MENU

4 de dezembro de 2008 - 19:51Análises, Notícias

Acabou?

Foto: Divulgação/Honda

Foto: Divulgação/Honda

A bomba do dia foi apurada inicialmente por Flavio Gomes e Victor Martins, e agora recebe côro de todos os que foram buscar mais informações e sempre a confirmam: a Honda anuncia nesta madrugada que está fora da Fórmula 1.

A notícia surpreende pelo anúncio ser repentino, mas a grande verdade é que, mais dia menos dia, iria acontecer. A Fórmula 1 é uma brincadeira cara demais para quem entra e não dá nenhum resultado. Em tempos de crise então, nem se fala. Montadoras só ficam na categoria para vencer e, se não conseguirem, pulam fora. A Renault, cujo fim já era especulado ano passado, ganhou sobrevida com as vitórias de Alonso em 2008. A Toyota, que conseguiu gastar mais dinheiro e ser tão incompetente quanto a Honda, pode deixar o barco em 2010.

Como Max Mosley já previa há algum tempo, os altos custos estão fazendo com que a Fórmula 1 engula a si própria. Dado o cenário da crise financeira internacional, já começo a achar que a proposta de motores padronizados vai acabar passando. Talvez seja a única maneira de evitar que a categoria entre em colapso, já que forçará uma radical redução de custos.

É algo totalmente contrário à essência da F1? Sem dúvidas. Mas pode ser uma boa solução de emergência para que todos ultrapassem com vida a turbulência da economia mundial. Nos anos 50, na falta de equipamento, a F1 existiu por algumas temporadas com carros de Fórmula 2. Uma aberração, mas que foi importante para consolidar os primeiros anos de existência do campeonato.

Talvez seja a hora de todos abrirem mão do puritanismo em nome da salvação. Parece até discurso religioso, e talvez seja mesmo, caso a saída da Honda se confirme como a primeira trombeta do apocalipse da F1.

Comentários do Facebook

comentários

45 comentários

  1. Alexandre Carvalho disse:

    Eu realmente não acompanhei a apuração, Capelli, mas quem se importa com quem apurou primeiro se o que vale é quem DEU a notícia primeiro? Como eu disse antes, quem deu o furo foi o Renato Maurício Prado, no Globo Online, às 16h45 do dia 4 de dezembro. E o Grande Prêmio deu a notícia às 17h27, ou seja, 42 minutos depois. No fim, isso tudo acaba sendo uma grande besteira e não vejo por que puxar tanto a sardinha para o Grande Prêmio se a notícia saiu primeiro lá fora.

  2. Marcus Vinicius disse:

    Uma coisa é certa, Fórmula 1 é esporte, o problema é que é um esporte que tem muito dinheiro envolvido e o dinheiro está ligado ao mundo e o mundo ao mercado, essa crise financeira mundial está fazendo a Fórmula 1 ficar sem graça, na boa, começar a cortar os custos??? Daqui a pouco vão querer que os carros de Fórmula 1 corram com motor AP Turbo!!! O charme da Fórmula 1 está justamente na tecnologia embarcada que a categoria tem, vai dizer que a Fibra de Carbono é sem graça??? Vai dizer que o Titânio é sem graça??? Vai dizer que a eletrônica embarcada nesses carros é fútil??? Vai dizer que os computadores instalados nesses carros para telemetria são desnecessários??? Na boa!!! Eu acho bacana carros que são puros esportivos e sem tecnologia, como na NASCA, só que isso é tradição na NASCA, se eu não me engano a NASCA ainda usa carburadores, é legal porque é tradição deles, agora a Fórmula 1 é um laboratório para o mundo do automóvel, é linda a tecnologia por trás do desempenho de um Fórmula 1, querer cortar isso é querer acabar com a Fórmula 1 e o interesse do telespectador por esse esporte.

  3. Anselmo disse:

    Galera
    A crise vem para ensinar muitas coisas, e nesta fase de economia de combustivel, combustivel alternativo, motores menores, motores duráveis, reutilização de energia, etc…tec…, a F1 continuará a ser o Top em desenvolvimento, e creio que dai sairão grandes idéias, e espero que voltemos a ter pré-classificação, de tento carro que vai querer correr, …se tio Bernie abrir mão de ganhar tanto, lógico.

  4. Alexandre Carvalho disse:

    A bomba do dia apurada inicialmente por Flavio Gomes e Victor Martins? Isso só pode ser piada, visto que quase tudo o que sai no Grande Prêmio relacionado a F1 é traduzido dos sites estrangeiros. E no Brasil, que deu o furo foi o Renato Maurício Prado, do Globo.

  5. Lg disse:

    O problema todo foi o fim do patrocinio dos cigarros. Para estes não há crise já que a mercadoria deles é o vicio e nos tempos de crise faz e aumentar o consumo.

  6. FD disse:

    Há alguma possibilidade de alguma equipe passar a utilizar-se de três carros?

  7. Que mané crise galera? Meu Deus do céu. Essa crise só existe mesmo pq a mídia está divulgando que existe uma crise mundial. Me poupe.. ai mesmo quem não está sendo atingido pela “crise” passa a economizar, a demitir e ai sim se entra numa crise…

    Quem nem aquela história do vendedor de cachorro-quente.

    Só o ser humano mesmo para se auto-destruir assim.

  8. PaulNewman disse:

    Falar que isso foi apurado por dois jornalistas brasileiros é piada. O Grand Prix foi quem levantou a história toda.

    Vocês jornalistas são estranhos. Quando a mesma dupla “cravou” que Senna e Barrichello fariam testes na Honda, na semana que vem, eles tinham “fontes”. Cadê as fontes agora?

    O pior é que ninguém se retrata.

  9. Danilo disse:

    A crise é séria e já está batendo na porta de nós brasileiros… vamos acordar.

  10. salame disse:

    todos estao falando da equipe e dos pilotos.

    mas a petrobras se ferrou legal nessa. uma empresa brasileira que esta a anos na f1.

    abandonou a willians pra ir pra honda, e agora a honda a largou na mao.

    abraço

  11. Onyas disse:

    Pois é, e como fica a Petrobrás nesse negócio todo. A empresa brasileira ficou anos com a Williams e agora quando muda, a equipe acaba.

    Será que ela vai ficar de fora da F1 no ano que vem? Pelo o que eu sei, patrocinar uma equipe da F1 é uma estratégia importante para eles. Será que não existiria a chance dela voltar para a escuderia inglesa?

  12. Taffa 2CV disse:

    Pois é… Negócio com montadoras é assim mesmo…
    Enquantio dá lucro, ótimo… quando a crise aperta, fazem as malas e vão-se embora sem muito remoço não…

    O Tio Bernie é louco, mas ele já havuia falado isso a tempos atrás…

    Abraços

  13. PG disse:

    Acho que a Honda precisa tomar uns energéticos. Quem sabe assim ganham asas e arrumam grana pra sustentar duas equipes de Fórmula 1.

  14. Gustavo Lucena disse:

    Capelli, você acredita na possibilidade de que pelo menos a Mugen-Honda assuma o gerenciamento e o desenvolvimento dos motores?

    O Hirotoshi Honda, filho do homem e dono da Mugen, é um apaixonado por competições. Inclusive um dos motivos que o levou a F-1 na década de 90 foi justamente o inconformismo pessoal pela saída da Honda.

    E seguramente não deve estar nada satisfeito com mais essa debandada.

    É importante lembrar que a Mugen- Honda não pertence a Honda, conforme informa o Wikipedia(http://pt.wikipedia.org/wiki/Mugen-Honda).

  15. Bruno disse:

    Não concordo com esse negócio de Motor Único não…Toda mudança feita desde do início dos anos 2000 pra cá, para tentar frear o Schumacher, mascarada com o intuito de conter os custos só fez eles subirem de forma galopante, motor para durar um final de semana, dois, meia temporada, formato de treinos classificatórios…etc…e tal. Tudo em nome da economia de $$…Quem garante que o motor único vai finalmente frear a escalada de custos da F-1…Eu sou a favor que abra o regulamento…bem básico…com medidas de largura, comprimento e algumas restrições básicas, o resto cada um que invente sua solução…Nos anos 70 e 80, cada equipe criava sua artimanha e ainda se via muitos carros no grid, as pequenas (na maioria aventureiras) era que quebravam, mas não comprometiam o espetáculo. O Problema hoje é que equipes como Honda e Toyota entraram na F-1 mais por Marketing para vender mais Civics ou Corollas do que realmente ser Competitivo…Mas tá na hora de abrir o olho, se Bernie Ecclestone não abrir mão de faturar 48 milhões só para a equipe entrar na Brincadeira, faturar para sua continha bancária, os dólares de Árabes e Asiáticos em troca de autódromos vazios de público e não abrir de vez a F-1…O fim pode estar próximo.

  16. tonhito disse:

    e AUDI tb ta caindo fora do automobilismo! saiu da ALMS e da le mans series!
    só vai participar da DTM e GT3 em equipe não oficiais.

    DEBANDADA GERAL DAS MOTADORAS!!!

  17. Antonio' disse:

    Putz!
    Quatro brasileiros pro saco?
    Acabei de encerrar o boicote, tá, Honda? (Esse pessoal de “zóio rasgado” sabe guardar uma mágoa, hein?)

    E aí, … mais vintes anos afastada da F1? (Pelo menos, vê se deixa o motor pro tio Frank, tá! – God save the Queen!)

    Vão ficar só na GT FIA mesmo?

    Não é possível! Alguém de lá descobriu o PDV – Programa de Demissão Voluntária do governo federal, e deve tá de sacanagem pra cima do Barrica!

    (Acho que vou investir num curso de árabe, ou sei lá o quê …)

    Abraço.

  18. tonhito disse:

    eita, que o mantovani vai ter que dar um upgrade naquela charge do cemitério da F1…

  19. Parodiando Sandra de Sá:

    eu nao to aqui pra correr (bye bye tranqueira)
    vou investir em carro pra que? (bye bye tranqueira)
    quero fazer Fit´s
    bye bye tranqueira eu nao quero quebrar

  20. Rodrigo disse:

    Inacreditavel…..é acho qeu nao seria uma ma ideia voltar os patrocinios de cigarros mesmo que de forma subliminar…..

  21. Luiz Sergio disse:

    Não é só os dirigentes da FIA e da Foca os culpados.
    Pois cada novo regulamento, os donos das equipe se reunem para ver como pode fazer alguma trambicagem.

  22. Luiz Sergio disse:

    Para quem já está na F1 a muito tempo e vencendo é até fácil gastar 400 milhões de dolares, agora para quem investe o mesmo dinheiro e não consegue nada ai fica impossível continuar.
    Sempre fiquei preocupado, vendo cada mudança sem muitas necessidades, vejamos:
    porque a mudança dos pneus, já que tinha mudado a aerodinamica?
    baixar custo e vem com um novo equipamento difícil no carro?
    Será que essas duas ultimas temporadas não mostrou um equilibrio maior?
    Sei que muita gente é contra, para ter mais equilibrio no campeonato, nada é mais BARATO QUE O TROFEU ” BIGORNA ”
    Essa ultima as das medalhas para os três primeiro era para também matar com as equipes pequenas.
    Escuto sempre os comentários, nivelar por baixo?
    SIM, PARA O FUTURO SÓ NIVELANDO POR BAIXO.
    No fundo quem fica na frente da TV ou nas arquibancadas, quer ver competição, quer ultrapassagem, quer saber realmente quem é o melhor, o resto não importa muito.
    Mataram a galinha dos ovos de ouro e pelo geito não tinha nenhuma engrenagem que fabricava os ovos??????????????????

  23. Cesar Costa disse:

    Sorte da Petrobrás, que vai economizar uma grana e ainda deve receber uma bela indenização (a menos que o esperto que fez o contrato tenha levado algum por fora e esquecido de colocar uma cláusula de rompimento), que poderia ser investida no automobilismo regional brasileiro…

  24. An∂ré disse:

    Eu só gostaria de saber por que os dirigentes da F1 não aprovam a implementação de um teto no orçamento das equipes. Não precisava inventar disparates como motores padronizados, chassis excessivamente regularizado, nem restrições de fiabilidade e durabilidade. Basta estabelecer um valor máximo que as equipes podem gastar, que todos os outros problemas se resolvem por força da necessidade, além de expandir a margem de inovação das equipes. É a idéia mais sensata de todas e vai direto ao cerne da questão: reduzir os custos. As outras tentam tapar o sol com a peneira. Pode ser difícil implementar um sistema que controle efetivamente os gastos das equipes, mas isso fica como desafio para toda a organização.

  25. Ivan Mello disse:

    O negocio ficou pra lá de sombrio….

    Vamos lembrar que a RedBull já avisou que vai vender a STR no ano que vém… ou seja.. sem outras montadoras para entrar na categoria em 2010 vamos ter pelo menos 4 times independentes e com poucos recursos… (Williams, Force India, ex-STR e a ex-Honda) … e se considerarmos que a Renault e Toyota podem deixar o barco a coisa aí fica mais preocupante ainda pois seriam apenas 3 times de montadoras (Ferrari, Mclaren e BMW) e mais 1 com bons recursos (Red Bull) o resto seria resto….
    To começando a achar que vamos retroceder no tempo… para aquela epoca que uma equipe ia buscar emprestado um jogo de parafusos ou molas de uma equipe de ponta…
    E um principe pilotando um carro??? Alguem lembra??? Será que teremos o de Dubai a bordo de uma nova Minardi da vida????
    A proposito se fala que uma empresa aerea poderia adquirir a antiga Honda… como sabemos que o senhor Stodart tentou inscrever uma equipe para o ano que vém… não seria de se surpreender que tenhamos novamente a Minardi no circo…
    Só me faltam dizer que seria com o carro de 1994…. sei não…

  26. Ivan Mello disse:

    AGORA É OFICIAL
    A Honda acabou de confirmar sua saida da F1..
    Fonte: http://www.f1press.com/

  27. Luis disse:

    Eu vejo nuvens negras à frente!
    Acho bem feito p/ a F1…colocar o dinheiro acima da disputa isso que dá!
    Vejam tdo na F1 é caro…ingresso pra ficar o dia inteiro no sol ( Setor G – Brasil ), uma fortuna. Aerofólio de um carro, uma vergonha o preço. Capacete do piloto…carissimo e o Jenson Button usou 3 diferentes num unico fim de semana….aí vai pro buraco mesmo!

    Ps: Tio Frank Williams nunca blefa meu povo…sempre tem uma carta na manga.

  28. Eduardo Casola Filho disse:

    Infelizmente acho que a categoria está ameaçada, não concordo com o motor único, mas acho que tem que usar mais do que depressa!

    O grande problema é que a Toyota (e se ela cair fora agora, leva a Williams junto pois é a fornecedora de motor) e a Ferrari falaram que pularão fora se tiver motor único, a Fórmula 1 estará condenada!

    E eu acho que os cortes de custos previstos não serão suficientes, talvez uma saída seria a volta dos gigantes do cigarro, eu sei que moralmente falando é algo repugnante, mas como as empresas de cigarro não quebram pois o vício acaba sustentando de qualquer jeito, talvez seja um mal necessário para salvar a Fórmula 1!

  29. Blackbird disse:

    Justiça seja feita, o primeiro blogueiro a abordar este assunto hoje foi o Fábio Seixas, assim que saiu a notícia no GrandPrix.

    Bombástico isso…

    Tô temendo pelo futuro da temporada de 2009… acho que mta coisa ainda vai rolar.

  30. Diego Vilas Boas Teixeira disse:

    Não sei ao certo o que pensar sobre esta “bomba” da Honda…todo este murmurinho de especulações me parece talvez uma jogada de marketing…para “camuflar” as pifias temporadas da equipe…
    Por outro lado creio que se isso vier mesmo a ocorrer, seria o “começo do fim”…para uma categoria que teve tantas equipes independentes…e que hoje “come” na mãos das montadoras…Será cruel para a historia da categoria e para as equipes restantes…!!!!

  31. Fernando Berti disse:

    Segura na mão de Deus e vai…

  32. Alexandre Salvador disse:

    Acho que o melhor a se fazer é suspender o Campeonato da F-1 até segunda ordem….

  33. ArthurSimões disse:

    A F1 TEM QUE VOLTAR A SER COMO NO FIM DOS ANOS 80 E COMEÇO DO 90!!!
    Cheia de carros no grid,equipes pequenas e donos “aventureiros”!!!

    Tomara que o Ecclestone se toque e facilite a entrada de equipes pequenas,mas eu acho que existem outros fatores que impedem que isso ocorra…

  34. Aderson Pereira disse:

    Embora eu ainda seja contra aos motores padrão, no momento é a melhor solução para a F1.
    Todo mundo com motor igual até essa crise passar.
    Pessoal tá falando em Toyota pra 2010 mas e se ela pular fora antes de começar o campeonato de 2009??
    Incrivel como Sir Frank Williams tá se aguentando com sua equipe.

  35. Glailson Nogueira disse:

    Achop essa notícia uma bomba mesmo. Mas, será que o Ross Brawn iria para Honda passar um ano e sair porque quebrou?? Muito estranho isso, Eu ainda acredito que a Honda fique em 2009. Seria algo sem noção contratar alguém como o Brawn e terminar assim dessa forma.

  36. felipe disse:

    a “bomba” do dia foi apurada pelo site GrandPrix… não o Grande Prêmio brazuca…

  37. Andre disse:

    Triste e prever um grid com 18 carros…..
    Saudades dos anos 80 que tinha até pré-qualificação e um monte de carro na pista.

  38. Por essa eu não esperava :(

    Vai logo dar show na Indy Rubinho….

    Vamos iniciar a campanha “Rubinho é Indy!!!” (I am Indy huehuehe)

  39. jp disse:

    É tenho saudade da velha F1,quando ainda as montadoras não mandavam tanto no esporte.agora virou négocio,a unica equipe fiel ainda é a equipe de Frank Williams.

  40. Felipe Weber disse:

    Parece muito oportunismo falar isso agora, mas eu nunca gostei dessa história da F-1 ter ido parar nas mãos das poderosas montadoras.

    Na verdade elas estão pouco se importando com o esporte em si ou com o futuro da competição. Apenas querem lucrar seus milhões e fazer marketing, assim como o Max Moseley e o Bernie Eclestone… Não estava errado o Frank Williams ao sempre afirmar que o cerne e o futuro da F-1 são as equipes independentes. O resultado pode estar aí para todo mundo comprovar.

    A F-1 tem que cortar custos urgentemente, voltar a ser mais esporte e menos negócio, por mais idiota e romantico que isso possa parecer. E se a Renault amanhã também decidir que o brinquedo é caro demais? E a BMW? E a Marcedes…

  41. Chico Cougo disse:

    Confirmada a saída da Honda, ficam perguntas:

    - Ros Brawn, Rubens Barrichello, Nick Fry, Bruno Senna e companhia limitada. Para onde vão e o que farão de suas vidas?

    - Por que a Honda marca testes em Jerez, chama Barrichello e agora anuncia saída repentina?

    - Button. Terá vez na STR?

    - E o grid, terá 18 carros?

    Enfim, complica tudo se a notícia se confirmar.

  42. Flavio Costa disse:

    É…o sonho acabou…(earth dreams)!

  43. Mateus disse:

    Agora estou com medo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>