MENU

1 de junho de 2009 - 19:09Análises

Isso aqui tá bom demais

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

“Olha, isso aqui tá muito bom / Isso aqui tá bom demais / Olha, quem tá fora qué entrá / Mas quem tá dentro não sai”

Os simples e sonoros versos de Dominguinhos e Nando Cordel, num forró arretado cantado pelo sanfoneiro e por Chico Buarque que virou hit nos anos 80, caem como uma luva na situação das inscrições das equipes para a temporada 2010. Ameaçaram boicote daqui, disseram que iam criar uma categoria nova ali, mas no fim das contas todo mundo procurou garantir seu lugar na boa e velha Fórmula 1.

É uma novela repetitiva, chata e de final previsível, exatamente como as que escreve Glória Perez. Não foi a primeira vez e nem será a última em que equipes brigam com a FIA, desdenham a categoria, fazem ameaças públicas para, no final, fazerem as pazes. Tudo parte do cerimonial para conseguir alguma regalia no final.

As bases do acordo para a próxima temporada ainda não foram reveladas, talvez um acordo formal ainda não tenha sido fechado, mas é perceptível que FOTA, FIA e FOM já têm um esboço de regulamento para trabalhar, no qual não ficou ruim para ninguém. Agora basta fazer uma arte-final e divulgar.

Afinal, ninguém é doido de matar a galinha dos ovos de ouro. A lição da cisão IRL/Cart, que criou duas categorias inifinitamente menores do que a original e que hoje, após a reunificação, ainda é menor do que era há 15 anos, serve para todo mundo. Historicamente, a F1 é um campeonato de equipes de fábrica contra independentes, ou de equipes independentes impulsionadas por motores de fábricas. É assim e sempre será, às vezes com maior investimento das montadores, às vezes com menos. Mas uma categoria só de fábricas não duraria dez anos, ao passo que uma categoria só de independentes teria dificuldades em subsistir.

Se as sandices de Max Mosley trouxeram algo de divertido, foi a farta inscrição de equipes para o ano que vem. Além dos dez times que já disputam o campeonato, outros sete resolveram aparecer: USGPE, March, Lola, Prodrive, Campos, Litespeed e Superfund. Mas tantas inscrições não devem ser levadas a sério. Somente três poderão fazer parte do seleto clube e, de todas, acredito mesmo apenas no projeto da Prodrive. A Lola me parece um pouco mais séria, talvez a Campos, e o resto me cheira mais a uma aventura inconsequente. Quando ficar claro para todo mundo qual o orçamento necessário para disputar uma temporada de forma competitiva, com ou sem teto, começarão a pipocar as desistências. Talvez entrem apenas duas, ou até uma.

Mas no levantar da poeira do arrastapé da Fórmula 1, ficou claro que quem está fora quer entrar. E quem está dentro não sai de jeito nenhum.

Comentários do Facebook

comentários

32 comentários

  1. Edgar Guediguian disse:

    Acrescentando ao que o Fábio Miyazono muito bem disse acima, vejam as declarações de Max Mosley: http://br.esportes.yahoo.com/noticias/esportes-mosley-lembra-fia-dita-normas-04062009-40.html

    Eu ainda não daria por encerrada essa “novela”.

  2. Para botar mais fogo na fogueira!

    Para mim, inscrição condicional é a mesma coisa que não se inscrever. Isso não existe, inscrever-se em uma competição dizendo que é contra as regras e se as mesmas não mudarem está fora!

    Não me surpreenderia se no dia 12 aparecerem as equipes novas (aventureiras ou não) mais a Willians como equipes inscritas para o mundial de 2010, simplesmente pelo fato de que estas fizeram inscrições de acordo com a proposta da FIA.

    Não vou entrar nem no mérito de quem está certo, mas que essa história vai dar pano para manga, ah isso vai!

  3. Atualizando (se é possível falar nisso), até agora, há a confirmação de 18 times pleiteando inscrição na F1 para o próximo ano:
    BMW Sauber, Brawn, Ferrari, Force India, McLaren, Red Bull, Renault, Toro Rosso, Toyota, Williams, e as novas Campos, Epsilon Euskadi, Lola, N. Technology, Prodrive, Superfund, USF1 e Brabham. Litespeed e March não chegaram a comunicar sua intenção, mas está na imprensa.
    Creio que foi o próprio Mosley ou Bernie que disseram antes do fim das inscrições que havia 11 equipes interessadas nas 3 vagas abertas. Ainda falta uma… quais vingariam, nem imagino. Isso se ninguém sair…

  4. zezinho disse:

    Desculpe insistir no mesmo assunto, mas se for verdade a história que há 10 equipes inscritas além das 10 equipas compostas pela FOTA, acho que os 10% que citei acima não é nenhum absurdo, pois o próprio tio Max disse que se alguém não aceitar o regulamento imposto que vá fazer outro regulamento em outro lugar. É a resposta do tio Max a FOTA pela ameaça de não inscrição pelas equipes atuais. Vejo um grande risco para todos, tanto para os rebeldes da FOTA quanto ao sadomaso do tio Max. Quem perde com essa chatice toda somos nós que queremos apenas ver disputas, ultrapassagens, etc…

  5. Verde disse:

    Quanto mais putaria, melhor. Com 16 equipes oficialmente inscritas (as dez, Prodrive, USTOP, Campos, Superfund, Epsilon Euskadi e Lola) e outras 3 com sérios indícios (Litespeed, Brabham e March), eu deixaria todas participarem do mundial e colocaria uma pré-classificação.

    A diversão, acima de tudo.

  6. rubrns filho disse:

    Vige!!!!!!!!!
    A Brawn vai modificar a ASA dianteira; segundo li em Um comentário, o Boton leva desvantagem se modificarem a frente do carro. O homem sai de frente.
    Vamos ver …. ?!?!?!?

  7. De 1990 para frente, o piloto campeão começou a ser aquele que vence o maior número de gps e ainda o que marca mais pontos, numa temporada!
    Ou seja, domínio absoluto de um único piloto, mostrando claramente, a falta de competividade e ultrapassagens, na fórmula 1 atual!
    E assim continuará, onde o que sobressai é poder financeiro, obtido pelas montadoras, orquestradas pelo Bernie Eclestone e Max Mosley!
    Nos tempos do Jean Marie Balestre, ditador mor da F1, havia mais competividade e mais equipes, do que existe hoje.
    O poder domina e corrompe quem dele apossa!

  8. Convenhamos, a irritação do Nelsinho até que é justa, porque ele não coloca para fora, nenhum piloto fora da corrida, por que o Buemi não tem a pressão que ele sofre, ser filho de campeão e dirigir justamente num time que tem o Alonso, como o destaque da equipe e mais o Briatore, que é responsável por frustar a carreira de muitos pilotos, que tentaram ingressar na F1!
    Ao invés de ajudar, aconselhar com sua experiência, ele quer resultados imediatos, para garantia de seu assento, na Renault!
    Pizzonia e Massa que me desmintam: os dois por não aceitarem o cabresto, que o Briatore queria, colocar-lhes, só o Felipe Massa, conseguiu dar a volta por cima! O Pizzonia só teve vitórias nas categorias onde debutou.
    Briatore e até o Weber detonou a carreira deste amazonense! O Weber agora encontrou um companheiro que está fazendo-o sentir, o mesmo que outros já passaram! O Vettel precisa se concentrar nas corridas e qdo não der para vencer, deve marcar pontos. Bom piloto ele é, somente deve acabar com os seus erros e tornar-se-a um campeão na equipe certa. E vocês acham que não se precisa estar numa boa equipe, para o piloto ser campeão, além de ter o apoio da mesma.
    Vivem criticando os brazucas da F1. Vejam o Hamilton e Haikkonen, que este ano sofrem, com os carros que pilotam, e o Kimi, faz um ano que não vence um gp, e ainda vivem elogiando o cara!

  9. Toyota tenta melhora após fiasco em Mônaco.
    Após despontar como candidata até mesmo ao título da Fórmula 1 neste ano, a Toyota foi muito mal nas últimas duas corridas, especialmente em Mônaco, quando seus carros ficaram na 18ª e 19ª posições no grid e não marcaram pontos. Mas, para o presidente do time, John Hovett, o Grande Prêmio da Turquia, domingo, promete ser bem melhor, já que o circuito de Istambul tem mais curvas de alta velocidade do que de baixa.
    Claramente queremos e esperamos um desempenho significativamente melhor na Turquia do que em Mônaco, o que foi inaceitável. Não somos bons o suficiente nos trechos de baixa velocidade e temos trabalhado para entender a razão. Isso tende a ser influenciado pela tração, o que foi maximizado em Mônaco. Conduzimos um teste aerodinâmico de reta e isso nos deu as informações para desenvolvermos uma solução rápida. A Turquia é bem diferente do que Mônaco e estou otimista”, disse Hovett.
    Após seis das 17 etapas, a Toyota ocupa a terceira colocação no Mundial de Construtores, com 26,5 pontos. A líder Brawn GP soma 86.

  10. Falando do tio Bernie, parece que gastando para ganhar mais um pouquinho, olha a notícia abaixo:
    Ecclestone registra nome para corrida em Roma.
    Detentor dos direitos comerciais da Fórmula 1, Bernie Ecclestone fez na Europa uma reserva para o nome “Formula One Gran Premio di Roma”, aumentando os indícios de que a capital italiana receberá uma corrida da categoria nos próximos anos.
    No início deste ano, o idealizador do projeto, o ex-piloto Maurizio Flammini apresentou a Ecclestone a idéia de uma pista de rua no distrito EUR. Meses depois, o arquiteto alemão Hermann Tilke, famoso por desenhar algumas das pistas mais modernas do mundo, esteve no local para estudá-lo.
    O provável é que a primeira corrida de F1 nas ruas de Roma seja disputada na temporada de 2011.

  11. Robinson disse:

    Corretíssimo o post.

    Desde que surgiu a tendência da F1 se transformar num campeonato de marcas, o próprio Mosley ressaltou a importância das equipes independentes para a vida da categoria. As montadoras realmente veem isso como negócio, e se dariam muito mais trabalho na hora de negociar, em comparação aos tempos dos papos com os “garageiros”, por outro lado, elas traziam algo que os tios Bernie & Max gostam muito: dinheiro.

    Esse papo todo de reencarnação da March, Lola, e agora a Brabham tende a encher os olhos de saudosistas como eu. Se aparece outro querendo reviver a Lotus então… Mas quem são esses caras, e que projetos eles têm nas mãos? O Wurz quer ter um time também???

    Essa enxurrada de novas equipes parece muito mais um blefe para cima dos dirigentes das atuais, do tipo “se vocês não querem, tem quem queira”. Como se fosse uma resposta para as montadoras de que com a tradição de volta, eles não seriam tão necessários quanto se acham. Mas quem dera isso fosse sério.

    Mas a questão toda – que define quem vai sair de vez e quem terá condições de entrar de verdade – fica na discussão do regulamento para 2010. Alguém tem que ceder.

    Quem?

  12. Esta foi genial:
    rubrns filho disse:
    O nome FORMULA 1 já fala tudo!
    F1 e pronto.

  13. Chefe da Red Bull ainda aposta na conquista do Mundial de Construtores.
    Christian Horner: a liderança da Brawn no Mundial de Construtores é grande, mas as coisas podem mudar muito rapidamente em favor da Red Bull
    A diferença é de 43,5 pontos já na sexta corrida. Nem por isso Christian Horner dispensa as chances de a Red Bull ultrapassar a Brawn e conquistar o Mundial de Construtores.
    No Mundial de Pilotos, o melhor colocado da RBR é Sebastian Vettel, terceiro, com 23 pontos. Mark Webber vem logo atrás, com 19,5.
    Eu espero que sim. Estou cansando de ver o button passear pelos gps deste campeonato. Alguém tem de começar a dar um chega prá la no button, ou este campeonato já tá no bolso do ross e o título na mão do button, graças, ao sensacional brawn gp, construido sob a batuta do gênio brawn! Ele é demais, gente boa!

  14. Também acho que para entrar, com esta crise mundial, quebrando muita gente grande, estas pequenas equipes, não terão fôlego $$$, para o que se exige na F1, atual.
    A Campos, que já possui time na GP2, é uma séria candidata.
    No máximo, 2 equipes poderão fazer parte do grupo.

  15. LeoAndery disse:

    Prodrive a mais séria?
    Se fosse apostar um ping pong com figurinha do pica pau, apostaria na USxxx.
    Mas acredito que não alinhe nenhuma das novas no ano que vem.

  16. rubrns filho disse:

    O nome FORMULA 1 já fala tudo!
    F1 e pronto.

  17. Du Carmo disse:

    Times novos sem estrutura ( $ ), como alguns que já se foram e que ” intimavam ” os seus pilotos a não se classificarem, não obrigado, a F1 não necessita mais disso.

  18. Antonio disse:

    E depois tem gente que tem coragem de criticar este site……….(tsc, tsc, tsc…)

    Melhor trilha sonora da blogosfera…..

    Abraço.

  19. Grün disse:

    Falei sobre isso na minha coluna lá no Voando Baixo, outro dia. Esses caras podem ser tudo, mas não são loucos de rasgar dinheiro. As raposas velhas sabem que a F-1 é uma galinha dos ovos de ouro, é vantagem pra todo mundo que ele continue. No fim das contas, basta acertar “quem vai ganhar quanto” e está tudo certo.

  20. Dj7oya disse:

    Aff zezinho, eu axo impossivel. o q seria a F1 sem a ferrari ???

    uma depende da outra. se ele tomou essa decisao ele nao ta perdendo nada. q isso vai sofrer um reajuste, vai. mas num momento tenso (recessao) desse ele nao iria tomar essa atitude…

  21. zezinho disse:

    Eu tenho minhas dúvidas quanto o limite de loucura e burrice e no caso do tio Max, estas qualidades, na situação que se encontram o automobilismo, parecem fazer parte do perfil deste senhor. Entretanto meu comentário acima não é uma “teoria da conspiração”, mas este silêncio todo está incomodando e muito. Que existe uns bons 10% disso acontecer , na minha opinião existe. Não há dúvida que nivelaria muito por baixo o campeonato.

  22. Epson Araújo disse:

    Se as equipes novas precisam também de construir chassis, a Lola estária em vantagem porque a própria empresa fabrica chassi. Desde da época que ela estava na F-1 ela fabricava chassi com a equipe Larrousse, uns anos depois ficou só a Lola F-1.
    March eu não acredito, pelo o que eu fiquei sabendo a March a March se inscreveu em última hora, ela ficou indecisa.
    Em 12 de julho a minha curiosidade vai acabar.

  23. Hamilton disse:

    juro que eu li “pendrive” ao invés de “prodrive”.

    sobre cisões, realmente, a atual IRL é muito menor do que a antiga IndyCar e os carros bonitos morreram junto com a C.A.R.T. Prova disso é que diminuiu o interesse do público, que era grande nos anos 90, quando tinha muito brasileiro por lá. Agora, que os brazucas vencem e são campeões, somente o pessoal ligado no automobilismo é que acaba sabendo e se movimentando. Para o resto do País, repercute tanto quanto um torneio de golfe. A Indy 500 desse ano, pelo que li em algum site de fofocas de TV, deu uns ínfimos pontos de Ibope, ficou em 4º lugar na audiência.

  24. zezinho disse:

    Eu acho que o tio MAX ganhou essa briga , pq hoje temos 10 equipes sendo Mclaren, Willans, Ferrari, BMW, Renaut, RBR, STR, Force Índia, Brawn e Toyota. Destas, mesmo que o Tio Max bata o pé pelo teto orçamentário e a Fota (Ferrari) não aceite suas condições, acredito que Willians, Force Índia, Brawn, Mclaren e talvez a RBR fiquem e somadas as 7 novas, são 12 equipes, ou seja grid quase completo. Portanto, acredito que se o tio Max realmente quiser chuta as montadoras que ele tanto odeia da categoria e coloca todo mundo sob seu comando numa cajadada só.Basta saber se o outro tio, o Bernie, concorda com tudo isso…..

  25. Capelli, mas será que com o esquema de customização para 2010 não facilitaria as coisas?

    Sobre esse excesso de equipes, também não se pode deixar de lado a hipótese das novatas tomarem o lugar de alguma das equipes que já estão por aí.

    A Renault ameaça sair e continuar apenas como fornecedora de motores. Sua equipe poderá ser vendida para Flávio Briatore.

    A Toyota também pode seguir o caminho da Renault. Com isso, alguma das pretendentes já ocuparia a vaga dos nipônicos.

    Acho que a Force India, se não sair do zero esse ano, também poderá sair de cena e dar lugar para algum dessas novas equipes.

    E a Red Bull quer vender a Toro Rosso.

    Ou seja, existe a possibilidade de todo o mundo se acomodar.

  26. Jonas Martins disse:

    Bom, vou no feeling:
    1. Prodrive – que já tem a Aston Martin por trás. Quem não quer uma marca como essa correndo na sua categoria??
    2. USF1 – apresentou propostas mesmo antes do teto ter sido aprovado e reprovado, e acredito que com essa antecipação, conseguiu chamar mais recursos. Sem contar que nos USA, quando alguém decide fazer alguma coisa séria, essa coisa é feita.
    3. Campos – tem jeito de ser tipo uma Jordan. Acho que tem tudo pra ser dessas equipes simpáticas, tipo Minardi. E não são eles que estão com o milionário mexicano patrocinando?? Se o problema para as outras for dinheiro…

  27. Ridson disse:

    http://historiasevelocidade.blogspot.com/2009/05/vestibular-das-novas-equipes.html

    como vc, capelli, também fiz minhas apostas p/ essas três equipes que vão surgir. O Victor martins tambem apostou as dele. Muito parecidas as apostas, eu vou de Lola, Prodrive e US-qualquer coisa,ele vai de Campos em vez de Lola.
    Quem quiser lá, confira o blog, recem-criado…

  28. Epson Araújo disse:

    Capelli, e muito importante saber quais equipes poderiam entrar.
    O que nao me alegra muito e que nem todas equipes que se inscreveram pode entrar, só três,e nem e certo que entrarão três, poderiamos entrar naquela época quando nos treinos definir os 26 carro que vão largar, já que esse é o limite.
    Mais sempre ter mais é bom.
    Tchau

  29. João Pinho disse:

    Capelli, esse é mesmo o tema do momento, ainda bem que decidiu abordá-lo.

    Concordo com você em quase tudo, excepto nas suas apostas para as propostas mais sérias…

    A Prodrive é, efectivamente, uma das mais sérias. Mas não descarte a USGPE e a Campos, penso que serão estas as 3 novas equipas de 2010. Todo o mundo concorda que, para sair da crise, é preciso saltar para fora do buraco. E há muitas empresas que sabem disso, e procuram boas maneiras de fazer a jogada que os deixe no topo da pirâmide, quando tudo passar.

    Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>