MENU

26 de janeiro de 2010 - 19:29Box, Pergunte ao Capelli

Pergunte ao Capelli: 4ª edição

Antes de começar, um aviso: não respondo mais perguntas sobre “quem foi o melhor” ou “quem foi o pior”. O melhor, como todo mundo sabe, sou eu. E o pior, também.

P: Capelli com o fim do reabastecimento nessa temporada poderemos ver carros parando ao final da prova por falta de combustível, o que era freqüente no final do anos 80 e início dos anos 90?
R: Não creio. Hoje é possível controlar com muito mais precisão o consumo do carro. Eventos com o do Felipe Massa na Espanha ano passado serão exceções.

P: O que vc acha sobre a sugestão de Bernie Ecclestone de criar atalhos nos circuitos de forma a dar mais emoção aos GPs.
R: Acho que o que ele tomou era bem forte.

P: Capelli, O que significa a sigla S.P.A. do nome da Ferrari. Ferrari S.p.A. Fernando Figueiredo
R: S.p.A., na Itália, significa “Società per Azioni”. O equivalente ao S/A em português.

P: Kannan levaria vantagem em uma corrida da Indy em SP, por ser provido de um snorkel natural?
R: Sem dúvida. O problema é que também leva desvantagem na aerodinâmica, cria muito arrasto.

P: Você contra o Yuji Ide na corrida de cortador de grama. Quem ganha?
R: Meu vizinho de 80 anos com um andador.

P: Capelli, você disse ser contra 1 ponto para o pole position. E 1 ponto para quem fizer a volta mais rápida? E 1 ponto para quem liderar o maior número de voltas? (by Tempest)
R: Não gosto, também. Assim, se premia atos que acontecem durante o desenvolvimento da corrida, desprezando o resultado final. É como se um time de futebol que ficou mais tempo na frente do placar ganhasse um ponto. É bobagem.

P: Capelli, o Shumi já venceu, na F1,corrida ou campeonato, sem o Ross Brown? Um abraço.
R: Sim, na Ferrari em 1996.

P: O que acha da declaração de Nelsinho dizendo que ficaria na F1 se quisesse?
R: Uma raposa falando das uvas.

P: Capelli, o que acha de corridas em ovais?
R: Iguais a basquete. Você fica horas e horas vendo algo que só se resolve no finalzinho. Perda de tempo. Viu a última volta, viu tudo.

P: Das pistas que estão ou estiveram no calendário da F1, quais suas 10 favoritas?
R: Vou eleger cinco das atuais: gosto de Spa, Interlagos, Montreal, Monza e Istambul. Nessa ordem.

P: Caro Ivan em um post antigo no seu blog foi noticiado que a partir de 2010 a Marlboro não mais patrocinaria a Ferrari, pois a FIA iria banir os patrocínios da indústria tabagista a essa época. Qual o motivo para tal não ter acontecido?
R: Proibido o patrocínio está. Mas a Marlboro preferiu continuar, mesmo sem que sua marca apareça.

P: O que fazer para a Fórmula 1 ter sucesso no EUA?
R: Avacalhar com ela, colocar 2000 vendedores de hot dogs nas arquibancadas, obrigar três carros a capotar por corrida e soltar fogos de artifício no pódio.

P: Capelli, o filme Grand Prix retrata a F1 da época em que foi produzido (1966). Você acredita que se uma alma interessada em fazer um remake, como são feitos de vários classicos do cinema, sairia um resultado legal? Mas não algo com muitos efeitos.
R: Os tempos eram outros. Um filme desses, hoje, seria inviável por causa da chatice da F1 e do alto custo envolvido. Só fariam se fosse computadorizado.

P: Você gosta de café expresso ou no cuador é mais forte?
Danilo Gentilli, você por aqui!

P: Estava relendo uma 4 rodas de 88 e desde essa época se discutia a redução dos custos na F1. Por isso eu pergunto você acredita que isso e possível?
R: Escalada de custos, alguém ameaçando sair, punições polêmicas, possíveis rachas e mudanças de regulamento são uma constante na F1. Às vezes em maior escala, às vezes em menor.

P: Capelli, algum piloto já ganhou uma corrida de F1 largando do último lugar? Caso a resposta seja não, qual foi o que ganhou largando da pior posição?
R: Vou responder de cabeça: acho que não. Das reações históricas, acho que o recorde é do John Watson, que ganhou largando de 22º em Long Beach/1983.

P: Qual a corrida em q chegaram o menor nº de pilotos? (trinityalfa)
R: Em Mônaco, 1996, só 4 cruzaram a linha.

P: No bonequinho no topo do site a camiseta é a do melhor time do mundo. Para manter o nível, não seria mais coerente ele estar com o capacete do Schumacher?
R: Não acho que o Grêmio seja o melhor time do mundo. É o meu time, o que é diferente. Se eu fosse megalomaníaco, seria colorado.

P: Pra você, quais os campeões mais insignificantes da história? Minha lista: Hill, Villeneuve, Button, Rosberg, Jones, Raikkonen e Hakkinen.
R: Campeão é campeão e fim de papo. Insignificante é quem teve tudo na mão para ganhar e não levou nada.

P: Afinal, o q foi a suspensão ativa? (trinityalfa)
R: Difícil explicar rapidamente. Basicamente, uma suspensão computadorizada que “lia” a pista e se adaptava para que o carro mantivesse sempre a mesma distância do solo, permitindo uma aerodinâmica mais eficiente e menor desgaste de pneus.

P: Capelli, em tempos de regulamento restritivo, qual ou quais projetos da F1 você apontaria como divisores de água na história? Não só pela novidade mas pela continuidade do conceito. Celso Renato de BH
R: O Lotus 72, que “modelou” o que os carros são até hoje.

P: Em uma temporada da F1 como você costuma torcer? Para uma equipe, um piloto, pela corrida mesmo ou depois que o Capelli parou de correr vc acha que não faz mais sentido torcer?
R: Eu torço corrida a corrida. Geralmente torço para quem está atrás chegue na frente, para ser emocionante. Ou para quem está atrás no campeonato, para o final ser empolgante. Não torço para nenhum piloto em específico.

P: Capelli, por que na F1 não há carros com o número 13? Alguma explicação ou é só porque lá não há o Zagallo com as suas superstições?
R: Superstição boba.

P: Nessas peguntas de carros feios, sempre aparecem carros de equipes pequenas, que andam no fundo do grid. Dentre os carros vencedores, não necessiariamente campeões mundiais, mas que tiveram certo sucesso, qual o mais esquisito na sua opinião?
R: A Benetton de 1994 era medonha.

P: Onde você arruma tempo para responder tantas perguntas??? rsrsrsrs
R: Espero que meus chefes nunca descubram.

P: Algum piloto já obteve patrocínio estatal antes da USF1 e o Lopez?
R: Já… o Alex Yoong era apoiado pelo governo da Malásia. O próprio Emerson foi patrocinado pelo “Café do Brasil” durante um tempo. Christian Fittipaldi tinha o apoio do Banespa… Isso é relativamente comum.

P: Vai ter indy em São Paulo? Onde eu compro o ingresso??
R: Parece que vai, no mesmo dia do show do Michael Jackson na O2 Arena.

P: Por que você, o gnomo sem educação do flavio gomes e o clone do kanaan, fabio seixas, odeiam tanto Rubens Barrichello? Ele negou autógrafo ou entrevista para vocês?
R: Ninguém odeia o Barrichello. O problema é que quem ama interpreta qualquer crítica como um ataque de ódio. Questão de perspectiva.

P: Ivan , qual foi sua reação quando descobriu que havia um piloto de Fórmula 1 com o mesmo nome que você?
R: Chorei por duas semanas.

P: Capelli, esta pintura da Mercedes, apesar de muito bonita, não é uma reedição da pintura das Mclaren West? Prata com grafismos pretos em degradê? Não seria uma influencia dos anos de parceria com a equipe de Ron Dennis?
R: Pelo contrário. O prata da McLaren se devia à Mercedes. Essa é a cor oficial da Alemanha no automobilismo. Como o vermelho é para a Itália, o verde-musgo para a Inglaterra, o azul para a França…

P: A F1 vai falir um dia?
R: Vai. Até o Google vai.

P: Ivan, já ouvi algumas pessoas e até blogueiros comentarem que F1 não é um esporte de nações e que a essência é torcer pelo esporte e não pelo piloto de seu país. Eu que sempre fico apreensivo pelo tema da vitória fico triste, qual sua opnião?
R: Cada um, cada um. Tem gente que gosta de corrida, tem gente que gosta de ver brasileiro ganhando. Nenhum demérito a ninguém.

P: E o Ronaldinho no Grêmio?
R: Seria bom, pro Grêmio e para ele. Porto Alegre é a cidade dele, ele vai querer voltar pra cá depois de encerrar a carreira e precisa fazer as pazes com a torcida. Ele vem.

P: Quem são os mais chatos? Os “sennistas” que sempre citam o Ayrton quando o assunto é Schumacher ou os “schumachistas” que sempre citam o Michael quando o papo é sobre o Senna? (DUDUBALDAO)
R: Todos os fanáticos são insuportáveis.

P: Capelli, quem te aposentou, o Alesi ou o Barrichello?
R: O Barrichello. Por isso que eu me vingo fazendo tantas charges sobre ele.

P: É melhor modificar as pistas ou modificar os carros para aumentar as ultrapassagens?
R: É melhor modificar o dono da F1.

—————————–

Para enviar a sua pergunta, preencha o formulário em www.formspring.me/ivancapelli e aguarde a resposta. Lá eu respondo quase tudo, no blog só entram algumas selecionadas.

Comentários do Facebook

comentários

29 comentários

  1. fubekao disse:

    Com relação a LARGAR em ultimo e vencer… acho que shumi e airton sena, chegaram a ESTAR em ultimo logo apos a largada e venceram.. sem falar em Panis que no conturbado GP de monaco em 1996 (um dos meus GP preferido) chegou estar em ultimo e em uma corrida que so chegaram 4, Venceu… Me corrijam se eu estiver errado.

  2. niko disse:

    Não concordo com o que o Capelli disse, pois se nas corridas em OVAIS só vale a pena assistir o final, nas corridas em circuitos MISTOS só vale a pena assistir a largada.

  3. Edu Rodrigues disse:

    Capelli, você falou da cor da Mclaren, por isso, eu tenho uma dúvida: Você acha que existe alguma possibilidade da Mclaren abandonar o prata, que veio da Mercedes, e adotar o laranjado oficial da equipe?

  4. Daniel Ramos de Oliveira disse:

    Pra a F1 fazer sucesso nos EUA,pega o Kyle Busch e o Kurt Busch na USF1,coloca a F1 num circuito Oval,e manda o Bernie mandar os dois brigarem dentro dos carros,e quem sabe eles não saem voando em?hehehehehehehehehehehehehehe

  5. zamborlini disse:

    capelli
    está mesmo impagável estes ‘pergunte ao capelli’.
    o blog voltou com força total mesmo.
    parabéns!!!!!!!!!!!

  6. Marcus disse:

    Capelli com o fim do reabastecimento os estrategistas estão desempregados ou pelo – perderam seu valor ?

  7. Ylan Marcel disse:

    O fim do reabastecimento foi a melhor coisa que a FIA já conseguiu desde 1994! De lá pra cá, as corridas ficaram chatas e os pilotos passaram a arriscar bem menos. Duvido que o Michael Schumacher se dê bem nesse formato de disputa.

    • Leo disse:

      Schumacher na sua “temporada de estréia” na fórmula 1 em 1992 chegou em terceiro lugar ao fim do campeonato, na frente do Senna, com uma pequena Beneton. Procure se informar antes de escrever.

      • Gil de Ferran disse:

        Leo, só esqueceu de mencionar que a “pequena” Benetton de 1992 utilizava bico de tubarão, algo que foi adotado posteriormente por todas as equipes…

        Como o Capelli disse, “todos os fanáticos são insuportáveis”…

        Podia ter respondido de forma educada ao Ylan. Não precisava dizer “procure se informar antes de escrever”. E já que se acha o sabichão, fica a dica: aprenda a redigir, pois sua escrita é péssima!

  8. Halle Marques disse:

    Capelli, como se chamaria um time com pilotos Yuji Ide, Jean-Denis Delétraz, com Badoer de piloto de testes, motor Hart e chassis Lola? (Halle Marques)

  9. Arnold disse:

    ……….gnomo sem educação do flavio gomes.
    Eu ri..e muito!!

  10. […] This post was mentioned on Twitter by Capelli, Betta Konzen. Betta Konzen said: Hahaha muito boas as respostas! RT @ivancapelli apanhado das perguntas da semana aqui: http://bit.ly/bKc4x1 . Até que alguma coisa presta. […]

  11. Fabrício Passos disse:

    Capelli, na primeira vitória de Barrichello na Alemanha em 2000, ele havia largado lá de trás. Qual posição foi?

  12. Betta Konzen disse:

    Hahaha muito boas as respostas! RT @ivancapelli apanhado das perguntas da semana aqui: http://bit.ly/bKc4x1 . Até que alguma coisa presta.

  13. Bruno Romanzini disse:

    Lembrando que embora a gente sempre lembre aquela cena, o sistema já estava presente na lotus vários anos antes… Abraços

  14. Bruno Romanzini disse:

    Olá Capelli, boa noite, primeiramente, adoro o seu blog!! Quero contribuir com uma informação que só sei por ser engenheiro mecânico automobilístico.. Embora a Williams ficasse fazendo aquele show todo nos boxes, movimentando o carro de lá para cá e etc.. a única utilidade da suspensão ativa era levantar a frente do carro nas retas para que a resistência do ar fosse diminuída no aerofólio frontal e traseiro (atravé da mudança do ângulo de ataque), aumentando a velocidade alcançada por ele.. Os carros então corriam com mais downforce que o normal. Quando o sistema falhava, os carros tinham participações pífias por estarem cheios de downforce… Abraços

    • JCCJCC disse:

      No GP do Mónaco de 1996, apenas 3 carros cruzaram a linha de chegada:
      1º Panis
      2º Coulthard
      3º Herbert
      o Frentzen vinha em 4º, mas na última volta entrou nas boxes e assim não completou a corrida porque a linha de meta é à seguir à saída das boxes.

      É interessante verificar que na corrida seguinte, em Espanha, terminaram apenas 6 carros.

  15. Cadu Tupy disse:

    Fala Capelli, tudo bom?
    Na vitória do Kimi Raikkonen pela McLaren em Suzuka ultrapassando o Fisichella na Renault no começo da última volta, ele não largou em último? Creio que sim, mas não tenho certeza.

    Muito legal seu blog novo e bom te ver postando regularmente novamente.
    Bom trabalho, abraço!

  16. Capelli disse:

    Pronto, apanhado das perguntas da semana aqui: http://bit.ly/bKc4x1 . Até que alguma coisa presta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *