MENU

23 de agosto de 2009 - 13:29Curiosidades, Estatísticas, História

Brasil é o terceiro país a atingir 100 vitórias

Rubens Barrichello cravou no GP da Europa a centésima vitória brasileira na Fórmula 1. O feito coloca o Brasil no seleto clube de nações com mais de cem conquistas na categoria. Antes, apenas outros dois países haviam obtido tal distinção: Grã-Bretanha e Alemanha.

A centésima vitória britânica aconteceu há 36 anos, quando Jackie Stewart chegou em primeiro no GP da Holanda de 1973. No entanto, não houve festa. Na mesma corrida, outro piloto do país, Roger Williamson, morreu num grave acidente.

Já a Alemanha comemorou cem vitórias há pouco tempo, no GP da França de 2006. O autor da façanha? Um doce para quem adivinhar… Michael Schumacher.

Atualmente, a Grã-Bretanha já acumula 206 vitórias no currículo, contra 106 da Alemanha. O Brasil, obviamente, tem 100.

Comentários do Facebook

comentários

44 comentários

  1. Rodrigo Zauli disse:

    Eu acho que o comentário da Regina tem todo o sentido.

  2. Leonardo Pinheiro disse:

    Apenas como curiosidade, e para corrigir algumas informações, das 206 vitórias do Reino Unido temos 132 da Inglaterra (Mansell 31, D. Hill 22, Moss 16, G. Hill 14, Hunt 10, Hamilton 10, Button 7, Surtees 6, Brooks 6, Herbert 3, Hawthorn 3, Collins 3, Ireland 1, Gethin 1), 65 da Escócia (Stewart 27, Clark 25, Coulthard 13) e 9 da Irlanda do Norte (Watson 5, Irvine 4). Detalhe: os pilotos ingleses somam 133 vitórias, mas Brooks e Moss possuem uma vitória em dupla (GP da Grã-Bretanha, 1957). Nesse caso apenas uma vitória para a Inglaterra (e para o Reino Unido) é computada. Já o País de Gales nunca venceu um GP. Seus melhores desempenhos foram com Tom Pryce, com dois terceiros lugares (Áustria-75 e Brasil-76), além de uma pole (Grã-Bretanha-75).

  3. Tomás Castagna disse:

    Só uma correção, o Irvine é irlandes mesmo, nada com Irlanda do Norte. Também acho que deveriam separar os países como é no Futebol, mas o fato é que a FIA reconhece somente Reino Unido e a conta tem que ser esta apresentada pelo Capelli e ponto final.

  4. Pedro Liguori disse:

    Na Indy o Franchitti é escocês e o Dan Wheldon inglês, por exemplo. Correm com as respectivas bandeiras.

    • Capelli disse:

      A Indy não é organizada pela FIA, por isso. Os pilotos não representam nenhuma federação ou automóvel-clube, diferentemente da F1, F2, GP2…

  5. Regina disse:

    Esses britânicos muito malas pois convenientemente disputam as competições esportivas da maneira mais rentável. Para ir bem em olimpíadas eles se juntam para conseguirem mais medalhas, bem como na Formula 1.
    Já no futebol eles querem ver suas chances aumentadas colocando a maior quantidade de times possível, e acho que em outros esportes isso também acontece. O que importa é que o nosso Rubinho deixou um inglês para trás.

  6. João Carrieri disse:

    Na minha opinião a Globo decepcionou…
    Como essa vitória já estava engatilhada desde o começo do ano, pensei que eles tinham um clipe homenageando os vitoriosos…
    Parabéns Emerson! Pace! Piquet! Senna! Massa! Barrichello!
    Capelli, gostaria de sugerir um post para que se opinasse qual vitória de cada um desses foi a melhor, mais legal, emocionante, dificil, sei lá……….só uma sugestão.

  7. PAULO SANTOS/RJ disse:

    Independente de Reino Unido, Ou Grã-Bretanha ou qualquer outra coisa, não muda o fato de termos 100 vitórias. E outras virão com Massa e Barrichello.

    Agora, de toas as vitórias da Alemnah, 91 são do Schumi. Espetacular.

  8. Não sei pra quê essa discussão, se valeria ou não separar os países do Reino Unido. Considerando que a maioria das equipes atuais e antigas foi de lá, bem como teve motores vencedores próprios ou de outras nacionalidades, além do automobilismo estar enraizado e ter mais disponibilidade de recursos financeiros, devia ter até mais vitórias.

  9. William disse:

    Parabens ao Rubens e ao nosso Brasil que tem uma Hitória Muito Linda na Formula 1 !

  10. Continuando o raciocínio:
    Acho qdessa autonomia, acho que a Escócia deveria ser vista como um país separado.

    Essa união de Re

  11. Capelli, veja esses dados na Wikipédia sobre a Escócia:

    “A Escócia continua a ter Estado e jurisdição separados para fins de direito internacional. O direito e o sistema de ensino escoceses, bem como a Igreja da Escócia, têm permitido a continuação da cultura e da identidade nacional escocesas desde a união.”

    (…)

    “O Parlamento escocês é uma legislatura unicameral com 129 membros, 73 dos quais representam-se individualmente e que são eleitos por círculos eleitorais no primeiro posto do sistema; 56 são eleitos em oito diferentes regiões eleitorais pelos membros suplementares do sistema. A Rainha nomeia um dos membros do Parlamento, sobre a nomeação do Parlamento, para ser Primeiro-Ministro. Outros ministros também são nomeados pela Rainha sobre a nomeação do Parlamento e, juntamente com o Primeiro-Ministro, compõem o Governo escocês, o braço executivo do governo.”

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Esc%C3%B3cia

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Hist%C3%B3ria_da_Esc%C3%B3cia

    • Continuando o raciocínio:

      Acho que por conta dessa autonomia, acho que a Escócia deveria ser vista como um país separado.

      Essa união do Reino Unido me lembra p.ex., as extintas URSS, Iugoslávia e Tchecoslováquia.

      A Austrália e o Canadá também estão sob a autoridade da Rainha Elizabeth II e ambas têm Parlamento próprio. Acho que Escócia, Gales e Irlanda do Norte deveriam seguir o mesmo rumo.

  12. Sheldonn Rêis disse:

    Assino em baixo Du!

  13. Sandro disse:

    Pedro, a confusão entre Inglaterra, Grã-Bretanha e Reino Unido sempre atrapalha todo mundo!
    Para a FIFA considera-se Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte.
    Para a FIA e o COI considera-se Grã-Bretanha.
    Para o ONU considera-se o Reino Unido.
    E a Republica da Irlanda (Eire) é independente do Reino Unido.
    E ainda existe a Bretanha, que fica na França.

    Ah, sim: vez ou outra, aparece a bandeira da Inglaterra representado pela “Union Jack”., quando, na verdade, representa a Grã-Bretanha…

    Que zona!

  14. Du disse:

    não me lembro do nome do jornalista que sentenciou que o pódio no GP da Inglaterra de 2008 seria o último da vida de Rubens Barrichello… quem diria que o piloto aposentado pela imprensa viria a conquistar a centésima vitória brasileira na categoria? Primeiro lugar merecidíssimo… Rubens merece maior respeito por parte dos brasileiros. Não é de tirar o chapéu para um cara que se mantém competitivo após 17 temporadas na principal categoria do automobilismo?

  15. Dag disse:

    Onde estão os secadores do Barica? E a teoria de que ele anda bem com carro ruim ??
    O que aconteceu com o fantástico Buton?

  16. Erik disse:

    Pedro/Hamilton –
    Fiquei curioso em relação ao fato dos países competirem de forma independente no Futebol por exemplo. Este link explica e bem: http://en.wikipedia.org/wiki/United_Kingdom_national_football_team

  17. Pedro disse:

    Separando as vitórias do Reino Unido temos:

    Inglaterra: 132 vitórias
    Escócia: 66 vitórias
    Irlanda do Norte: 09 vitórias
    País de Gales: 00 vitória

  18. Pedro disse:

    Capelli,

    A questão da Grã-Bretanha é confusa. Na verdade o correto seria dizer Reino Unido. Grã-Bretanha é uma ilha que abrange três países: Inglaterra, Escócia e o País de Gales. O Reino Unido é composto da Grã-Bretanha mais a Irlanda do Norte.

    Nas vitórias do Reino Unido da F1 estão contabilizadas algumas vitórias de norte-irlandeses, como Irvine e Watson.

    Apenas a Irlanda (Eire) corre com bandeira própria. Pena que nunca teve muitos pilotos na F1, sendo o último deles o Ralph Firman.

    O que eu nunca entendi ao certo, é que em certos esportes cada país compete separadamente (futebol e rugby, por exemplo) e em outros ele competem unidos (tênis, F1, além dos Jogos Olímpicos).

  19. ELF_TL72 disse:

    Se Rubinho ganhar mais sete coridas colocará o Brasil em SEGUNDO nessa disputa. Ou seja, tem que ser o primeiro para conseguir ser o segundo. Ô sina…

  20. Hamilton disse:

    @Erik, somente no futebol (e acho que no Rúgbi) os países que compõem o Reino Unido disputam separadamente.

    @Capelli, seria uma curiosidade interessante dizer que piloto brasileiro conseguiu a 10ª, a 20ª, a 30ª vitória… e assim sucessivamente até a 100ª.

  21. Luiz Sergio disse:

    Atenção turma, penso que eu e quase todos os torcedores que acompanham a F1 gostariam que esse numero da Grã-bretanha fosse dividido pelo grupo de paises que fazem parte dessa mistura para conseguir essas 206 vitórias.

  22. Pedro Liguori disse:

    Capelli,

    Acredito que o Grosjean consiga 21 vitórias na F1… haha

    Marcus,

    Mas só ver que o Coulthard, escoces, corria com a bandeira da Grã-Bretanha. Politicamente, todos respondem a Elizabeth e ao Gordon Brown.

  23. Erik disse:

    Marcus,
    Mesmo sendo uma maneira um pouco injusta, já que a soma de vitórias dos paises do Reino Unido dá uma vantagem considerável, esta forma é a mais correta do ponto de vista politico. Em qualquer competição os atletas da Inglaterra, Escócia e etc competem representando o Reino e nunca seu país de forma isolada. Na F1 não é diferente.

  24. PAULO SANTOS/RJ disse:

    O Rubinho precisa contiuar com essa pegada. Aí sim pode brigar pelo título. Se ele venver em Spa, dependendo da colcação do Buton, pode ficar bem próximo, e levar emoção para Monza. Vamos torcer para que ele repita o desempenho dessa semana.

    O Buton que se cuide. E já davam ele com campeão desse ano.

    Abraço a todos.

  25. Glaucio Branco disse:

    Rubens .. OLDER AND FASTER

    AXÉ

  26. Ney Alencar disse:

    O Schumi realemente é um caso à parte: não fosse ele, a Alemanha, país de grande tradição automobilística, teria míseras 15 vitórias…

    Mas, ainda assim, veja alguns dados curiosos: Juan Manuel Fangio venceu 24 GP dos 51 em que largou (47,1%). Alberto Ascari foi o 2º mais eficiente: ganhou 13 em 32 (40,6%). Schumacher vem a seguir: venceu 91 GP em 249 disputados, ou seja, um percentual de 36,5%. Outro grande campeão, Jim Clark, é o 4º, venceu 25 em 72 (34,7%).

    Dos pilotos em atividade, o mais “produtivo” é Lewis Hamilton, com 10 vitórias em 46 largadas (21,7%). É seguido por Fernando Alonso, com 21 em 133 (15,8%).

    Abarços a todos.

  27. Mauricio disse:

    O Brasil, mesmo sendo um dos países mais vitoriosos da categoria, precisou de quatro décadas para atingir sua centésima vitória.
    Só o Schumacher tem 91. E tem gente que não gosta…

  28. Marcus disse:

    Capelli, Grã-Bretanha não é pais. É um conjunto de paises como Inglaterra, Escocia, Pais de Gales e outros. Dessa forma, na minha opinião, não é correto informar ela como a maior detentora de vitórias. A Inglaterra tem a liderança com 135 vitórias e quem sabe o Brasil consiga chegar la.
    Abraços.

  29. doug disse:

    corrigindo… sendo o piloto com mais GPs disputados…….

  30. doug disse:

    capelli com essa vitoria o rubinho tambem estalece um novo digamos recorde sem o piloto com mais gps disputados a ganhar uma corrida ou digamos o piloto mais velho a ganhar um gp

  31. Rodrigo disse:

    Capelli fiz um levantamento sobre as 100 vitórias do Brasil na F1, me corrija se estiver errado:
    – 100 vitórias do Brasil conquistadas por seis diferentes pilotos: Emerson Fittipaldi (14), José Carlos Pace (1), Nelson Piquer (23), Ayrton Senna (41), Rubens Barrichello (10) e Felipe Massa (11).

    – Foram Vitórias por sete equipes diferentes: Benetton (2), Brabham (14), Brawn (1), Ferrari (20), Lotus (15), Mclaren (41), Willians (7).

    – Ao longo da história os motores que colaboraram para o êxito dos brasileiros foram: BMW (7), Ferrari (20), Ford (28), Honda (40), Mercedes (1), Renault (4).

    Essas informações são parte de um texto que fiz para o blog de um amigo, quando ele publicar envio o link. Abraços

  32. Juliano disse:

    Mais dois dados curiosos… É a primeira vitória de um piloto brasileiro guiando um carro que não fosse Ferrari, desde Ayrton Senna com a McLaren-Ford na Austrália em 1993. E também a primeira vitória de um piloto brasileiro com o motor Mercedes. Emerson Fittipaldi só venceu de Ford, Nelson Piquet de Ford, BMW e Honda, Ayrton Senna de Renault, Honda e Ford, José Carlos Pace de Ford, Felipe Massa de Ferrari e Rubens Barrichello de Ferrari e Mercedes.

  33. Pedro Liguori disse:

    Quem é o proximo da lista pra alcançar as 100 vitórias?

  34. Emerson Pardo disse:

    RT: @ivancapelli: Brasil é o terceiro país a atingir a marca de 100 vitórias. http://migre.me/5H35

  35. Capelli disse:

    Brasil é o terceiro país a atingir a marca de 100 vitórias. http://migre.me/5H35

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *