MENU

3 de agosto de 2008 - 12:28Curiosidades, Estatísticas

Vitória de estréia é a quarta na Hungria


Heikki Kovalainen conquistou hoje, na Hungria, sua primeira vitória na Fórmula 1. Antes dele, Hungaroring também serviu como palco para o triunfo de estréia de outros três pilotos.

Damon Hill, com Williams, foi o primeiro a estrear como vencedor na Hungria, chegando em primeiro na edição de 1993, de ponta a ponta. Dez anos depois foi a vez do espanhol Fernando Alonso, que venceu com a Renault. Em 2006, outro debut: Jenson Button subiu pela primeira vez ao degrau mais alto do pódio, com uma Honda.

Comentários do Facebook

comentários

15 comentários

  1. Luiz G disse:

    Vermeulen: Sim, vc tem razão.

    A F1 é um esporte para todos terem a mesma chance de vencer com ou sem a ajuda da sorte. O piloto Brasileiro é só mais um entre tantos outros que também querem vencer a qualquer preço.

    Eu fiquei “possuído” pelo desgosto de ver o Massa quebrando. Devia ter esperado mais antes de vir aqui escrever.
    Lamento por isso.

    …Mas bem que o Massa merecia essa…

  2. Vermeulen disse:

    Com todo o respeito ao leitor Luiz G, desmerecer a vitória de Kovalainen pelos contratempos com Massa é babaquice. Massa só ganhou na França porque o escapamento de Räikkönen quebrou e nem por isso alguém tirou os méritos da vitória do brasileiro. Kova foi perfeito, venceu porque mereceu.

    Realmente há um certo tipo de torcedor que só vê corridas para torcer por brasileiros. Esse tipo nunca saberá o que é acompanhar corridas por paixão ao esporte.

  3. Rodolfo disse:

    Perdao, mas … Kovalainen nao correu na Hungria ano passado de Renault? Acho q nao era estreia dele nao…

    abs

  4. Daniel disse:

    alonso 20006?

  5. Luiz G disse:

    Talvez você tenha razão.

    Isso já aconteceu na F1 um milhão de vezes. Em 1991 Mansell perdeu no Canadá para o Piquet do mesmo jeito a 3 curvas do final.

    Fiquei desolado. Queria ver o Massa campeão e acho que o campeonato acabou pra ele.

    A formula 1 depende demais da sorte. Isso é um tanto frustrante.

  6. Sam disse:

    Bom dia Capelli, acompanho seu blog há muito tempo, mas é a primeira vez que deixo um comentário. Como as corridas são de manhã e acordado no final delas, normalmente vejo o compacto que passa a noite e ontem vendo o do Gp da Hungria falaram que não era culpa do Massa pela quebra do motor. Até aí tudo bem, mas no GP da França disseram que por ter passado muito nas zebras, o Kimi foi responsável ple quebra no escapamento.
    Eu não entendo de mecânica, mas isto tem algum sentido ou só é patriotada?
    Neste caso, um carro não é feito para aguentar as zebras e para um leigo, como eu, é mais plausível que o piloto tenha culpa pela quebra de um motor do que pelo escapamento, lembro que diziam isso do Kimi toda vez que ele quebrava (não estou dizendo que o Massa tenha alguma culpa, eu acho que quebras no motor são normais). É só uma dúvida, pois já basta uma narração cheia de erros e parcial.

    Ps: Prezado Luiz, respeito sua opinião, mas qual é a diferença entre a vitória do Kova ontem, para aquela do Massa na França. Ambos não mereciam vencer, mas estavam no lugar certo e na hora certa. Se o Massa pode comemorar, porque o Kova não pode?

  7. BCésar disse:

    Com sorte ou não o que é certo é que o Kova estava no sitio certo e ganhou. Ele não é responsável pelo azar dos outros. E assim temos sangue novo no que toca a vitórias.

  8. terramex disse:

    Sorte ou azar, torcer ou não torcer, não me sinto na obrigação de torcer pelo massa só porque ele é brasileiro, e quase tive um orgasmo quando o motor do Felipe “Sensação Estranha” Massa estourou….. Dá-lhe Hamilton! O único defeito do Hamilton é não ser brasileiro…. mas eu perdoo!

  9. Luiz G disse:

    Pois é…Quantos pilotos poderiam ser “Gênios” se não tivéssem tido azar?

    Senna ou Schumacher foram grandes campeões porque seus carros não quebraram na última volta?

    …Torcer por esse esporte pode ser algo bem idiota mesmo…

  10. Bruno Lemos disse:

    A corrida do Kovalainen foi fraca, achei um pouco desmerecida a vitória, mas enfim… às vezes no automobilismo é preciso contar com a sorte… ou azar… dos outros!

  11. Daniel Médici disse:

    A julgar pela carreira dos três predecessores de Kovalainen, o finlandês tem 66% de chance de não se tornar um piloto completamente fracassado então…

  12. Luiz G disse:

    Capelli, perdoe-me a crítica ao seu texto, mas usar o termo “conquista” para a corrida do kovaleinen, chega a ser um insulto.

    Ele não conquistou nada! Fez uma corrida patética, apática, sem qualque valor ou esforço e chegou em primeiro sem nenhum mérito.

    Foi tão uma corrida tão inglória que ele devia se desculpar por ter chegado em primeiro.

    Se ele tivésse, ao menos, ameaçado o Massa, poderia dizer que venceu alguma coisa, mas nem isso.

    Em nome do esporte, fico enojado de vê-lo sorrindo no pódio.

  13. Newton disse:

    Ah, mais um coisa:

    Soube que o Kovalainen é o 100º piloto a conquistar uma vitória na Fórmual 1. Você confirma isso?

    Um abraço.

  14. alexandre queiros disse:

    Capelli, so pra dizer que o Kovalainen foi o 100º piloto a vencer uma corrida de F1.

  15. Newton disse:

    Capelli,

    Baseado nesse post seu, queria pergunta uma coisa: qual o circuito que tem o maior número de pilotos que conquistaram sua primeira vitória na Fórmula 1?

    Um abraço e parabéns pelo seu execelente blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>