MENU

30 de outubro de 2008 - 8:43Curiosidades, Novos carros

Homenagem a Coulthard

Foto: Flavio Gomes

Foto: Flavio Gomes

Cravou o Grande Prêmio: a Red Bull preparou para David Coulthard uma pintura especial para sua corrida de despedida da Fórmula 1. Em vez do azul tradicional, o carro será pintado de branco, contendo logos da Wings for Life, instituição que cuida de crianças com câncer de medula espinhal, apoiada pela empresa austríaca. O carro de Mark Webber terá as cores normais.

A intenção é nobre e a novidade é bem-vinda. Só estranhei como a sisuda FIA permitiu tal ação, já que há quatro anos proibiu a BAR de correr na China com uma pintura azul alegando que “os carros não devem mudar de cores durante a temporada”. Em 1999, também já havia proibido a mesma equipe de correr com dois carros de cores diferentes, um azul e outro branco e vermelho. Que seja um sinal de abertura da categoria a ações de marketing no futuro.

Comentários do Facebook

comentários

23 comentários

  1. Já passou da hora da FIA liberar carros diferentes para a mesma equipe (contanto que sejam os mesmos patrocinadores, apenas remanejados de outro jeito).

    Eu gosto da IRL, mas nao gosto de ver dois carros da mesma equipe, um lotado de patrocinador e outro sem nada!!!

    Aí já é palhaçada!!!

  2. João disse:

    Esta pintura só será utilizada com o consentimento de todas as outras equipas de plantel. Certamente que nenhuma iria negar esta acção à Wings for Life.

  3. Hugo Becker disse:

    O que, por sinal, acho muito legal. Quanto mais cores, mais chamativa fica a Fórmula-1. Claro que não é isso que dá audiência, mas ajuda bastante. Ajuda bastante também com relação aos patrocinadores (dinheiro), o que, em tempos de crise mundial, é algo que deve ser visto com bons olhos pela FIA.

  4. Vicaria falou, eu acredito.
    Mas que não é nada coerente com as proibições anteriores, isso não é. Tomara que abra um precedente interessante para o futuro.

  5. Filipe disse:

    Antonio, se o Barrichello tivesse anunciado lá por Monza que se aposentaria, é certo que a Honda estaria lhe fazendo algo para marcar a data, rolaria festa, algum detalhe na pintura do carro, etc.Agora preferiu fazer as coisas deste jeito, então paciência.

  6. Vicaria disse:

    A pintura será usada na corrida – palavras do pessoal da Red Bull.

  7. Paulo Mina disse:

    Na NASCAR, dependendo da cidade ou estado da corrida, alumas equipes mudam as pinturas dos carros, e as vezes até os patrocinadores, acho essa idéia ótima para qualquer categoria, pois empresas diferentes podem patrocinar apenas um carro da equipe, isso torna a entrada de patrocínio menos restritivas as empresas. A Equipe Hendrix da Nascar tem 4 carros, cada um deles com pinturas e patrocinadores diferentes. J. Gordon (Dupont), Dale Jr (National Guard)., J. Jonhson (Lowes), C. Mears (Kelloggs).

  8. Paulo Santos/RJ disse:

    Também achei legal as cores do carro do Coulthard. Mas também acho que só será nos treinos. A FIA, como boa inglesa que é, não permitiria esse tipo de homenagem, mesmo sendo a ultima corrida dele, e ultima corrida do ano.
    Agora, sobre a Williams mudar de cor de 1997 (azul) para 1998 (vermelha), tem um fato: mudança de patrocínio, ok Luiz Aguiar?
    Abraço a todos.

  9. salame disse:

    faltou uma homenagem dessas

    mas por parte da honda ao barrichelo!

    abraço

  10. Eduardo Bubols disse:

    …eu já torço contra…

    Tomara que essa historia de pintura diferenciada não vire moda, vai ficar dificil identificar os carros das equipes.
    Nunca gostei da Indy (ou CART, sei lá), pelo fato de ter na mesma equipe cores diferentes…

  11. Antonio disse:

    ‘Brigadão pelos esclarecimentos Capelli.
    Tinha mesmo esquecido das “Prestobarba” só com os números nas “lâminas”!

    Putz! Agora que eu reparei : será que o Glavão sabe que o carro acima é a RBR do Coulthard?
    Alguém precisa avisá-lo, senão é capaz dele fazer a chamada pensando que o Coulthard foi pra Sauber (Jesus!).
    Isso me faz lembrar: “É amigo,……vida de narrador não é fácil…”

    Abraço.

  12. Giovani Braz disse:

    O Bruno tirou as letras do meu teclado, eu tb acho que isso vai ser só para o treino, e olhe lá.

    Nao acredito que o Mosley deixe isso acontecer senao vira bagunça.

    Abracos.

  13. Será q essa pintura vai ser usada na corrida?
    eu aposto q será usada só na sexta….

  14. Luiz Aguiar disse:

    Não acho que colocar diversas pinturas no ano seja legal. Isso faz com que a equipe se perca em sua própria identidade(Imaginem se a Williams fosse azul em uma corrida e na outra vermelha como aconteceu na mudança de 97 para 98). Acho que seria válido sim até mudar de patrocinadores para aumentar o lucro no ano mas sem mudar a pintura, ou até mudar a pintura para um determinado carro como aconteceu em 93. Por sinal isso me soa parecido com aquela pintura da Ligier no GP do Japão daquele ano. Acho que foi uma das pinturas mais bonitas que eu já vi…

  15. Orlando disse:

    Sinal da crise. Antes os marketeiros e publicitários, além de pagarem milhões, se curvavam à F1. Hoje, se a F1 não se abrir a ações de marketing (como a MotoGP, onde nos últimos 5 anos sempre tivemos uma ou outra “moto comemorativa”) o dinheiro pode sumir mais fácil ainda.

  16. julio disse:

    muito boa a atitude da equipe, acho isso tudo muito valido.
    eu só não consigo entende qual o preconceito da fia em deixar troca de cor o carro isso tem que se a equipe que decide, se ela quiser coloca um patrocinador para cada corrida não teria porque se impedida disso, tinha que se que nem na nascar tem varias pinturas durante o ano.

  17. emerson disse:

    ué, o david vai de formula super league, com as cores do glorioso são paulo futebol clube?

  18. A Red Bull tem de longe a melhor PR da Formula 1…

  19. O Polêmico disse:

    Esse britânico, já q tá de saída mesmo, podia dar algum tipo de ajuda para seu compatriota pra descontar a sacanagem q fez em Cingapura.

  20. Antonio disse:

    É……
    Coulthard homenageado, Barrichello praticamente “expulso” da F1 e Nelsinho ainda sem saber o que fazer da vida.
    Às vezes a F1 me irrita.
    Tá! Tudo bem! É a última corrida do cara e tal… Ele tá se aposentando…
    Quer saber? Já vai tarde! Com tanta “lambança” que vem fazendo tem mais é de “se mancar” e parar mesmo!!!

    O lance da pintura, da causa e da homenagem são válidos e bem legais (Só espero que o “Dolf Lundgren” se contenha e termine a corrida com o carro inteiro).

    Será mais fácil acompanhá-lo pelo circuito.
    Aliás, os carros de hoje só tem a numerção no “nariz/bico”.
    Para quem assiste corridas, muitas vezes (pelo menos pra mim), só é possível identificar o “fulano/piloto” pelo capacete (óbvio!) ou pela cor da microcâmera (da FIA?) na parte superior daquela “entrada de ar” dos carros acima do piloto, quando o narrador “pisa na bola”.(Principalmente quando carros da mesma equipe são “filmados” juntos de uma tomada traseira e não dá pra ver nem a microcâmera e nem o capacete do indivíduo!).

    Capelli, o que aconteceu com as numerações dos carros? O regulamento não permite mais do que uma assinalação do número nas carenagens? O perfil aerodinâmico deles restringiu tal identificação? Os patrocinadores ficaram mais exigentes com os anúncios nos carros?
    (Pô! Os caras podiam colaborar e colocar, pelo menos, o número do carro na parte traseira do “aileron/aereofolio” de trás!)

    Deus! O que virá em 2009, hein?

    Cada vez melhor seu site!
    Abraço.

    • Capelli disse:

      Antigamente havia uma regulamentação de tamanho e disposição dos números, que perdeu efeito depois da cronometragem eletrônica.

      Desde 1995, se não me engano, não há mais obrigatoriedade de tamanho nem de determinados espaços para o número nos carros. Cada equipe coloca onde lhe convém. Lembra da Williams-Prestobarba de 2004, que colocava o número entre as “lâminas”?

  21. Guilherme disse:

    Realmente, boa idéia da Red Bull fazer essa justa homenagem ao Coulthard. No entanto, acho que a Fia só permitiu mesmo porque é a última corrida do escocês e tem esse lance da Wings for life.

    Por falar em BAR e duas pinturas, eu sempre achei a pintura de 1999, metade vermelha e branco metade azul, muito criativa. Com um ziper no meio e o bico do carro cinza.

    Olhando a primeira vez, parecia uma mistura estranha, mas depois eu achei bem bacana.

  22. Acho bastante válida a homenagem. E não vejo motivo pra FIA implicar: é uma despedida, última prova do ano, não é uma ação marketeira, não é o caso de correr com 2 patrocínios diferentes… Mais uma vez, parabéns à RedBull (como um todo).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *