MENU

19 de outubro de 2008 - 6:31Curiosidades, Estatísticas, História

Agora sim, vitória 200 da Grã-Bretanha

Foto: Reprodução GPUpdate.net

Foto: Reprodução GPUpdate.net

Lewis Hamilton conseguiu um grande feito em 2008. Por duas vezes, marcou a vitória de nº 200 da Grã-Bretanha na Fórmula 1. Primeiro, foi em Spa, mas a menção lhe foi retirada horas depois, quando punido por ter cortado a chicane da Bus Stop e relegado ao terceiro lugar.

Agora, na China, Lewis confirmou o feito. Foi a vitória de número 200 do país na Fórmula 1, a primeira vez que uma nação atinge tal número na categoria.

Para se ter uma idéia da expressão da marca da Grã-Bretanha, o segundo país com mais conquistas na Fórmula 1 é a Alemanha, com 104. O Brasil é o terceiro, com 98.

Confira abaixo os 19 britânicos que, juntos, compuseram a marca de 200 vitórias.

Vencedores britânicos na F1
Nigel Mansell – 31 vitórias
Jackie Stewart – 27
Jim Clark – 25
Damon Hill – 22
Stirling Moss – 16
Graham Hill – 14
David Coulthard – 13
James Hunt – 10
Lewis Hamilton – 9
10º Tony Brooks – 6
        John Surtees – 6
12º John Watson – 5
13º Eddie Irvine – 4
14º Mike Hawthorn – 3
        Peter Collins – 3
        Johnny Herbert – 3
17º Innes Ireland – 1
        Peter Gethin – 1
        Jenson Button – 1

Comentários do Facebook

comentários

11 comentários

  1. Marcelo Alvarenga disse:

    Só p/ registrar ,não quis dizer se era certo ou errado a divisão Grã…,o Fernando se expressou muito melhor,e foi baseado neste mesmo raciocínio que quis evidenciar como são grande as 97 vitórias do nosso país,que hoje quase não tem automobilismo e falaria a mesma coisa se fosse a Colômbia ou qualquer país de terceiro mundo.
    Abraço e valeu Fernando.

  2. Fernando Kesnault disse:

    Caramba Capelli é lógico que sei que politicamente na ONU temos um só representante da Grã-Bretanha. O que falo e que sempre vi, mesmo em tablóides da ilha, é que os pilotos gostam qdo. se fala de seu “país” de origem e não estou a dizer que se separando estaria “oficialmente” correto ou incorreto. Como vc. é bastante criterioso em suas análises nestes quase 2 anos que acompanha o teu blog (e agora sítio), vc. poderia colocar, talvez, entre parenteses as vitórias de cada nação. Sempre conheci citarem o Jackie como o escocês Jackie Stewart e não britânico Jackie Stewart; agora entendestes o meu raciocínio?? Não fique desapontado comigo pois só estou a fazer uma observação que aliás é muita curiosa e já foi campo de batalha essa questão de se ter 4 federações esportivas na Grâ-Bretanha e um dos que mais “esbravejam” nesse sentido é a França (Normandos, Provençais, Bretões) e a Espanha (Catalões, Castellanos, Asturianos, Galegos e Bascos). Um abração e até mais.

  3. Gustavo disse:

    Fernando, assim como existem pilotos que adotam as cores da Escócia no capacete, temos exemplos de pilotos que adotam a bandeira britânica, como o Mansell e o Button…

  4. Fernando Kesnault disse:

    Perdão…onde se lê “Escócia 65″ se entenda como “Escócia 66″. Obrigado.

  5. Fernando Kesnault disse:

    Capelli se realmente formos contabilizarmos de uma maneira coerente seria: Inglaterra 125 vitórias, Escócia 65 (Stewart 27, Clark 25, Couthard 13 e Ireland 1) e Irlanda do Norte 9 (Watson 5 e Irwine 4). Com certeza prefiro essa contagem por mostrar a realidade política e esportiva dessas nações “britânicas” já que cada qual gosta e aprecia a sua origem, com Stewart e Couthard nas cores do capacete – assim como o escocês Franchitti – e ainda tínhamos o galês Tom Pryce morto em Kyalami por um…extintor de incêndio que caiu em sua cabeça em plena reta….

  6. Capelli.

    Eddie Irvane não é irlandes?!?!?

    Se fosse Norte-Irlandes estaria contabilizado nas estatisticas??

    • Capelli disse:

      Norte-irlandês, Mojo, nascido em Newtownards. E, sim, ele está contabilizado nas estatísticas.

      Nunca um piloto nascido na Irlanda (Eire) venceu na F1.

  7. Marcelo Alvarenga disse:

    Feito expressivo é o do Brasil,país de terceiro mundo praticamente sem auto mobilismo e com 97 vitórias,como país só perde p/ Alemanha.COm Escócia, Inglaterra e Irlanda juntas fica mole,vê se na hora de plano econômico para ajudar os bancos nesta crise eles ficam totalmentes unidos????Para contar vitória é moleza!!!Acho o mérito maior da Alemanha com seu imbatível AlemÃo e suas 91 vitórias.

    • Capelli disse:

      Marcelo, já repeti isso algumas vezes, mas vamos lá. Exceção é contabilizar Inglaterra, Irlanda do Norte, Escócia e País de Gales em separado. Politicamente, eles são uma única nação. Só há uma cadeira na ONU para eles, por exemplo.

      Contabilizar junto parece incorreto pelo exemplo que temos do futebol, no qual as ligas são separadas e cada país tem sua própria seleção. Mas isto é exceção, assim como no rúgbi, a separação existe por causa da origem das ligas. A regra é tratar o Reino Unido como uma única nação, como é no atletismo, na natação e no automobilismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>