o espanhol, melhor piloto da atualidade, tira alguns décimos de segundo de qualquer carro. Mas também não é milagreiro. Não foi em um único teste que ele conseguiu transformar um carro fraco como o R27 no mais rápido da pista. Semana que vem, em Valencia, a Renault começa os testes com o novo modelo e é só então que o trabalho vai realmente começar e será possível ter alguma noção do que o espanhol será capaz em 2008. Por enquanto, tudo não passou de pirotecnia.

Comentários do Facebook

comentários

23 comentários

  1. Ramiac disse:

    A verdade é que o Alonso é o melhor piloto da atualidade e não precisa provar muito enquanto este será o ano de afirmação do Lewis. Eu acho o Lewis um piloto muito bom, o acompanho desde a GP2, mas este ano ele terá que provar que é tão bom quanto diz que é.

    Quanto ao tempo do Alonso, foi pura pirotecnia…

  2. Anonymous disse:

    Vermeleun,falou o que eu penso também.
    Ron fez sua aposta em seu pupilo,como parte da mídia mesmo já falava em 2006,Hamilton seria o cara para preencher o buraco deixado por MS,e realmente eu não sei quantos milhões de pessoas voltaram a ver F1 esse ano.
    Mas quando penso no Alonso,ele é o melhor piloto de F1 da atualidade sim,e eu não gosto dele,mas hipocrisia não rola,mesmo com a equipe já expulsando ele aos poucos para o Lewis ser n1,ele ainda conseguiu empatar nos pontos,o cara é gênio.

  3. vermeulen disse:

    Com todo o respeito ao Lewis Hamilton, que mostrou em 2007 ser um piloto acima da média, há algum tempo não levo a sério o que ele pensa ou fala. É possível acreditar em um rapaz de apenas 22 anos que acha que tem uma história de vida a ponto de ser contada em um livro? Em um não, em vários, pois ele já lançou não sei quantas biografias autorizadas.

    Algumas pessoas precisam entender que Alonso é gênio, e ele faz uma equipe render muito mais do que renderia normalmente. Como já disse, ele sempre será candidato ao título. Ninguém se torna o bicampeão mais jovem da história ao acaso. O rendimento da Renault em 2007 mostrou o quanto Alonso fez falta. A Mclaren sofrerá o mesmo este ano, podem ter certeza. Já há pessoas na Mclaren que sentem sua falta, e não são poucas. E foi marketing ou não, não importa. Aprendi a nunca duvidar de pilotos como ele.

  4. Becken disse:

    Capeli,

    04 de dezembro, Piquet em Jerez:
    1:20.366

    05 de dezembro, Piquet em Jerez:
    1:19.834

    05 de dezembro, Lewis com mp4/22:
    1:19.371.

    05 de dezembro, Felipe com o F2007:
    1:19.761

    Abs

  5. Leo disse:

    Alonso não é mágico, mas que levará a Renault à briga pelo título, não tenho dúvidas! Assim como o fez com a McLaren, coisa que Kimi e Montoya não conseguiram em 2006.
    Pelo menos teremos um campeonato dividido pelo menos em três times, diferente do ano passado quando a briga foi polorizada entre McLaren e Ferrari.
    A volta de Alonso para a Renault fez bem ao esporte!

  6. Carlos Colangelo disse:

    Pessoal, ta certo que o carro é que o carro pode estar configurado pra classificação, que pego a pista no melhor momento, e blablablabla… Mas começo no lugar certo, na volta a Renault já foi pra ponta… E o carro só conseguiu um pódium no ano passado, no maluco GP do Japão… Temos que reconher que o espanhol é muito fera mesmo… Quer ver mais análise dos testes de Jerez??

    http://peanutandbeer.blogspot.com/

    Sds,

    Carlos

  7. Anonymous disse:

    Só acho, como um mero mortal, que o Alonso fez sim uma grande coisa com esse tempo. Independente dos outros estarem ou não co carro novo e buscando confiabilidade, ele correu com o carro do ano passado que em muitas corridas ficou lá trás. Aí vem o alonso com aquele carro “horroroso” e faz o melhor tempo. Não sou fã ardoroso do Alonso, mas não posso deixar de dizer que na atualidade é ele é um dos maiores. Visto que no ano passado, com tudo contra, ele conseguiu andar na frente, e até de Hamilton.

    Paulo Santos/RJ

  8. Eduardo disse:

    Não precisamos ficar discutindo amigos, todos nós somos apaixonados pela mesma coisa afinal, não é? E a solução é muito simples: tão logo o campeonato comece a ficar mais claro, sem as zebras, erros e surpresas de começo de temporada, o Capelli se compromete em postar no blog um comentário demonstrando que estava correto ou se desculpando pelo erro, fazendo menção a este tópico para que todos se lembrem.
    Que tal? =)

    Ps.: Uma vez que isso é um blog, e mais, o blog DO Capelli, acho que ele pode escrever o que bem entender, o que não é certo nem errado, apenas a sua opinião, assim como todos os interessados tem o direito de contestar quantas vezes acharem necessário neste espaço que sempre esteve aberto para isso.

    Abraço!

  9. Anonymous disse:

    “anónimo”, o Capelli está certo. Não precisa ser partidário de nenhuma equipe e nem gastar tempo e saliva para saber que o tempo que o Alonso fez não é representativo de nada. O próprio Raikkonen disse que o tempo do espanhol deve ter sido sob condições especiais.

    Na hora que todas as equipes estiverem buscando performance na primeira etapa de classificação é que nós saberemos quem é mais rápido.

  10. Anonymous disse:

    é capelli realmente vc naum gostou da volta rapida do alonso (dor de cotovelo por ser mclaren), ainda por cima coloca a opnião de hamilton….. porq será? isso tudo foi pra defender a sua mclaren??? porq vc num coloca um emblema da mercedes no topo do seu blog??? vc foi tão tecnico em teoria, e tão centrado na renault de alonso que esqceu da toyota do glock que por sua vez tambem fez bom tempo, da toro rosso que andou bem em todos os testes, enfim!!!!!!!! vc só disse algo qu todos nos já sabiamos, é evidente que a renault não está tão rapida assim!!!!!!!!e é logico e bem natural começar fazendo bons tempos, isso estimula a equipe e o piloto, não q isso seja marketing (praxe) como vc diz!!!!!!!!
    sem mais!!!!!!!

  11. João Pinho disse:

    “se o unico bicampeão entre os pilotos em atividade não é o melhor deles… então não sei quem é….”

    Se formos pelos campeonatos, o melhor piloto da ACTUALIDADE é o ACTUAL CAMPEÃO, amigo Maurício.

    Sim, o ‘Varinho’ teve hoje a sua estreia num F1… conseguiu ficar a algumas décimas do melhor tempo do Nelson Piquet Junior (um dos meus favoritos para 2008!), mas receio que o desgraçado possa nunca mais voltar a pegar num volante daqueles… espero estar enganado.

  12. Anonymous disse:

    Alvaro Parente estreou hoje com a Renault em Jerez com 1,21.721! Primeira vez que guiou um F1.

  13. andre disse:

    é. quem entende do negócio sabe que alonso é o melhor. mas o amarelão britânico pode amadurecer e tentar tomar esse posto.

    concordo com o smirkoff. se foi só pirotecnia, por que a renault não fez a mesma coisa no ano passado? vamos lembrar que a equipe já ganhou vários títulos. os caras sabem do negócio e agora têm o melhor acertador de carros do mundo. poderia dizer que alonso corre para disputar o título sim.

  14. Mauricio Von Abel disse:

    se o unico bicampeão entre os pilotos em atividade não é o melhor deles… então não sei quem é….

  15. João Pinho disse:

    “Melhor piloto da actualidade”?

    Oh Capelli… escorregou aí, não? :-|

  16. Fernando disse:

    Tira uns 50kg de lastro no carro, deixa vapor de gasolina no tanque, usa pneus novos, um assoalho móvel, asas flexíveis e pronto, você tem seu showzinho de pré-temporada. quantas vezes vocês não viram uma equipe ser absurdamente rápida na pré e levar poeira na Austrália?

  17. Herik disse:

    Comentar sobre testes de pré-temporada sem ter todos os dados dos treinos é uma precipitação. Número de voltas em sequência, em que momento está volta veio, qual a temperatura da pista e uma infinidade de fatores devem ser levados em consideração. Como para nós normalmente chegam apenas os melhores tempos de cada piloto e número total de voltas é impossível analisar corretamente.

    Até me lembro que Prost adorava fazer isso com sua equipe. Sempre deixava o Alesi fazer o melhor tempo para conseguir mais exposição.

    Mas inegável que Alonso é um piloto acima da média e que a Renault poderá ter uma melhoria de desempenho.

  18. KlauSS disse:

    vá lá, desconte aqueles 6 ou 7 décimos que o Alonso levou pra McLaren… ehuehuheuehuehue

  19. KlauSS disse:

    Eu tb pensei isso…

    Na verdade pensei: OU realmente o Alonso é muito foda, ou é dessas coisas típicas de pré-temporada – pouco combustível e coisa e tal só pra fazer tempo…

    Agora até me ocorreu tb uma terceira hipótese: a de que eu dizia que talvez a Renault do ano passado não fosse tãaao ruim como mostrou a pontuação da tabela, mas sim que aquilo era reflexo dos pilotos que tinha… Afinal, o Físico continuou andando mais ou menos na parte do pelotão que sempre andava na época que o Alonso ganhava todas na Renault.

  20. Smirkoff disse:

    Também acho que foi uma jogada da Renault, mas creio que o mérito no caso é 50/50 para carro e piloto. Isso porque a Renault teve em 2007 muitas chances de fazer uma graça e pôr o carro no topo da tabela de tempos em testes e, do que eu me lembro, não aproveitou nenhuma.

  21. Eduardo disse:

    Nossa, me vem lágrimas aos olhos frente à perfeição de sua análise Capelli! Já tinha conversado sobre isso com amigos e chegamos exatamente a mesma conclusão. O que como você mesmo disse, não tira de certa forma o mérito do Alonso já que de uma forma ou de outra é um bom tempo para um carro apagado na última temporada, mas um bom tempo e PONTO. Não serve à título de comparação com os demais, dadas as circustâncias.

  22. Ramon disse:

    Boa analise Capelli.
    Sem desmerecer o Alonso, mas sem fazer do Alonso um mágico.

  23. andre disse:

    na prática, ninguém está com o carro que começará a temporada. não há motivo para desqualificar o tempo do espanhol.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>