MENU

17 de março de 2009 - 11:43Análises, Notícias

Regulamento de merda

O título do post é uma citação ao mestre Pandini. Que, desde 2003, ano a ano, repete o mantra: “o regulamento da Fórmula 1 é uma merda”. E a FIA conseguiu, hoje, deixá-lo ainda pior. O Mundial de Pilotos de 2009 será decidido apenas em um critério: vitórias. Sim, não importa se o piloto chegou em segundo, terceiro ou décimo. Só importa a vitória. Conseguiram algo ainda pior que o sistema de medalhas idealizado por Bernie Ecclestone.

De uma forma simplista, o raciocínio é: pra ser campeão, tem que ganhar mais. Quem ganha mais, é o melhor. Então, o título é justo. O problema é que o regulamento “justo” pode gerar enormes injustiças. Um exemplo: se todos os campeonatos até aqui seguissem o mesmo critério, Nelson Piquet nunca teria sido campeão do mundo teria apenas um título mundial, o de 1981. E aí eu pergunto: é justo?

A Fórmula 1 empurrou o pêndulo além do ponto. Foi de um extremo ao outro, sem escalas. Se de 2003 a 2008 os campeonatos privilegiavam praticamente só a regularidade, agora privilegiará unicamente a vitória. Será que esperar um caminho do meio é exigir demais das cabeças dirigentes?

Senti uma lufada de ar fresco quando a FOTA propôs, semana passada, um sistema de pontuação de 12-9-7-5-4-3-2-1. Seria o caminho mais lógico, premiar a vitória e o pódio e gerar um campeonato equilibrado, mas justo. Agora, alguém poderá subir ao pódio em todas as corridas e não ser campeão. Enquanto alguém pode ser irregular ao extremo, vencendo cinco corridas e abandonando 14 e ainda assim levar o caneco.

Uma coisa é inegável: as disputas pela vitória serão mais acirradas. Em compensação, quem vai se arriscar a brigar pelo segundo ou terceiro lugar, se de mais nada vale? O piloto de ponta que tiver um problema no grid de largada e tiver que sair dos boxes dificilmente vencerá. Logo, que estímulo terá para fazer uma arriscada e emocionante corrida de recuperação? Apenas pelo Mundial de Construtores? Numa situação dessas, não seria mais lógico desistir da corrida e poupar o motor para a etapa seguinte?

Escrevam: toda corrida em que alguém disparar na frente se tornará uma merda. Exatamente como a nova pontuação da Fórmula 1.

Comentários do Facebook

comentários

72 comentários

  1. [...] Regulamento de merda | Blog do Capelli – Automobilismo, Fórmula 1, charges e patacoadas http://www.blogdocapelli.com.br/2009/03/regulamento-de-merda – view page – cached O título do post é uma citação ao mestre Pandini. Que, desde 2003, ano a ano, repete o mantra: o regulamento da Fórmula 1 é uma merda. E a FIA — From the page [...]

  2. Jaysonn disse:

    @ Thiago Leopoldo
    Sao 17 GPS existem possibilidades sim.

  3. Márlon disse:

    Fizeram cagada mesmo. Impressionante como tudo sempre pode ficar pior. Chego a desconfiar que foi uma investida pra tentar atrair mais atenção da mídia. Mto bizonha a idéia.

    Merda não é palavra chula? rsrsrsrsrs

  4. Thiago Leopoldo disse:

    @Jaysonn

    Em Abu Dhabi, o campeonato poderá ter acabado já. Estatísticamente, qual a chance de mais de um piloto possuir a mesma quantidade de vitórias que outro na última prova? Ainda, qual a possibilidade de três pilotos possuirem o mesmo número de vitórias?

    Campeonatos como o do ano passado são raros.

  5. Jaysonn disse:

    Regulamento ruim nada!!! O GP deste ano vai ser disputado no braco, tomara que tenha uns 4 pilotos empatados na ultima corrida, o GP de Abu Dhabi vai ser o melhor de todos os tempos, o primeiro lugar e do campeao quem gosta de regras que va jogar xadres,RPG…

  6. Marcos GGOO disse:

    Brilhante análise, parceiro.
    Compartilho da mesma opinião.
    Vai começar ficar mais interessante assistir F-Indy, Truck, GT3, etc…

  7. JOHNNY disse:

    Capelli concordo contigo e com todas as opinioes aqui comentadas em sã consciencia do que é o automobilismo competitivo “justo”. Seu Bernie Eclestone está louco de pedra, medalhas nem a A1GP que é a “copa do mundo” usa esse método, agora se ele usasse a cabeça em nome da leal competição afim de estimular pilotos e equipes, deveria usar o metodo americano que na minha opiniao sofre enorme preconceito da fia européia (talvez seja viagem minha). A minha F1 dos sonhos e justa seria essa pontuação nova 12-9-7-5-4.., pole position +1pt, volta mais rapida +1pt, mais voltas lideradas +1pt, estou usando um ponto porque a FIA miguela pontos, (enquanto na F1 o campeao tem 98 pts o ultimo colocado da NASCAR tem mais pontos que ele). Enfim lembra daquela classificação que cada um tinha uma simples volta lançada e acabou nao funcionando, vamos ter paciencia, q tudo voltara a ser como antes..

  8. Dênis disse:

    Mas tem uma coisa muito séria, que a Fia fez besteira tbm, o teto orçamentário pra equipes. Vai acabar com o desenvolvimento e a pesquisa.

    Todos estão criticando o novo sistema do titio Bernie (o qual eu tbm achei uma porcaria), mas se o Barrichello ou o Massa começarem a vencer várias provas, garanto que a galera vai adorar.

    E ano q vêm, muda tudo de novo.

  9. Thiago Leopoldo disse:

    @Diogo

    Acho que foir irônico pois a lógica diz justamente o oposto. Uma equipe que queira o título de campeão de pilotos terá de fazer uma escolha clara em qual será o piloto beneficiado. Tendo em mente que um segundo lugar em uma dobradinha já não era o suficiente para Ferrari e Shummy, imagine em um sistema onde apenas vitórias importam? Não acontecerá novamente de forma tão escandalosa quanto aquela, mas certamente um piloto será muito mais privilegiado que o outro.

    Sem mencionar que parece incentivar pilotagem desleal por parte do piloto na segunda colocação em uma corrida. Pois este não tem muito a perder se estiver disputando o título, enquanto o primeiro colocado precisa defender com unhas e dentes a posição. O segundo colocado realiza uma manobra deliberadamente mais “ousada”, ambos saem da corrida. Um piloto perde uma vitória e o outro perde pontos que serão usados como critério de desempate. Se o tal do segundo colocado na prova for um segundo piloto então… temos um belo circo armado.

    Devo registrara que acredito que as equipes não se comportaram desta forma, porém é o que o regulamento induz.

  10. Diogo disse:

    Capelli e outros, tem um motivo pelo o qual é o Bernie quem toma estas decisões e não nós. O que ninguém percebe é que ele acabou de eliminar o jogo de equipe, e aquela enfadonha prostição do segundo colocado da mesma equipe não desafiar o 1 colocada da mesma equipe.

    Se o campeonato tiver um grande “vencedor” no início, daí perde a graça, mas do contrário, será impagável.

    Abs

    Diogo

    • Capelli disse:

      Diogo, a nova regra vai estimular o jogo de equipe. Se um piloto da equipe engrenar duas vitórias no começo da temporada, provavelmente passará a ser privilegiado pelo restante do ano. A menos que a equipe esteja muito à frente das demais, como a McLaren en 1988 ou a Williams em 1992.

  11. ¬¬ disse:

    QUEIMEM O REGULAMENTO ACABEM COM A FIA .

  12. Fábio Mota disse:

    Outra coisa que vai de contrasenso ao atual momento da Fórmula 1.
    Imagine alguém querer patrocinar uma equipe que não tem chance de vencer, com o tempo os anunciantes vão desaparecer e fazer com que a equipe desapareça.
    Uma consequência óbvia dessa aberração vai ser a trapaça no jogo de equipe e a diminuição do grid.

  13. Shindi Uehara disse:

    Vai dar m..da!Como eles conseguem pensar nessas coisas sem sentido?E so dar mais pontos pro vencedor das corridas!Igual a FOTA sugeriu!Agora fedeu de vez!

  14. Diogo Paixão disse:

    Esse regulamento favorece o carro bem nascido , pois vai voar na primeira parte do campeonato até a perna européia, onde as outras equipes vão desenvolver soluções para melhoria dos carros.
    Quem se dá bem com isso ?
    A Brawn!
    Quem se dá mal?
    A concorrência! Em especial a Mclaren.

  15. An∂ré disse:

    Ou talvez para não dificultar (o que ainda é simples), fazia-se 14, 10, 8, 6, 5, 4, 3, 2, sem dar bônus por término da prova, mas com penalização para quem abandonasse.

    O problema de penalizar o abandono sem depois recompensar o término, implica que equipes possam terminar o ano com saldo negativo, o que seria mau para a imagem e a moral delas.

  16. An∂ré disse:

    Eu acho que uma boa proposta seria a seguinte: 14, 10, 8, 6, 5, 4, 3, 2 (de 1º a 8º). Os pódios seriam mais valorizados e o primeiro lugar seria bem recompensado.

    Adicionado a isso, o piloto que conseguir terminar a prova, mete no bolso +1 além do que recebeu em função do seu resultado. Por exemplo, se terminou em primeiro, ganha 14+1. Se terminou de nono para baixo, ganha 0+1. Se o piloto abandonou a prova por qualquer razão, perde 1 ponto. Do lado das equipes, elas ganham o que os pilotos ganharem. Se uma equipe termina em primeiro e em segundo, leva 14+1 + 10+1. Se terminar com os dois pilotos em último, leva 0+1 + 0+1. Se ambos os pilotos abandonarem, a equipe perde 2 pontos.

    Acho que assim é bastante justo, recompensa o primeiro lugar, valoriza os pódios e incentiva a fiabilidade dos carros e a habilidade dos pilotos.

  17. gabriel michelon disse:

    meu sistema de pontos seria assim
    1 12
    2 10
    3 8
    4 7
    5 6
    6 4
    7 2
    8 1

  18. De todas as críticas que li sobre o novo regulamento da #F1, sou mais a do @ivancapelli http://migre.me/a1N .

  19. Thiago Leopoldo disse:

    @Juliano

    Não poderia ter deixado mais claro para quem ainda não havia “notado” as “possibilidades” que o regulamento trás consigo.

  20. Juliano disse:

    Imagine um campeonato com 20 etapas, onde nas 5 primeiras, Rubens Barrichello vence todas com o canhão da Brawn. Porém, como a verba para desenvolvimento da barata é curta, ela acaba suplantada pelas demais equipes e não mais pontua no restante da temporada. Agora imagine que nas demais 15 etapas as vitórias ficassem divididas da seguinte forma:

    4 para o Felipe Massa
    3 para o Robert Kubica
    3 para o Fernando Alonso
    2 para o Sebastian Vettel
    2 para o Kimi Raikkonen
    1 para o Lewis Hamilton

    Imagine que Rubens Barrichello só tem pontos de suas vitórias (5), o que lhe conferiria 50 pontos no mundial de pilotos. Muito provavelmente Felipe Massa, Robert Kubica, Fernando Alonso, Sebastian Vettel, Kimi Raikkonen e Lewis Hamilton teriam pontuado nas demais etapas, fazendo com que certamente tivessem mais do que os 50 pontos de Rubens, o que colocaria o brasileiro da Brawn na 7ª (sétima) colocação no campeonato, baseado no regulamento habitual, mas se sagrando campeão do mundo, pois venceu 5 etapas em 5, enquanto que o segundo piloto que mais venceu (Massa) teria vencido 4 etapas em 15.

    Agora imagine que o mesmo Barrichello venceu as 5 primeiras provas, mas que o dinheiro da equipe só foi suficiente para disputar justamente essas 5 etapas, tendo fechado as portas em seguida. Ficamos com a bizarra situação de um piloto sendo campeão com menos pontos que o vice, tendo disputado 1/4 do campeonato, contra outro piloto que disputou na sua integralidade.

    Tio Bernie e Tio Max, sinceramente, pra pensar num regulamento tão ridiculo quanto esse, só pode ser falta de mulher, não tem outra explicação.

  21. Goncalo disse:

    Acho uma perfeita estupidez, chamar cagada é dar elogio.

    Querem premiar o piloto q tenha + vitorias, facil dar 1 ponto extra por cada conjunto de 2 ou 3 vitorias, no final da epoca esse pontinho extra podia fazer toda a diferença.

    Agora assim, naaaaaaaaaaaaa.

    Falem com as equipas e os pilotos, esses sabem o que deve ser feito.

  22. Rodrigo disse:

    Vamos parar de reclamar com comentários !
    Vamos nos mobilizar ! Captar o máximo de fãs e encher o email da FOTA para ela se mobilizar contra essa rídicula mudança de regras !!!
    Percebe-se que não vai adiantar reclamar com a FIA !!! É solicitar a FOTA para ela se mobilizar ! A FOTA precisa reconhecer o poder que tem ! Sem as equipes , a F1 não é nada !

    Site da FOTA :
    http://www.teamsassociation.org/

    Vamos nos mobilizar ! Vamos encher eles de emails reclamando !

    Vamos criar um email padrão e enviar para a FOTA.

    É essencial reclamar em Ingles ! Alguem poderia criar uma carta padrão para todos enchermos a caixa postal da FOTA para ela tentar ir contra essa medida ridícula !

    PS : Já mandei meu email reclamando e lembrando a FOTA que ela é a alma da F1. Pois ela representa as equipes. Sem Equipes, não existe a F1.

  23. Ótimo texto do @ivancapelli sobre o novo regulamento: http://tinyurl.com/cjqvg2

  24. Eu ainda sugeriria um meio termo no sentido daqueles 12,9,7… mas com a vitória valendo 14. Pronto, resolvia o problema.

  25. Thiago Leopoldo disse:

    @Daniel

    Me parece mais um enterro das pretensões da BrawnGP e de outras equipes medianas para conseguirem o mundial de pilotos. BMW por exemplo…

  26. Daniel disse:

    Este sistema de pontos é um disparate. A proposta da FOTA era muito melhor, mas o sr. Mosley lá quis mostrar mais uma vez quem é que manda na F1. Tanta mudança nos regulamentos técnicos para tornar as corridas com mais ultrapassagens para favorecer o talento dos pilotos em favor da mecânica, para depois criar um sistema de pontuação que favorece claramente o piloto com melhor carro. Mais valia nao terem mudado os regulamentos técnicos. Poupavam-se milhões e não teriamos de levar com uns carros mais feios que sei lá o quê.
    É caso para dizer que, por pouco mais de um dólar, Ross Brawn arrisca-se a ter como campeão do mundo um dos seus pilotos, porque com o avanço que os carros da Brawn GP tem, podem ganhar tantas corridas que a meio do campeonato, já não precisam de participar. (Mesmo que quisessem dúvido que tenham dinheiro para tal). Talvez seja esta a derradeira oportunidade do Barrichello… Seria no mínimo irónico se tal acontecesse.

  27. Thiago Leopoldo disse:

    @Robson Moraes

    Esta é uma decisão para mostrar quem manda na F1.

  28. Rodolffo Gardini Fagundes disse:

    Ridículo. Vou até torcer para um piloto desembestar a ganhar as oito primeiras, aí pode até variar de ganhador umas três corridas e Tchan, tchan, tchan: ACABOU O CAMPEONATO!! Em junho! Impossível acontecer? Já aconteceu: 92 (Mansell). E de novo em 2004! E até dá pra dizer que em 88, 89, 2002 também. ACABARAM COM O CAMPEONATO ANTES DELE COMEÇAR!
    Reclamavam de jogo de equipe, mas agora ele vai acontecer desde a primeira corrida! VERGONHA. Muito melhor seria dar 12 ou 14 pontos para o vencedor!
    Se ganhar as primeiras quatro corridas (Senna 91, Alonso 2005, etc) é só ficar marcando o principal adversário. O negócio é o Barrica ganhar as primeiras corridas (se for real o desempenho da BrawnGP) que ele passa a ter chance. Resumindo: achei a maior merda da história da F1.
    Ganhe as primeiras corridas e e ganhe o direito de assistir o resto do campeonato da proa do seu iate em Mônaco, tomando champanhe! E com o título garantido.
    TOMARA QUE REVERTAM ESSA RIDÍCULA DECISÃO!

  29. Felipe Mafra disse:

    Eu estou pouco me lixando pra como alguém vai ser campeão ou não… o que eu quero é ver os pilotos brigando como loucos na pista e acredito que as mudanças atuais nos carros + essa loucura de dar um valor tão alto às vitórias vão fazer com que muitos que estão em 3o lugar em uma corrida sejam presenteados com a vitória.

    E espero que isso aconteça muitas vezes. :)

  30. Robson Moraes disse:

    Isso tem toda pinta de decisão em cima da hora, pra tapar buraco. Provavelmente não conseguiram chegar a um consenso e optaram pelo sistema mais simples, que desse menos trabalho. Pelo menos para eles, os cartolas. Total falta de respeito com os pilotos e espectadores. Broxante.

  31. Fábio Guerra disse:

    Concordo com o pessoal do 9-6-4-3-2-1. A vitoria valendo 50% a mais que o segundo (contra os 25% do sistema do ano passado) era de bom tamanho. Porém nao acho que será tão horrível quanto tanta gente está profetizando…

  32. Onyas disse:

    E que volte a Nürburgring antiga! (aproveitando a empolgação para levantar bandeiras, he he)

  33. Onyas disse:

    Em tempo: também sou a favor do sistema 9-6-4-3-2-1.

  34. Onyas disse:

    Cara, a notícia é tão absurda que eu nem sei o que comentar. Respeito a opinião de quem acha que vai ser melhor, que é interessante, mas pra mim esse pessoal não entende nada de automobilismo. Uma corrida de F1 é tão cheia de variantes e peculiaridade que normalmente o telespectador comum não observa, por essas inúmeras variantes é que o sistema de pontos torna-se fundamental. Dar o título simplesmente a quem mais obteve vitórias é desmerecer os grande pilotos da história como Fangio, Stewart, Lauda, Piquet, Prost, Senna, Schumacher. Independente de eles terem ganho campeonatos com mais ou menos vitórias eles tiveram regularidade. Não bastou a eles “apenas” ser o mais rápido, mas tiveram muitas outras qualidades que rotulá-los simplesmetne pelo número de vitórias seria uma ofensa!

    Outra coisa, uma categoria tão importante quanto a F1 não deveria ser palco desses “experiementos”. Testem em categorias menores, F3, Kart, ou qualquer outra coisa, antes de colocar diretamente numa categoria tão grande.

    Mais outra coisa, e a opinião dos pilotos? Não vale nada? Queria ver se eles mudavam essas regras no tempo do Lauda, do Piquet, Prost…. Detalhe: faltando duas semanas para o início do campeonato.

    É brincadeira… (e de mal gosto!)

  35. “Conseguiram algo ainda pior que o sistema de medalhas idealizado por Bernie Ecclestone.” [Blog do Capelli] http://migre.me/9RQ #f1

  36. Andre Dias disse:

    Não é de todo ruim. Concordo com a analise do Fabio Guerra. Se antes o criterio de desempate era o maior numero de vitórias, agora passa a ser o maior numero de pontos. Mesmo sem estar na ponta, os pontos serão importantes.

    O maior impacto desta regra estara no jogo de equipe das equipes de ponta, que logo logo terão que decidir em quem apostar as fichas caso um deles abra 2 ou 3 vitorias sobre o outro, mesmo que nos pontos estejam emparelhados.

    E cada piloto vai fazer seu jogo, parecido com a Williamns de Piquet e Mansel em 97: cada um por si.

  37. Ewerton H. De Pedri disse:

    A medida foi elaborada para desanimar até mesmo as pessoas que só assistem ao GP Brasil!

  38. Knuttz disse:

    @jurandirfilho este texto, sugerido pelo @dornas, diz tudo http://migre.me/9Ms

  39. Diego_zomer disse:

    Assim que lí achei absurdo. Seria melhor aumentar a diferença de pontos para o resto do pelotão… mas pensando bem, acho que pode ser interessante. Vai aumentar a luta por posições lá na frente, os pilotos vão ter que arriscar mais. O título sempre acaba sendo distputado por, no máximo, três ou quatro pilotos com reais chances de ser campeão. E acho até que as equipes pequenas, que em tese não teriam muito o que fazer já que só a vitória interessa, poderiam tentar algo diferente, estratégias mais arriscadas, mais paradas nos boxes para andar mais rápido na pista, acho que pode ser bem interessante, mas isto a gente só vai saber na metade do campeonato, já que, acho eu, as primeiras corridas serão diversão garantida, com os novos carros e agora esse regulamento.

  40. @Knuttz Lê o post do Capelli ele atacou muito bem os pontos fracos desse novo sistema da F1. http://migre.me/9Ms

  41. Jobson disse:

    De pessímo gosto. O quê os pilotos acham disso? Eles foram consultados?

  42. Fábio Guerra disse:

    Polêmica mudança, sem dúvida.

    Porém não vejo porque dizer que “toda corrida que o primeiro disparar na frente vai ser uma merda”. Aliás, toda corrida que o primeiro dispara na frente perde parte da graça, o que sobra são as brigas por posições atrás. Aí eu pergunto: TODA briga que acontece no pelotão do meio, é por que os caras tão brigando pelo título??? Ok, vai ter a turma que vai tá por ali, em segundo, terceiro, quarto, bem longe do primeiro e brigando sim pelo título, esses poderiam ficar desmotivados. Poderiam, mas sempre há a possibilidade do primeiro piloto errar, seu motor quebrar ou coisa parecida e algum deles tomar a tão desejada vitória. E também há a possibilidade de sim, eles terminarem o campeonato empatados em numeros de vitórias, o que serve também para o caso de um piloto de ponta largar dos boxes. Amigos, os caras são profissionais… a motivação existirá, sim, vai depender da situação do piloto no campeonato, da necessidade dele de se mostrar um bom piloto, de como ele próprio encara o esporte.
    Exatamente como tem sido em todas as temporadas.

  43. Pedro Mazzaro disse:

    Si es una mierda, como las medallas de bernie.
    Estos son los genios que manejan la F1. IncreiblePedro
    Bariloche
    Argentina

  44. Luiz G disse:

    Concordo contigo em tudo Capelli.
    Ainda acho que o sistema de pontuação 9 – 6 – 4 – 3 – 2 -1 era o melhor.

  45. Ever Rupel disse:

    Tio Bernie é um gagá xarope!!!
    Deram um tiro no pé!!!

  46. Diego Camargo - Floripa/SC disse:

    Uma merda. E a Fota hein?

  47. Rodrigo disse:

    Melhor título para o regulamento, impossível. MERDA! Literalmente. A única maneira de não acontecer coisas parecidas nessas reuniões é obrigando os membros da FIA a usar fraldas geriátricas.

  48. JCCyC disse:

    Se mantiverem essa merda, não só vou parar de assistir como vou fazer campanha contra os patrocinadores. TAQUEOSPARIU!

  49. Rodrigo Dias disse:

    Concordo com o @ivancapelli: o novo regulamento da F1 é uma merda: http://tinyurl.com/cjqvg2

  50. Vinicus disse:

    Acredito que tenha sido uma das piores decisões da FIA (olha que ja foram inumeras) visando uma maior competitividade , pois ,eu pelo menos ,esperava que fosse uma grande temporada , pois varias equipes estariam em condições de brigar por vitorias em uma corrida e outra e podios e pontuação em outras , ou seja num campeonato disputado teriamos grande brigas por cada ponto. Assim tambem abre brecha para que no meio do ano cada equipe privilegie um piloto, e ninguem podera reclamar se houverem ordens de equipe para troca de posições para que um piloto com mais vitorias vença

  51. An∂ré disse:

    Pontuação é o sistema mais justo. Bastava terem corrigido a pouca diferença entre o primeiro e o segundo lugar A questão do número de vitórias só serve para resolvar pequenas diferenças como foi o caso do Hamilton e do Massa em 2008 e do Schumacher e Alonso em 2006.

    Os pilotos concordam com a nova regra?

  52. Matheus Araújo disse:

    Eu tô é vendo no fim da temporada. O campeão vai ter mais vitórias, mas o vice tendo mais pontos.
    Aí vão arranjar a mesma falação de agora, o campeão seria outro se o sistema fosse outro.

  53. Felipe disse:

    Que vergonha. A Fia está conseguindo deixar a F1 cada vez mais ridícula!

  54. Júlio disse:

    Não acho que seja tão ruim como estão pintando.
    Concordo com o Guilherme, se em outros anos o sistema fosse esse, muito provavelmente o resultado também fosse outro.
    Acho que piloto de corrida deve mesmo é procurar vencer, e não chegar em segundo ou terceiro para querer ser campeão!!!

    Assim como teve muita gente que chiou quando aumentaram o valor da vitória no futebol para 3 pontos, pois adoravam os times que eram campeões empatando o ano todo, tem muita gente que está odiando esse novo sistema.

    Com certeza daqui a uns anos esse sistema mudará, assim como tudo muda. O problema é que o ser humano é resistente a mudanças, faz parte do instinto do homem…

  55. Vai que a BrawnGP começa arrebentando a temporada e o Barrichello vence 4 em seguida….mas depois as outras equipes se nivelam e dividam as vitórias…..o Barrichello vai ser campeãp mundial!!!!!!!!! hehehe

  56. Edgar disse:

    Realmente a FIA conseguiu, ao meu ver e, pelo visto, da maioria dos que gostam da F1, jogar no lixo a temporada deste ano antes mesmo de esta começar. Devemos lembrar que a F1 vive de hegemonias, ou seja, geralmente não mais que três equipes desenvolvem carros postulantes ao título. A não ser que haja um fortíssimo equilíbrio desde Ferrari e Mclaren até Force India, provavelmente reviveremos dias da era Schumacher (porém, graças a FIA, piorados). Bastava simplesmente reajustar a pontuação para privilegiar um pouco mais a vitória sem destruir os méritos de uma campanha regular. Quero acreditar que até o fim de semana do GP da Austrália alguém com alguma sanidade e poder dentro da FIA volte atrás. Começo a cogitar a possibilidade de parar de acompanhar a F1 e partir pra outra categoria, porque esse panteão de bobagens tá dando no saco já…

  57. Lucas Brunini disse:

    Estou inconformado.

    Ridículo ao extremo!

  58. No F1 Around, ainda teve gente defendendo esse absurdo, alegando que assim será mais fácil para o espectador médio entender. Ganha quem tem mais vitórias e pronto. Isso aqui no Brasil, é claro, onde o espectador médio é parente próximo do Homer Simpson, ao contrário do que acontece na Europa, por exemplo, em que boa parte do público entende e muito do riscado.

    Dane-se o espectador médio, ora bolas. Com essa decisão, a FIA mostra mais uma vez que não está nem aí para o que o público pensa. Depois, não reclamem se a audiência das corridas começar a cair por conta de um campeão antecipado, tal qual aconteceu em 1992.

  59. galvao disse:

    tem outro detalhe tambem….

    IMAGINEM SE O RUBINHO GANHAR as 3 PRIMEIRAS CORRIDAS DO ANO !!!!!!!!!! o que não é tao dificil assim, pelo menos no início do ano!!!!

    vai ser muito massa (sem trocadilho) esse regulamento !!!! poderá gerar algumas aberrações, mas, valerá a pena ver !!!

  60. Vitor, o de Recife disse:

    Assino embaixo.

  61. Guilherme disse:

    Eu gostei da mudança, sobre alterar os campeonatos passados isso não tem nada a ver ate pq se o regulamento fosse outro os resultados tb seriam outros, talvez Piquet tivesse ganhado mais corridas, enfim os campeonatos seriam completamente diferentes.
    Acredito que vai dar mto mais emoção ao mundial e a disputa por vitórias será mto mais acirrada, sem aquele conformismo de ficar em segundo lugar pra garantir 8 pontos…
    E se o piloto é apenas regular não merece ser o campeão, o segundo lugar no mundial ta de bom tamanho.

  62. Isso é uma estupidez. Ora vejam:

    “O resto das classificações será decidido pelo sistema de pontos actual.”

    Isso quer dizer que:
    Piloto A: 4 vitorias, 13 2º lugares
    Piloto G: 5 vitorias, 1 2º lugar
    Piloto H: 5 vitorias, 1 3º lugar

    Isoo quer dizer que:
    Piloto A: 144pts
    Piloto G: 58pts
    Piloto H: 56pts

    Agora 56-58 pontos colocaria os em 7º e 8º, por isso a tabela do ano passado ficaria assim (com Piloto A incluido):
    1. Piloto A 144pts
    2. Piloto A 97pts
    3. Piloto C 75pts
    4. Piloto D 75pts
    5. Piloto E 61pts
    6. Piloto F 60pts
    7. Piloto G 58pts
    8. Piloto H 56pts

    O Piloto G salta assim de 7º para campeão enquanto que o Piloto H fica em 8º. Agora se eles estivessem empatados com 5 vitorias entrando na corrida final e o Piloto G passasse o Piloto H na ultima volta pelo 2º lugar? Eles estariam lutando pelo campeonato e por 8º simultaneamente.

    Idiotice.

  63. ddi disse:

    Santa Burrice…

    imagina um campeonato tipo 1980, como ridiculo ia ficar ?

    pensa se o campeonato for realmento disputado e tivermos uns 6-8 vencedores ? já pensou um campeão do mundo com pq venceu 3 ou 4 corridas e quebrou ou bateu em todas as outras ?

    O Montoya, conhecido como Win or Wall ia adorar….

  64. Quer melhorar essa merda? Peguem os regulamentos de 1993, CTRL+C e CTRL+V!! PRONTO!! CONSERTA A PORRA DA CAGADA QUE FIZERAM!!

    FIA PLZ DIE!!

  65. F1 A.L.C. disse:

    coincido com Ademário, vai ter trapaca. e com o campeonato tão equilibrado o mérito do piloto vai ter que se curvar aos intereses do time. penso com especial temor em Ferrari.

    o sistema 12-9-7 tinha a vantagem de premiar efetivamente a vitória mais reconhecendo a regularidade como uma qualidade

    finalmente, pilotos dando tudo por uma vitória pode dar um maior número de quebras e accidentes, mais não necesáriamente de sobrepassos

  66. Renan Raul disse:

    Olá Capelli.

    Compartilho da mesma visão que você. Espero que os pilotos e equipes se reúnam e façam o berreiro para acabar com essa besteira. Totalmente sem pé nem cabeça essa história.

    Lembra quando havia uma época em que os pilotos treinavam em uma hora, com 12 voltas cada, e o vencedor tinha 4 pontos de vantagem para o segundo? Era muto mais justo, e melhor. Todas essas mudanças foram criadas para o suposto “espetáculo”, mas quem realmente gosta de automobilismo odeia isso tudo.

  67. Ademário Jr disse:

    Eu vou além da questão “chatice” que poderia ficar uma corrida. Imaginem que vença o Piloto X da Equipe A na primeira corrida do ano. Na segunda corrida o Piloto X está em Segundo e o Piloto Y da Equipe A tá em primeiro. O que vale mais para equipe: dois vitoriosos ou 1 vencedor de 2 corridas? Vai ter trapaça.

  68. galvao disse:

    talvez sim Capelli, as corridas onde o 1° disparar vão ser chatas e esta história de poupar motor quando o cara fizer besteira na classificação ou na largada é quase certeza.. Embora o 2°, 3°,.. e o mundial de construtores tambem valem $$, e assim, nao serão ignorados.

    Mãs, supondo que o primeiro não dispare (o que, devido é bem provável), a coisa vai ser bem engraçada! Certamente, em algumas ocasiões sobrará pro 3° e 4°, e, com isso, não dá pra dizer que as corridas serão chatas e imprevísiveis ou que a regularidade não valerá de nada, pois andar em 3° poderá ser um baita negócio… Não acha Capelli?

  69. Bruno A. disse:

    parabéns pelo post Capelli, compartilho exatamente da mesma visão.

    quando achei que a FIA tinha chegado ao extremo nas cagadas, eles soltaram essa.

    escreva, a disputa de 2009 vai ser um fiasco histórico, e em 2010 muda denovo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>